Sexta-feira, 28 de Outubro de 2005

Rute Marques em entrevista à Associação Nortenha de Intervenção no Mundo Animal

Rute Marques</a>
Pelo Prazer dos Animais</a>
Animal – Porque é que gosta de animais?
Rute Marques – Eu acho que já nasce com cada um de nós e com a convivência que se tem com eles desde criança.
Eu sempre tive contacto com todo o tipo e espécie de animais, desde “hamsters” a cavalos. Nunca tive medo quando me diziam “Ai, tem cuidado com o cão”. Nunca tive cuidado, embora às vezes tivesse algumas precauções, porque nunca se sabe se os cães vadios têm doenças contagiosas e que são transmissíveis aos humanos. De qualquer maneira, eu não deixo de lhes fazer uma festinha na cabeça, porque faz-me pena ver os animais abandonados na rua.
Eu adoro animais, só tenho pena de, neste momento, não ter condições para os ter. Isto é, tenho uma casa com um grande terraço onde posso ter animais, mas com a vida que tenho, para ter um animal sozinho em casa prefiro não o ter, porque a solidão para eles é terrível.
Conto com um dia ter mais tempo disponível ou ter outro tipo de vida que me permita dedicar-me mais aos meus futuros filhos e aos meus animais.

A – Quando teve animais em criança, teve crias? Que destino lhes deu?
R.M. – Quando eu era ainda bébé, a minha irmã tinha um pastor alemão chamado “Ranger”. Entretanto, fomos viver para um prédio nas Antas, no qual não eram admitidos animais. Então, entregamos o cão à minha madrinha que tem uma quinta em Esmoriz, onde tinha coelhos, porcos, galinhas, cães e isso tudo. E ela é que ficou a tratar do nosso cão. E não sei se foi algum vizinho que, por maldade ou estupidez, deu alguma coisa envenenada ao cão e ele morreu. Ele tinha quatro anos, por isso não era um cão velho.
A minha mãe ficou muito magoada e os meus pais decidiram não ter mais animais, até porque era proibido tê-los lá no prédio. No entanto, tivemos animais pequenos como, por exemplo, “hamsters” e agora temos um gato. Tive criação de “hamsters” que ofereci às pessoas amigas que queriam. Para além disso, havia uma loja de animais no Porto que pediam à minha mãe para, quando tivessemos criação, lhes vender para os terem na loja.

A – Já passou por alguma situação engraçada e comovente ou o oposto em relação aos animais?
R.M. – A história que vou contar é engraçada, em parte, pela coincidência.
Há seis anos tive um gato. A minha mãe não queria animais, porque ficou muito traumatizada com a perda do “Ranger”, o nosso cão, e não queria sofrer quando eles morrem.
Entretanto, eu fui-lhe dando sopinhas de leite, bocadinhos de fiambre, coisas pequeninas, porque ele era muito bébé, assim como a irmã. A irmã gostava muito do meu vizinho que ia sempre lá a casa ao fim da tarde. Então, ela ia esperá-lo à porta, até que começou a afeiçoar-se a ele e foi viver para o andar de cima.
O irmão, que baptizámos de “Pinóquio”, foi ficando, a minha mãe começou a achar-lhe imensa graça e ele acabou por ficar lá em casa. Ficou connosco uns três anos, até que o gato nunca mais apareceu. Toda a gente sabia que o gato tinha morrido e ninguém me queria dizer. Eu fiquei tristíssima com aquela história e chorei imenso.
Andei a chorar uma série de dias seguidos, mas mal, mal, como se tivesse morrido alguém da família. Um dia, cheguei a casa e a minha mãe pediu-me para ir comprar pão, porque já não tinha para o jantar. Já eram umas sete horas da tarde e a padaria já não tinha pão. Dei a volta e parei numa confeitaria, onde nunca fui comprar pão, só ia lá tomar café. Quando cheguei lá, a senhora, que já me conhecia, perguntou-me por que é que eu estava tão abatida. E eu disse-lhe que o meu gato tinha morrido. Então, ela disse-me que uma senhora, que estava sentada numa mesa, tinha encontrado uma série de gatinhos da mesma ninhada e que estava à procura de pessoas de confiança que quisessem ficar com eles.
Como estava de cabeça quente, disse que não queria gato nenhum, porque o meu “Pinóquio” era insubstituível. Mas a senhora fez questão de ir a casa, do outro lado da rua, buscar o cestinho com os gatos.
Quando ela apareceu com os gatos, um deles era a réplica do meu gato que tinha morrido. Eu já chorava de alegria e fui a casa buscar a fotografia do meu “Pinóquio”. Mostrei-lhes e disse-lhes que aquele gatinho era igual ao meu, só que era mais pequenino.
A senhora, então, disse que tinha visto o meu gato andar por ali às gatas e que ia para um relvado enorme, perto de umas tendas, onde os gatos se encontravam.
Com certeza, engravidou uma das gatas e aquele era filho do meu gato. Foi uma coincidência enorme e eu fiquei com ele, até hoje. Já tem quatro anos e, para os meus pais, se eu e a minha irmã não nos despachar-mos a ter um filho, ele fica como um neto. Só falta mudar a fralda.

 



Este artigo é da responsabilidade de: Associação ANIMAL

.mais sobre mim

.pesquisar

.Dezembro 2007

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.Últimas:

. Mariana Monteiro esteve n...

. Sílvia conduz gala a favo...

. David Carreira dá cartas ...

. Nuno Santos troca RTP pel...

. A Mariana Monteiro é lind...

. Britney Spears roubou isq...

. Striptease deixa marcas e...

. Russell Crowe e Nicole Ki...

. Eu e a Margarida temos um...

. Helena Isabel: Em forma

. Isabel Figueira convive c...

. Cantor desmente romance

. Rita Egídio está grávida

. Carol Castro ASSALTADA

. Modelos mal se falam

.arquivos

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

.tags

. a bela e o mestre(6)

. alexandra lencastre(29)

. alinne moraes(8)

. ana guiomar(5)

. angelico vieira(16)

. angelina jolie(20)

. antonio pedro cerdeira(13)

. band(8)

. barbara guimaraes(6)

. barbara norton de matos(5)

. belissima(9)

. benedita pereira(6)

. brad pitt(13)

. britney spears(8)

. canta por mim(4)

. carolina dieckmann(5)

. catarina furtado(20)

. caua reymond(9)

. cesar peixoto(11)

. christina aguilera(6)

. cinha jardim(5)

. claudia semedo(5)

. claudia vieira(28)

. cleo pires(7)

. cristiano ronaldo(29)

. dalila carmo(9)

. dança comigo(11)

. dani(7)

. daniela mercury(5)

. daniela ruah(13)

. danielle suzuki(6)

. deborah secco(7)

. deixa-me amar(9)

. diana chaves(22)

. diogo amaral(10)

. doce fugitiva(5)

. dzrt(6)

. elsa raposo(7)

. fala-me de amor(4)

. fernanda serrano(15)

. floribella(13)

. francisco adam(5)

. francisco penim(5)

. gato fedorento(7)

. globo(25)

. gloria pires(4)

. guilherme berenguer(4)

. helena isabel(4)

. henri castelli(4)

. herman josé(4)

. ilha dos amores(16)

. imperius(7)

. ines castel-branco(6)

. ines simoes(4)

. isabel figueira(34)

. ivete sangalo(4)

. jennifer lopez(5)

. jessica athaide(4)

. joana duarte(11)

. joana solnado(13)

. joão reis(9)

. jose fidalgo(6)

. juliana paes(6)

. luciana abreu(15)

. mafalda pinto(6)

. margarida vila nova(18)

. maria joão bastos(15)

. mariana monteiro(7)

. marisa cruz(8)

. melanie c(5)

. merche romero(46)

. morangos com açucar(51)

. nbp(5)

. operaçao triunfo(5)

. paixões proibidas(7)

. paula lobo antunes(6)

. paula neves(6)

. paulo pires(7)

. pedro granger(6)

. pedro miguel ramos(8)

. pedro teixeira(10)

. ricardo pereira(16)

. rita andrade(5)

. rita pereira(20)

. rodrigo menezes(6)

. rtp(43)

. rtp1(30)

. rtp2(5)

. ruy de carvalho(5)

. são josé correia(11)

. shakira(8)

. sic(71)

. silvia alberto(11)

. sofia alves(9)

. sonia araujo(6)

. soraia chaves(24)

. tempo de viver(9)

. tu e eu(8)

. tvi(126)

. vila faia(5)

. todas as tags

.Links:

blogs SAPO

.subscrever feeds