Segunda-feira, 29 de Outubro de 2007

Paulo Rocha e Sara Aleixo vão casar

Um ano depois de terem começado um namoro discreto e sempre escondido da Imprensa, Paulo Rocha e Sara Aleixo já pensam em subir ao altar. Foi o actor, que participa na telenovela da SIC ‘Vingança’, quem, à moda antiga, tomou a iniciativa de pedir a namorada em casamento e o enlace deverá acontecer nos próximos tempos.

Paulo Rocha já pediu Sara Aleixo em casamento e o enlace deverá acontecer nos próximos tempos

O Paulo pediu-a em casamento e eles estão muito felizes. Merecem tudo de bom, são um casal espectacular”, garantiu uma fonte próxima do actor.

E a verdade é que Paulo Rocha e Sara Aleixo não são caso único no que toca a enlaces mediáticos. Entre os nossos famosos, também os casais Rita Pereira e Angélico, António Pedro Cerdeira e Daniela Ruah, Cláudia Vieira e Pedro Teixeira e Paula Lobo Antunes e Jorge Corrula pensam dar o nó. O amor parece ter ultrapassado as barreiras da ficção e, ultimamente, muitos são os casais que falam em casamento.

Depois de Cláudia Vieira e Pedro Teixeira terem demonstrado a vontade de subir ao altar, numa festa restrita à família e aos amigos mais chegados, a ‘Lara’ da telenovela da TVI ‘Deixa-me Amar’ e Jorge Corrula confidenciaram a alguns amigos que estão a pensar em dar o nó no próximo ano. Um exemplo seguido por António Pedro Cerdeira, que pediu Daniela Ruah em casamento na última visita que fez à namorada, a estudar representação nos Estados Unidos.

Mas nem só de bons momentos são feitas as relações entre as estrelinhas da televisão nacional. Mariana Monteiro e Daniel Cardoso estão a passar por uma fase complicada na relação. À semelhança de muitos outros, o casal de actores conheceu-se durante as gravações da série juvenil ‘Morangos com Açúcar’ – pródiga em relacionamentos amorosos – e pouco tempo depois já tinham assumido um namoro, que conhece agora o primeiro dissabor.

O casal não tem passado muito tempo junto e esse afastamento coincidiu com uma altura em que o actor tem estado muito próximo de Joana Duarte. Os dois – que contracenam na novela ‘Ilha dos Amores’ – têm sido vistos juntos e a verdade é que Mariana Monteiro parece não gostar de tanta proximidade. Os rumores de envolvimento entre a dupla de actores da produção da TVI não foram bem aceites por Mariana Monteiro e já se fala que o casal possa estar a separar-se.

Em Setembro passado, um outro casal que se conheceu nos ‘Morangos’ decidiu terminar o romance. Vitória Guerra – que interpretou a personagem ‘Rute’ – há muito que andava desiludida com o namoro com Tomás Santos. A ruptura acabou por acontecer na sequência do envolvimento do actor num escândalo policial, originado por um alegado sequestro. Depois de ficar a par das notícias, Vitória Guerra terminou a relação e foi procurar consolo no ombro do ex-namorado, o também actor Miguel Bogalho.

NAMORO SEMPRE RESGUARDADO

Sara Aleixo e Paulo Rocha sempre fizeram de tudo para manter o namoro o mais resguardado possível. Nos primeiros tempos, o casal optou por nunca assumir a relação e só recentemente surgiu junto em eventos públicos. Certo é que a relação parece estar de pedra e cal, agora que já se fala em casamento.

AS SAUDADES JÁ APERTAM

Conheceram-se na série juvenil ‘Morangos com Açúcar’ e, dois anos depois de terem assumido namoro, a relação mantém-se e conhece agora a primeira prova de fogo. Angélico está a viver no Brasil e Rita Pereira encontra-se em Portugal para gravar a nova novela da TVI ‘Imperium’.

CASAL JÁ PENSA EM TER FILHOS

O casal de ex-moranguitos apaixonou-se durante as gravações para a série juvenil e têm uma relação tão sólida que há muito que falam em casamento. Os actores Cláudia Vieira e Pedro Teixeira vivem juntos há mais de um ano e já demonstraram a vontade de ser pais pela primeira vez, em breve.

CASAMENTO PARA BREVE

Fizeram par romântico na telenovela da TVI ‘Tu e Eu’ e a verdade é que a ficção ganhou outros contornos. António Cerdeira e Daniela Ruah apaixonaram-se durante a novela e, actualmente, vivem separados pelo Oceano. A actriz está em Nova Iorque a tirar um curso de representação.

JUNTOS HÁ APENAS UM ANO

Nunca representaram juntos e, actualmente, estão em canais rivais. Jorge Corrula e Paula Lobo Antunes namoram há, sensivelmente, um ano e há quem garanta que já fazem planos de casamento. Recorde-se, por exemplo, que antes da actriz, Corrula havia namorado com Inês Simões.

FIM MARCADO POR ESCÂNDALO

Vitória Guerra, que interpretou a ‘Rute’, nos ‘Morangos com Açúcar’, terminou a relação com Tomás Santos na sequência do escândalo policial que o envolveu em Setembro.

CIÚMES PODEM LEVAR À RUPTURA

Mariana Monteiro não gostou da proximidade entre o namorado, Daniel Cardoso, e a também actriz Joana Duarte e a verdade é que a relação entre o casal de ex-moranguitos pode estar perto do fim.

Fonte: Correio da Manhã

Catarina recebe visitas da família

Nasceu anteontem o segundo filho de Catarina Furtado, João Maria. Ontem foram vários os familiares da apresentadora que se deslocaram até ao Hospital da Luz para visitar o bebé e a mãe. Além do marido, João Reis, que passou grande parte do tempo no hospital, também o pai de Catarina Furtado foi ver o neto.

Conforme João Reis confirmou ao CM, a apresentadora e João Maria deverão sair do hospital entre hoje e amanhã.

Certo é que a apresentadora da RTP está radiante com o novo rebento da família. Contam alguns amigos próximos que assim que Catarina teve o pequeno João Maria nos braços não resistiu a dizer: “É tão lindo, é igual ao pai!”
  CM

Namorado de Maya abre loja em Lisboa

No dia em que Rui Araújo inaugurou a sua loja, Chez Lisboa, em Telheiras, foram várias as figuras públicas que apareceram para conferir as tendências de moda e dar uma força ao namorado de Maya no arranque do projecto.

Maya deu um grande apoio ao namorado

E a verdade é que todos os presentes se mostraram surpreendidos com as propostas da loja, que oferece um serviço inovador: o home service. “O Rui vai a casa das pessoas dar conselhos de moda, com horários flexíveis. Não é um serviço muito comum em Portugal”, contou Maya, que foi o braço-direito do namorado neste projecto.

A inauguração da loja de Rui Araújo teve direito à visita de muitos famosos como Zulmira Ferreira. A mulher de Jesualdo Ferreira tinha acabado de chegar do Porto, mas não quis deixar de dar uma força aos amigos.
  Correio da manhã

tags:

Soraia Aprende a falar inglês

Quando foi convidada para participar no novo filme de Leonel Viera, ‘A Arte de Roubar’, Soraia Chaves deparou-se com um pequeno problema. O realizador entendeu que a película deveria ser falada em inglês e a verdade é que os conhecimentos da actriz nesta área não iam muito mais além do que o básico.

Para o novo filme, a actriz está a ter lições da língua de Sua Majestade

Ela não sabia falar inglês e teve de aprender tudo em cima da hora, mas até está a sair-se bem”, contou uma fonte próxima da produção do filme.

Ainda assim, Soraia Chaves não desesperou e tratou de minimizar os estragos. Contratou um professor particular e está a fazer um curso intensivo para aprender, o mais rapidamente possível, a língua de Sua Majestade. Até porque as gravações já começaram e a actriz não quer desiludir o realizador Leonel Vieira.

O filme é protagonizado por uma colombiana e para Soraia Chaves ficou reservada uma pequena participação como barmaid. Pela primeira vez, a actriz vai aparecer no grande ecrã longe da imagem sensual a que habituou os portugueses, mas a verdade é que a actriz está a gostar do novo desafio. “Ainda só tive dois dias de filmagens, mas está a correr bem.

O projecto é muito ambicioso e tem uma grande energia, mas ainda é muito cedo para falar porque o projecto ainda está no início”, explicou a actriz, que garante estar a adorar trabalhar com o realizador Leonel Vieira.

“Ele tem uma forma muito particular de filmar e um sentido de estética muito apurado. E eu admiro isso nele. É uma pessoa jovem e com vontade de fazer muito mais pelo cinema”, contou.

Depois de ter participado no filme de António Pedro Vasconcelos, ‘Call Girl’, a actriz voltou a apostar na Sétima Arte, mas, ainda assim, não descura futuras participações na televisão.

Soraia Chaves viu o vínculo que a ligava à SIC recentemente renovado e garante que, em breve, poderão surgir novidades a nível profissional. “Este ano aconteceu assim. Não quer dizer que, no futuro, não surjam projectos interessantes em televisão, não é uma ideia que eu ponha de parte. Depende do projecto. Tem de ser analisado e ver se serve os meus objectivos e se é do meu gosto pessoal”, explicou Soraia.

Certo é que, para já, as novelas estão longe do horizonte profissional da actriz. Depois de ter recusado participar no novo projecto da SIC, Soraia Chaves garante que, tão cedo, não a irão ver a fazer uma participação deste tipo no pequeno ecrã. “Tenho projectos em carteira e, aceitar fazer uma telenovela nesta altura implicaria que não pudesse fazer outras coisas e, pelo menos durante nove meses, estivesse dedicada apenas à novela. Neste momento isso é muito complicado”, revelou.

Correio da Manhã

Liliana Campos

Há muito que Liliana Campos acumulava propostas para posar para uma revista masculina, mas a verdade é que, nos últimos seis anos nenhuma publicação conseguiu ter a sensual repórter do ‘Êxtase’ (SIC) na capa. No meio desta ‘guerra’, foi a ‘Maxmen’ quem levou a melhor ao oferecer cinco mil euros a Liliana para tirar a roupa.
Repórter tirou a roupa para uma publicação masculina e garante que o negócio foi ventajoso

Contactada pelo Vidas TV, a apresentadora de 36 anos garante que não está autorizada a revelar a quantia em jogo, mas assegura que o contrato foi vantajoso para ambas as partes. “Houve uma conversa agradável com o director da revista e um negócio que foi bom para ambas as partes.

Há seis anos que me andavam a convidar, mas, na altura, achava que não fazia sentido. Agora resolvi aceitar e estou muito feliz com o resultado”, contou Liliana Campos, que garantiu sentir-se sexy nas páginas da conhecida publicação.

“Tinha a certeza que o resultado iria ficar como eu queria. Há uma diferença entre o sensual e o sexual e acho que as fotografias ficaram sensuais e bonitas”, explicou.

E se há quem diga que os cinco mil euros oferecidos à profissional para se despir de preconceitos foi pouco, a verdade é que nem todas as produções para revistas masculinas são pagas. Tanto que Cinha e Pimpinha Jardim deram que falar quando, há dois anos, posaram para a uma revista masculina pelo dobro do valor. Mãe e filha apareceram em poses sexy, numa publicação que bateu o recorde de vendas.

SENSUALIDADE PORTUGUGUESA EM CAPA DE REVISTA

A edição anterior da revista ‘Maxmen’ dedicou a sua capa a Lenka e Cristina, as assistentes de Fernando Mendes, no programa ‘Preço Certo’. Marisa Cruz fez história, com fotos onde mostravam a apresentadora a saltar num trampolim. Já depois de ter sido mãe, também Isabel Figueira acedeu a mostrar as suas curvas. Mais recentemente, Diana Chaves posou com a irmã, Sara.

Correio da Manhã

Alcoolizada: Isabel Figueira apanhada em operação stop da PSP

Depois de um jantar entre amigos, seguido de um desfile de moda, na passada quinta-feira, Isabel Figueira pegou no carro e foi surpreendida por uma operação stop na Avenida 24 de Julho, em Lisboa.

Isabel Figueira diz que aprendeu  a lição e promete que situações deste género não se voltam a repetir

 

Cumpridas as formalidades necessárias, os agentes da Divisão de Trânsito da PSP pediram à apresentadora do programa ‘Top +’ para soprar no balão, que acusou uma quantidade de álcool no sangue acima do limite estabelecido pela lei . Na hora, Isabel pagou uma multa de 500 euros, mas garante que não vai ficar sem carta.

“Nunca me tinha acontecido nada do género em cinco anos de carta. Só bebi duas cervejas e, para dizer a verdade, nem sabia muito bem qual era o limite permitido. O que percebi disto tudo é que uma pessoa não pode beber um copo de vinho ou duas cervejas que é logo apanhada”, contou Isabel Figueira, que só pede que não se associe este episódio à recente separação do futebolista César Peixoto. “Não façam dramas de que a Isabel se mete nos copos. Sempre gostei de beber a minha cerveja com os amigos. No meio disto tudo espero apenas não ter desiludido os meus fãs.”

A apresentadora prefere desdramatizar o facto de ter sido apanhada com álcool, até porque, garante, nunca imaginou que o que tinha bebido pudesse acusar no balão. “Não vou dizer com que quantidade fui apanhada, mas posso garantir que foi mesmo no limite mínimo. Estava um bocado envergonhada, porque nunca tinha passado por uma situação deste tipo, mas fui muito bem tratada pelos agentes, que foram extremamente educados comigo”, contou a apresentadora, que só quer esquecer o incidente que a fez desembolsar 500 euros.

“Posso dizer que aprendi a lição e prometo que não se volta a repetir”, explicou ao CM bem-disposta, depois do episódio.


Correio da Manhã

Domingo, 28 de Outubro de 2007

Luciana Abreu analisa várias propostas

Ainda ocupada com as gravações da telenovela juvenil da SIC, ‘Floribella’, Luciana Abreu está, como disse a mãe, Ludovina Abreu ao CM, “a analisar várias propostas de trabalho em televisão, não tendo ainda decidido qual irá aceitar”.

Actriz hesita entre canais

Entretanto, a actriz deixou de ter Miguel Belo como agente, como confirmou o próprio ao nosso jornal, revelando apenas: “O nosso contrato terminou há duas semanas e deixei de a agenciar”.

Fala-se que a protagonista de ‘Floribella’ poderá vir a apresentar um programa infantil na SIC, mas a mãe não confirma. E explica: “A Luciana tem várias propostas de vários lugares, graças a Deus, e nada está decidido. Ela ainda está a pensar no que quer fazer, no que será melhor para ela”.

Para já, Luciana prossegue o seu trabalho na segunda série de ‘Floribella’, em fase final de gravações. Ontem, a intérprete de ‘Flor’ esteve a gravar todo o dia. “Ela e a equipa costumam descansar todos os fins-de-semana, mas este foi um sábado especial”, revelou a mãe.

Correio da Manhã

Alexandra Lencastre parte comovida

Vestida de forma elegante, com um boné a dar o toque desportivo, Alexandra Lencastre não susteve as lágrimas ontem de manhã, no Aeroporto de Lisboa, quando chegou a hora de partir para a Índia, onde serão gravadas, por duas semanas, as primeiras cenas de época da telenovela ‘Imperium’, que substitui ‘Ilha dos Amores’, em Novembro, na TVI. O motivo das lágrimas foi, confessou, “a dificuldade de me separar das minhas filhas”.

Alexandra Lencastre no Aeroporto da Portela

Com Alexandra Lencastre partiram ainda João Perry, co-protagonista de ‘Imperium’, no papel de ‘Óscar Ventura’, seu marido, e Rita Pereira, que interpretará uma indiana. O realizador da novela, André Cerqueira, acompanhou os actores.

“Durante estes dias, vou ter muitas saudades das minhas filhas. Aliás, elas nem se tinham apercebido muito bem de que a mãe se ia embora”, confessou Alexandra Lencastre, que, aos 42 anos, volta a interpretar uma vilã nada branda, “uma mulher sem escrúpulos”, diz, acerca da personagem ‘Margarida Ventura’. Para tal, a actriz escureceu o cabelo e utilizou umas lentes de contacto verdes.

Rita Pereira, por sua vez, teve de aprender a falar hindi. “Estou muito satisfeita com este papel da indiana ‘Kali’”, disse a actriz, revelando que a irá ajudar “conhecer de perto famílias indianas”. Já João Perry, sorridente, ao lado de Rita Pereira, afirmou: “Como o ‘Óscar’ vai morrer, a minha participação na telenovela está quase a ficar concluída. Vou aproveitar para ler, se me deixarem.”

CHEGADA SÓ HOJE A BOMBAIM

Alexandra Lencastre, Rita Pereira, João Perry e André Cerqueira saíram ontem de manhã da Portela para uma longa viagem até Bombaim, onde chegarão hoje depois de escala em Londres.

A equipa fica hospedada dois ou três dias na maior cidade indiana, com 13 milhões de habitantes e considerada a capital comercial do país, onde se situa a meca da indústria local de cinema e televisão, ‘Bollywood’.

É em Bombaim que os actores portugueses vão gravar as primeiras cenas de época (1960) da novela. Depois disso, seguem para Goa, para prosseguirem as gravações, com outros actores que se lhes juntarão para a semana, como Diogo Amaral e Rogério Samora.

Correio  da manhã

Soraia lança cartão de crédito

A actriz esteve, anteontem, presente no restaurante Tavares Rico, em Lisboa, para apresentar o novo cartão de crédito da Unibanco, alusivo ao escritor Eça de Queirós, e garantiu que ficou fã do cartão, que dá descontos em algumas livrarias específicas.
Soraia Chaves foi a escolha da Unibanco

Gosto muito de ler, é uma boa forma de se aproveitar o tempo livre. Por isso, de certeza que vou usar o cartão”, garantiu Soraia Chaves.

No evento também esteve presente a conhecida escritora Rosa Lobato Faria.

Beldades na pele de hospedeiras

Por uma noite, Isabel Figueira, Diana Chaves e Erika aceitaram vestir a pele de assistentes de bordo e desfilaram para a Star Alliance, na Gare Marítima de Alcântara, em Lisboa.

Isabel Figueira   e Diana Chaves brilharam no desfile de moda

As beldades foram muito aplaudidas por uma plateia repleta de convidados VIP que não quiseram perder as novas tendências no mundo dos aviões.

Os convidados estiveram sempre bem-dispostos e a verdade é que a festa se prolongou pela noite fora. Depois de ter terminado o desfile, Isabel Figueira seguiu para um jantar na companhia de algumas amigas e não deu a noite terminada por aí. A manequim, que se divorciou recentemente de César Peixoto, foi dar um pezinho de dança na noite lisboeta.

Correio da Manhã 

Miguel Veloso farto de boatos

A Diana não é minha amiga

Miguel Veloso não vê com bons olhos quem se quer aproveitar da sua imagem quando o relacionam com Diana Chaves. Ainda assim, o jogador do Sporting garante que a ligação com a actriz é puramente especulação.

Não posso considerar a Diana como amiga. Conheço-a há sensivelmente seis, sete anos e a minha namorada sabe disso. Cruzo-me com ela e cumprimento-a, apenas isso”, deixou claro.

Relativamente às eventuais trocas de mensagens no hi5, Miguel Veloso também desmente a veracidade de tais rumores. “É um absurdo”, disse apenas, Cansado de desmentir o alegado romance com Diana Chaves, o futebolista deixa agora para a actriz uma tomada de posição. “Eu sei de mim e desminto. Agora cabe a ela dizer sim ou não. Da minha parte é completamente mentira”, garante.

A única preocupação do jogador leonino é a sua namorada, Bruna, com quem está há três anos. “Estou muito bem com ela mas sei que a Bruna fica triste e desiludida com estas notícias, até porque não estava habituada a este mundo”, avança Miguel Veloso, contando que os boatos deixam as suas mazelas. “A Bruna está a borrifar-se para isso mas é claro que não se sente bem quando dizem que o namorado faz isto ou aquilo quando é mentira”.

Garantindo que a sua relação é muito saudável, ainda assim Miguel Veloso não pensa em casamento. “É bastante cedo para dar esse passo”, diz o jogador do Sporting, chegando até a afirmar que o enlace nem sequer faz parte dos planos imediatos da namorada. “A Bruna também não quer casar. Estamos bem assim”, concluiu Miguel Veloso.

NO SPORTING ATÉ 2013

“O futuro a Deus pertence”, foi desta forma que Miguel Veloso se referiu quanto à eventualidade de jogar no estrangeiro. Mas para já veste a camisola dos leões. “Tenho contrato até 2013 e até lá sou do Sporting”, adiantou o futebolista.

ESTREIA NA 'PASSERELLE'

No passado fim-de-semana, o jogador trocou os relvados pela ‘passerelle’ do Portugal Fashion. Miguel Veloso estreou-se como manequim pela mão de Fátima Lopes, uma experência “a repetir”. “Foi difícil mas fiz o que Fátima me explicou: olhar em frente e seguir caminho”, contou.

Correio da manhã

Não sou escrava de dietas e ginásios

Yolanda Noivo, actriz, desvendou a sua história ao Correio Vidas e falou da adolescência dura, com uma saúde débil que a levava a passar os dias no hospital, do topo da carreira como manequim e da vida que cons-truiu ao acaso mas que a deixa cheia de orgulho. Mãe ex-tremosa, Yolanda garante que não fosse a idade adorava ter mais filhos.Aos 51 anos, a antiga manequim continua a manter uma forma física invejável. Em entrevista ao Correio Vidas, a actriz e empresária contou-nos como vê a moda nos dias que correm e revelou como se sente preenchida com a vida familiar, ao lado dos filhos e do marido, Carlos Noivo.
'É na minha família que eu vou buscar forças para travar a batalha do dia-a-dia', revela actriz

- Correio Vidas – Como é que se chega aos 51 anos com uma tão boa forma física?

- Yolanda Noivo – O segredo é comer bem. Não há nada que não goste de comer mas nunca abuso do mesmo alimento demasiadas vezes. Era uma infeliz se estivesse sempre a fazer dieta. Faço-o duas vezes por ano, para beneficiar a minha pele e o meu organismo. Evito o álcool, os hidratos de carbono, como muitos legumes e faço muitas caminhadas. Mas não sou escrava de ginásios e dietas. Não tenho paciência para sacrifícios, porque acho que a vida não tem que me doer.

- Esteve na Moda Lisboa. Que diferença encontra em relação ao seu tempo como manequim?

- Não há nada que coincida, e digo isto com imensa pena. É impensável ver os manequins a desfilar com umas calças de ganga ou um vestido de noite com a mesma postura. Não sabem andar, dão passos enormes com um vestido de noite, são pouco femininas. Não quer dizer que se volte a uma passagem clássica, mas acho que não devíamos ficar satisfeitos com a mediocridade. Até porque ninguém gosta: nem o público, nem os costureiros, mas ninguém faz nada para mudar.

- Há alguma manequim que, no seu entender, se destaque pela positiva?

- Não consigo ver nenhuma. A nossa obrigação é fazer com que as pessoas que estão sentadas a ver o desfile tenham vontade de comprar a roupa. E eu saí da Moda Lisboa sem sentir que houvesse o mínimo esforço por parte dos manequins em transmitir essa mensagem. Para mim são todos iguais.

- Foi estabelecido um mínimo de peso para as manequins. Na sua altura também havia tantos problemas de anorexia?

- Eu era de um magro saudável. Adorava comer e não tinha a paranóia das dietas. Nem tínhamos de nos preocupar com o peso para ter trabalho, só uma vez me perguntaram quantos quilos tinha. Cada uma de nós tinha é a responsabilidade de se manter com o peso ideal para a nossa altura. Nem se falava de anorexia.

- Sempre quis ser manequim?

- Não. Desde miúda que tinha decidido que queria seguir Medicina e tirar a especialidade de Cirurgia. E era mesmo isso que ia fazer mas não deu, por razões de saúde. Estive gravemente doente durante anos, por isso a minha vida foi um acaso e fui aproveitando as oportunidades que foram surgindo.

- O que é que tinha?

- Tinha problemas de coração e sempre me habituei a estar ligada às máquinas. Vivia em Moçambique mas a humidade de África fazia com que estivesse sempre de cama. Vinha a Lisboa muitas vezes para fazer tratamentos e foi numa dessas viagens, aos 18 anos, em que era suposto ficar cá um mês, que me mudei. Tinham sido destruídos todos os aparelhos cardiológicos na Beira e não havia alternativa. Com todos estes problemas, fiz o percurso de vida que me foi possível. Mas foram muitos anos de sofrimento, a querer desistir de tudo.

- Mas superou o problema e tornou-se numa das primeiras manequins em Portugal, numa altura em que a profissão não era vista com bons olhos...

- Não foi fácil porque implicava trabalhar à noite em ambientes complicados, onde se podia optar por uma vida leviana. Mas como o meu carácter já estava vincado não houve problema. Mesmo em Paris, que era um sítio onde já havia moda há muitos mais anos, não era fácil chegar a qualquer lado e dizer que era manequim. Eram pessoas olhadas como menos sérias, com uma vida muito facilitada e onde se punha tudo em causa. Mas sempre defendi a profissão com muita postura e carácter.

- Hoje o que está a fazer?

- Neste momento estou a reconsiderar pegar em dois projectos que estavam na gaveta mas ainda não posso revelar. Estou a estudar tudo muito bem, porque já não me apetece não ter tempo para a minha família. Também quero continuar a representar, porque me dá uma boa-disposição tremenda. De resto, tenho a minha empresa de comunicação e imagem e, nos últimos tempos, tive algumas pressões no sentido de dar cursos de saber estar às pessoas.

- Como concilia o trabalho com a vida privada?

- Tenho um dia-a-dia muito dedicado à família. Acordo muito cedo porque faço questão de levar o meu filho à escola e tento conciliar aquilo que faço com os horários dele, porque me sabe muito bem acompanhá-lo. Organizo o meu dia de maneira a estar às 16h20 à porta da escola, para o levar à natação, enquanto eu faço ginástica. Depois vamos os dois para casa. Tenho uma vida familiar muito preenchida.

- É casada há 16 anos com Carlos Noivo. É o seu pilar?

- Sim, o Carlos é um dos pilares da minha vida. Os meus pais transmitiram-me uma educação que é muito pela família. Não quer dizer que a amizade não seja importante mas é na família que vou buscar forças para continuar a batalha do dia-a-dia.

- Tem dois filhos (Inês, de 20 anos, António Maria, de 13). Gostava de ter tido mais?

- Sim. Mas tive os meus filhos de uma forma muito consciente. Só depois de ter a minha carreira muito trabalhada é que fui mãe, já com 31 anos. Parei dois anos para acompanhar o crescimento da Inês e voltei a trabalhar. Aos 37 anos nasceu o António Maria, já com uma idade muito madura, sem conflitos com a parte profissional. A maternidade era tão importante para mim que não podia ter de a dividir com a carreira.

- Ser mãe é o papel que mais lhe agrada?

- Sim, e é também o papel mais difícil. Sou extremamente exigente com os meus filhos porque penso que todos os dias temos de tentar ser melhores seres humanos.

- Algum dos seus filhos tem queda para a representação?

- O meu filho tem uma tendência especial para o teatro. O engraçado é que ele não se entusiasma nada pelos ‘Morangos com Açúcar’ e só vê a novela quando eu apareço. Mas pede para ir ao teatro e está do primeiro ao último minuto concentrado na peça. Ultimamente tem dito que gostava de ir para Londres estudar Teatro.

REFLEXO

- Correio Vidas – O que vê quando se olha ao espelho?

- Yolanda Noivo – Vejo a miúda que fui em Moçambique, com o mesmo sorriso e boa-disposição mas com uma maturidade completamente diferente e com um percurso de vida que foi preenchido ao acaso. Não foi estruturado nem pensado. Fui aproveitando as oportunidades e não fiz nada daquilo que estaria previsto fazer. Por isso, quando me olho ao espelho acabo por ver uma miúda que se tornou numa mulher citadina e numa lutadora muito exigente consigo própria.

- Gosta do que vê?

- Gosto porque atingi objectivos que me saíram do pêlo e porque fui muito batalhadora. Penso que atingi várias etapas, que são reconhecidas publicamente como profissional de qualidade, e isso é muito bom.

- Alguma vez lhe apeteceu partir o espelho?

- Não, nunca me passou pela cabeça tal coisa.

- Quem gostaria de ver reflectido no espelho?

- O meu marido e os meus filhos, porque são as pessoas que preenchem a parte boa do meu percurso de vida.

- Uma pessoa de referência?

- A minha mãe. É a pessoa que me transmite tudo aquilo que eu sou hoje. É, sem dúvida, um exemplo para mim.

- Momento marcante na vida?

- O nascimento dos meus filhos. O momento da expulsão marcou-me muito. Fiz dois partos naturais, sem epidural, e esse momento é único. É uma emoção que não se esquece. São segundos muito intensos e emocionantes, em que se vive tudo.

- Qualidade e defeito?

- Sou muito organizada e metódica e consigo preencher o meu dia com todas as minhas responsabilidades e sem que as tarefas profissionais apaguem o lado pessoal. Já os defeitos são muitos! (risos) Mas acho que o maior é o facto de ser uma insatisfeita por natureza. Não gosto de rotinas e essa instabilidade, com tudo o que acarreta, pode trazer coisas más. Para mim é um defeito.

PERFIL

Nasceu há 51 anos em Moçambique e ficou na História por ter sido a primeira portuguesa a desfilar na Semana de Moda de Paris. Com uma infância difícil e com pouca saúde, aos 18 anos Yolanda troca a cidade da Beira por Lisboa, de forma a receber os cuidados médicos necessários para tratar do problema de coração que lhe marcou a adolescência.

Com uma saúde débil e muitas horas passadas no internamento hospitalar, Yolanda deixou para trás o desejo de se tornar numa cirurgiã de sucesso e, como a própria conta, foi “preenchendo a vida ao acaso”. Trabalhou no gabinete de imprensa do primeiro Governo Constitucional, onde deu nas vistas pela elegância. Com uma carreira mais exposta, os apelos da moda eram tantos que depressa aceitou começar a desfilar nas ‘passerelles’.

Casada com Carlos Noivo e mãe de dois filhos, actualmente Yolanda divide o tempo entre a sua empresa de comunicação e a representação.

Correio da Manhã

É difícil estar sempre no limite

Bárbara Norton de Matos, a actriz que faz de Madalena na telenovela ‘Deixa-me Amar’, diz que se conseguir que as pessoas a odeiem é bom sinal e revela que se tornou uma pessoa mais organizada depois de ter sido mãe.

'Há momentos mágicos entre nós e os nossos filhos. Às vezes chego a casa estoirada e estar com ela é um bálsamo', revela a actriz

 Como foi saltar de uma novela (‘Tu e Eu’) para outra (‘Deixa-me Amar’) em tão pouco tempo?

- Acho que foi a primeira vez que tive um tempo de intervalo tão curto, mas não foi difícil porque a personagem é muito diferente da anterior.

- Está com um visual diferente. Essa mudança ajudou na composição da sua personagem?

- Muito. A roupa, o cabelo, a maquilhagem, ajudaram-me imenso a vestir a pele desta nova personagem. Foi a primeira vez que deixei de aparecer loira. Nunca tinha feito um papel sem ser loira. A maquilhagem é muito pesada, porque a minha personagem é muito sofisticada e é uma verdadeira ‘tia’. Tenho cabelo mais comprido, mais escuro, a franja desapareceu... Sou uma mulher sofisticada, insuportável, irritante... A forma como me visto, penteio e maquilho não tem nada a ver comigo... Eu e a Paula Lobo Antunes somos rivais. Ela é a boazinha e eu sou a vilã. Vou-lhe fazer a vida negra.

- É o seu primeiro papel de vilã?

- Não. Na novela ‘Nunca Digas Adeus’ era a Mónica, uma anoréctica insuportável e histérica ‘filha’ da Lídia Franco e do Tozé Martinho. Depois fiz sempre papéis de boazinha. Agora sou mesmo vilã, vilã. A Madalena começa por ser irritante mas com o passar da acção vai torna-se má.

- Está a gostar deste papel?

- Estou a adorar. Senti que estava a precisar de um papel diferente. Fiz ‘Amanhecer’, depois ‘Baía das Mulheres’ e ‘Tu e Eu’, com personagens muito dramáticas, pesadas e boas... Estava a precisar de um papel diferente!

- Qual a maior dificuldade deste papel?

- É uma personagem de extremos e é muito difícil estar sempre no limite: da postura, dos tiques, da maneira de falar, de andar, de me relacionar com os outros... porque se corre o risco de se ficar exagerado. Aliás, estão sempre a chamar-me à atenção: ‘Bárbara, estás a chegar ao limite!’

- Em quem se inspirou para fazer esta mulher irritante?

- Em muitas pessoas! A zona onde vivo, Cascais, é excelente para isso. Encontro lá muitas personagens onde me posso inspirar. Vou buscar uma coisa aqui, outra ali... O engraçado é que sou sempre muito influenciada pelas personagens que interpreto e o mais estranho é que ainda ontem estava no shopping a fazer compras e estava na pele da minha personagem. Parecia a Madalena a movimentar as mãos, a andar e até pela forma como transportava os sacos das compras... Que horror! A figura que eu andava a fazer! Vendo bem, são mais as horas em que eu estou como Madalena do que como Bárbara. Às vezes é difícil desligar.

- Tem a noção de como, na pele de vilã, pode fazer um papel muito marcante?

- Fica-se muito marcado. Não sei como o público está a acolher esta personagem. Se conseguir fazer com que as pessoas me odeiem é bom sinal, significa que a interpretação resultou. Certo é que estou a gostar muito de fazer este papel. Está a ser gratificante.

- Consegue ter tempo para a sua filha?

- Consigo. É tudo uma questão de organização. Depois de ter sido mãe tornei-me mais organizada e aprendi a não dramatizar, a não perder tempo com coisas desnecessárias.

PERFIL

Filha do treinador de futebol Norton de Matos, tem 28 anos e uma filha de um ano. Licenciada em Comunicação Empresarial, a actriz tem integrado os elencos de novelas e séries de ficção nacional da TVI. Estreou-se em 2001 com ‘Nunca Digas Adeus’. Fez depois ‘Amanhecer’, ‘Baía das Mulheres’ e ‘Inspector Max’, na qual era a Dr.ª Sílvia.

Correio da Manhã

Catarina Furtado já é mamã

Catarina Furtado e o marido, João Reis, estão radiantes com a chegada do segundo filho em comum. O bebé, que o casal decidiu chamar João Maria, nasceu ontem, às 17h45, no Hospital da Luz, em Lisboa, através de um parto natural, rápido e sem complicações.

Catarina Furtado e João Reis estão radiantes com o nascimento do filho

Tanto que na terça-feira a apresentadora da RTP 1 deverá sair do hospital e regressar a casa com o pequeno João Maria, que nasceu com 2,750 quilos.

Catarina Furtado e o bebé estão bem de saúde e receberam ontem as primeiras visitas das pessoas mais chegadas ao casal, que não quiseram deixar de ver a quem saía o pequeno João Maria. Quem lá esteve garante que o bebé é mesmo a cara do pai.

Talvez por isso Catarina Furtado tenha decidido mudar o nome do filho na hora do nascimento. O bebé era para se chamar Joaquim Maria – como o avô materno – mas as semelhanças com o pai levaram a que a apresentadora lhe tivesse dado o nome de João.

Ao contrário da irmã, que é loira, o pequeno João Maria é moreno, como João Reis, que não podia estar mais babado com tantas parecenças.

Amigos próximos garantem que Catarina Furtado está completamente recuperada, até porque foi tudo muito rápido. A cara conhecida da RTP 1 deu entrada pelas 17h00 no hospital e 45 minutos depois nascia o bebé, através de um parto natural.

Muito se falou que a apresentadora estava a passar por uma gravidez complicada, mas a verdade é que tudo não passou de mera especulação.

Amigos chegados de Catarina Furtado asseguram que esta sempre esteve bem de saúde e que preferiu apenas resguardar-se nos últimos tempos de gravidez e preparar a casa para receber a chegada do pequeno João Maria.
Correio da Manhã

Sexta-feira, 26 de Outubro de 2007

As confissões de Isabel Figueira após a separação de César Peixoto

 

 

 

 

 

No espaço de pouco mais de dois anos a vida de Isabel Figueira sofreu uma reviravolta, que culmina na separação de César Peixoto. Dias depois de comemorar o 27.º aniversário, a apresentadora abriu o seu coração à CARAS e falou abertamente sobre o que a levou a regressar a Lisboa.

Com ela veio também o filho, Rodrigo, de um ano, que vai ficar com a mãe, mas, como a própria garante, o futebolista nunca vai ter a porta fechada para estar com o filho. Até porque ambos estão a tentar conduzir o processo de divórcio de forma pacífica e sem grandes sobressaltos. Para o futuro fica uma relação de amizade, que Isabel garante querer manter, e a certeza de que se voltasse atrás faria tudo da mesma forma. No regresso a Lisboa, a apresentadora aposta no trabalho e acredita que este é o momento de dar o grande passo na sua carreira.

– Esta tem sido uma fase complicada…
Isabel Figueira – É uma fase complicada que já dura há algum tempo, mas acho que as decisões, quando têm de ser tomadas, não o são de ânimo leve. Houve muita ponderação na decisão que tomámos… e o César é uma pessoa fantástica, é pai do meu filho e meu amigo.

– Ficaram, então, com uma boa relação?
– Mantemos uma excelente relação. Falamos todos os dias. Ele é uma pessoa adulta e sabe que isto é o melhor para nós e para o nosso filho. A amizade é uma coisa muito importante e por vezes até isso se perde quando continua­mos a tentar, sobretudo quando se sabe que não vai resultar. E nós não quisemos perder isso. Até porque queremos baptizar o nosso filho, e teremos sempre os aniversários dele... Enfim, é uma fase complicada. O divórcio está a ser penoso, até porque a separação está no coração e não no papel, mas estamos a resolver tudo da melhor forma.

– O divórcio foi uma decisão tomada em conjunto?
– Tomámos esta decisão em conjunto e há já algum tempo. Por diversas razões que são nossas e privadas. Simplesmente, achámos que este era o momento certo para o fazer e a verdade é que estamos todos melhor. No fundo, foi algo que fizemos pelo nosso filho…

– O que aconteceu? Houve alguma interferência exterior ou as coisas não funcionaram?
– São dois mundos diferentes, duas pessoas diferentes… Se calhar há gente que pensa ou diz que o casamento foi precipitado ou que o bebé foi precipitado, mas não foi. Se voltasse atrás, faria tudo igual. Saboreámos todos os momentos que vivemos em conjunto e não nos arrependemos de nada. Hoje em dia tudo tem sentido, mas de outra forma, como uma amizade. Continuo a preocupar-me com ele e ele comigo. Tenho os meus sogros, que são pessoas fantásticas e com quem quero continuar a relacionar-me… Enfim, ficou tudo bem com toda a gente.

– Em alguma altura sentiu que estava a perder a sua vida, o seu rumo e a viver a vida de outra pessoa?
– Sim…

– Isso também pesou na decisão?
– [Quando se toma uma decisão como esta] pensamos nisso, claro. A minha vida profissional e alguns valores são muito importantes para mim. E nós éramos incompatíveis em muitas coisas. Quem quiser estar comigo tem de aceitar-me como eu sou e com o César é a mesma coisa. Ninguém tem de mudar por ninguém. Por tudo isso, achámos que fazia sentido divorciarmo-nos de uma forma adulta, coerente e por mútuo acordo. Estamos bem, firmes e foi o melhor. E temos um elo de ligação que nunca será quebrado por ninguém, que é o nosso filho.

– Sente que mudou demais a sua vida ao ir viver para o Norte, abdicando de muita coisa?
– Acreditei que era possível adaptarmo-nos, tal como o César acreditou, mas não é possível. Como marido e mulher, não é possível. Como amigos sim, entendemo-nos muito bem. Ficamos com pena e custa-nos muito ver o que tem saído na Imprensa. Quando dizem que o César tem saído muito à noite e tudo o mais, isso não passam de ilações absurdas.

– Não houve, então, uma terceira pessoa?
– Não houve nada, absolutamente nada. De há um mês para cá, o que o César faz ou o que eu faço só a cada um diz respeito. Agora, na nossa relação sempre houve um respeito mútuo muito grande. O César sempre me respeitou, como pai e como marido, tal como eu fiz. Não saía à noite, e isso não esteve na base da ruptura. Ele faz uma vida regrada, até porque tem a sua carreira no futebol, quer vingar e luta por isso. E sei que ele vai chegar longe. Fiquei triste de ver tudo o que escreveram e todas as mentiras. A razão do nosso divórcio só a nós diz respeito e a mais ninguém.

– Não ficam rancores e no futuro estarão disponíveis para seguir as vossas vidas junto de outra pessoa…
– Claro. O mais provável é que ambos encontremos outras pessoas… Fico feliz porque temos uma excelente relação que espero que se mantenha para sempre. Neste momento, a minha prioridade é o meu filho e o meu trabalho. Não vou estar a pensar que tenho de encontrar alguém…

– A reconciliação é ainda uma possibilidade?
– Não há hipótese de voltar atrás. É definitivo.

– Já está consumado o divórcio?
– Ainda não. Estamos a tratar de tudo, e a fazer o máximo esforço para que o Rodrigo não saia prejudicado em nada. A custódia do bebé fica comigo, mas o César pode estar com ele sempre que quiser. Nunca vai haver entre nós aquela coisa dos fins-de-semana com um ou com o outro. Sempre que ele quiser, pode estar com o filho, embora o facto de viver em Braga vá obrigar a alguns esforços. Vamos pensar muito no Rodrigo, mas também acreditamos que o nosso filho está agora mais feliz e mais calmo, porque sabe que os pais estão felizes, apesar da separação.

– Este foi mais um teste à sua maturidade, uma experiência que por certo a fez crescer…
– Foi um grande teste à nossa maturidade, sem dúvida. Sinto que cresci muito como mulher com o César. Esta relação foi fundamental para o meu crescimento. Casei-me, fui mãe… e tive um casamento lindo. E agradeço ao César a mulher que sou, porque ele ajudou-me muito a crescer.

– Entretanto, parece estar a regressar em força ao mundo da moda...
– Tinha muito medo, porque engordei imenso na gravidez e não sabia se iria recuperar. Felizmente consegui, e hoje em dia penso que estou de novo em forma. Estou muito empenhada no meu trabalho e no meu filho, que são neste momento as minhas prioridades.

– A certa altura sentiu necessidade de estabelecer prioridades?
– Precisamente, senti necessidade de estabelecer prioridades. Porque a vida é demasiado curta para não a aproveitarmos e sermos felizes. Acho que a vida tem que ser aproveitada da melhor maneira, temos de fazer aquilo que mais queremos e eu sei o que quero e o que não quero. Por vezes temos de fazer mudanças drásticas e olhar para o futuro…

– Profissionalmente, esta é uma altura positiva.
– Claro que sim. Com este regresso a Lisboa sinto que tenho mais tempo para mim e também para me formar profissionalmente. Tenho 27 anos e esta é a fase em que tenho de dar o grande passo da minha vida profissional. Sinto que ainda falta algo em mim para dar esse grande passo enquanto apresentadora, e é isso que quero. Trabalhar para chegar mais longe. Quero fazer tudo da melhor forma, até para garantir uma vida boa e estável para o Rodrigo.

– Como foi o regresso a Lisboa?
– Muito bom. Adoro Lisboa, tenho cá muitos amigos e, claro, a minha família, e é muito importante para mim nesta fase tê-los por perto. Foi um pouco difícil nas primeiras duas semanas, mas neste momento já estou completamente adaptada. Como disse, sei o que quero e neste momento sinto que posso voltar a apostar em mim.

 

Caras

 

Alexandra Lencastre:"Fico triste por não ter refeito a minha vida"

     

 

 

Aos 42 anos, a actriz mantém a beleza e a sensualidade que sempre a caracterizaram. Foi precisamente por isso que Alexandra Lencastre foi convidada para ser a imagem da linha de produtos antienvelhecimento Regenerist, da marca de cosméticos Olay. A CARAS acompanhou o making of da campanha e aproveitou para conversar com Alexandra, que está agenciada na Central Models e se prepara para ir para Goa, na Índia, gravar a nova novela da TVI, Imperius.

Mãe de Margarida, de 11 anos, e de Catarina, de nove, a actriz falou-nos de um grande sonho que está por realizar: o de ter muitos filhos. Alexandra contou-nos ainda como o facto do ex-marido e pai das suas filhas, Piet-Hein Bakker, ter refeito a vida ao lado da actual mulher, Patrícia Silva, a deixa ao mesmo tempo alegre e triste. Piet-Hein e Patrícia – que tem um filho, Tomás, de cinco anos, de uma relação anterior – são pais de Rita, de 11 meses, e preparam-se para ter mais um filho em Fevereiro de 2008, uma menina.

– Porque aceitou o convite para fazer esta campanha?
Alexandra Lencastre – Foi a primeira vez que fui convidada para representar um produto que é tão por excelência feminino. Isso e o facto de se terem dirigido a mim de uma forma muito correcta tornaram o convite irrecusável. Foi um elogio e sinto-me orgulhosa por se terem lembrado de mim.

– Fez 42 anos recentemente...
– Desde os 15 que não sinto nada de especial quando faço anos. É um dia em que fico nostálgica, um dia de reflexão, de balanço. É importante estarmos lúcidos, sentirmos a passagem do tempo e percebermos que ele não espera por nós. É cada vez mais urgente fazermos as coisas de que gostamos e nas quais acreditamos, pois não podemos voltar atrás.

– E que balanço faz?
– Estou mais serena do que há uns anos, talvez tenha perdido alguma vivacidade, mas isso até é um descanso, porque às vezes tinha energia a mais! Além disso, encaro situações como a solidão e o envelhecimento de forma muito mais positiva e alegre. Sinto-me menos inquieta, menos necessidade de provar seja o que for e menos ansiosa em querer ser isto ou aquilo.

– E a relação com as suas filhas?
– Está boa. A mais velha começa a tentar fazer os primeiros desafios à ordem. Começo a sentir a capacidade que ela já tem de me enfrentar e de argumentar comigo, mas não tem tido muita sorte! Sou uma mãe muito mimenta e elas dão-me a volta quando querem, mas estou muito atenta e há certas coisas das quais não prescindo, e nisso sou até um pouco rígida. Talvez por estar sozinha com elas. Muitas vezes tenho de ser mãe e pai, porque o pai faz parte das decisões importantes e está ao fim-de-semana com elas, mas no dia-a-dia há milhões de decisões que têm de ser tomadas e sou eu quem está lá. Nessas alturas é preciso ter muito pulso e eu balanço mais para o lado da rigidez do que da moleza.

– Como é a relação delas com a irmã, a Rita?
– É uma paixão! Adoram-na!

– E não sentem ciúmes?
– Se calhar sentem um bocadinho, mas a paixão é mais forte.

– Como receberam a notícia da nova gravidez da Patrícia?
– Ficaram um bocadinho em pânico, pois pensaram imenso na bebé. Mas é giro e a família delas está a crescer cada vez mais. Já disse isto e é verdade: sinto que a minha família também cresce e fico sempre comovida quando nasce uma criança.

– Elas não lhe pedem para se casar e ter filhos?
– Imenso! Mas já lhes expliquei que estou velha e que já não é aconselhável ter filhos. Elas queriam muito, mas agora estão mais calmas e eu também. Houve uma altura em que tinha muita vontade de voltar a ser mãe, mas agora já estou mais resignada com o facto de isso não vir a acontecer.

– Ao ver o seu ex-marido com a vida refeita, não se sente triste por não ter refeito a sua até agora?
– Claro que sim. Fico muito feliz por eles os dois e por sentir que conseguem continuar a dar um sentido de família, e ainda por cima numerosa, como eu sempre quis, às minhas filhas. Acho isso maravilhoso, mas fico triste porque gostaria que também me tivesse acontecido. Era um sonho que eu tinha e, se calhar, uma visão muito romanceada da vida. Eu achava que ia ter imensos filhos e uma família gigante. Mas começo a perceber que teria de ter feito opções muito complicadas... Deus escreve direito por linhas tortas e se calhar é o melhor para mim.

– Sente falta de um companheiro?
– Muitas vezes sinto, mas outras sinto-me muito bem sozinha. E prefiro continuar assim do que enganar-me novamente, ter outra desilusão e magoar pessoas de quem gosto, como a minha família. Prefiro avançar muito cautelosamente. Mas continuo a acreditar que há alguém à minha espera. Ainda não nos encontrámos, mas sinto-me cada vez mais forte para abraçar uma relação séria. Não me apetece, nem nunca foi o meu género, ter aventuras, apesar de haver essa imagem a meu respeito. Sempre me assustou imenso. Estou à espera e acredito que ainda me vai acontecer.

– Essa espera é tranquila?
– Depende. Há dias em que me faz imensa falta ter a chamada cara-metade para partilhar os pequenos nadas do dia-a-dia e outras coisas mais bonitas, importantes, profundas e maravilhosas. Há alturas em que há alguma impaciência, mas já me habituei e acho que é uma espera tranquila.

– E da parte física, dos mimos, sente falta?
– Sim, mas eu sou uma pessoa muito física por natureza. Gosto de dar abraços, beijos, dançar com os meus colegas... Gosto imenso de tocar e de manifestar os meus sentimentos de uma forma visível. Mas acho que, em todo o caso, é preferível preservar-me a desperdiçar-me.

– A Imprensa arranja-lhe constantemente namorados...
– Ainda não percebi porquê! Até porque são coisas chatas e que podem estar a magoar terceiros. Dói-me que isso aconteça.

– Isso afecta a sua família?
– Com certeza. Mesmo que as minhas filhas não leiam as revistas e que eu tente preservá-las, no colégio há sempre alguém que leu e faz perguntas, e o mesmo acontece com os meus pais. Mesmo que as pessoas me conheçam e confiem em mim, instala-se uma dúvida muito desagradável.

Rita Pereira já partiu para a Índia

 

A actriz Rita Pereira partiu esta manhã para a Índia, onde durante 15 dias vai gravar cenas na nova telenovela da TVI «Imperium», em que vai interpretar uma jovem indiana.

 

Visivelmente bem-disposta, Rita Pereira contou aos jornalistas estar «muito satisfeita» com este novo desafio e com uma personagem que é um «bombom» na sua carreira.

«Estou a adorar preparar a Kali. Tem sido magnífico fazer toda a pesquisa. Já tive aulas de dança indiana, de hindi (um dos dialectos indianos) e um workshop cultural e histórico», contou a actriz.

 

 

Rita revelou ainda que vai dois dias mais cedo para a Índia para conviver com uma família e jovens da sua idade. São momentos como este que a actriz considera serem «a melhor parte do trabalho».

 

 

Kali, disse, será a única personagem 100 por cento indiana na telenovela, que já começou a ser rodada em Portugal.

 

 

«A parte de Portugal já gravei, a minha participação termina com as gravações na Índia, um país que já queria muito visitar», contou Rita Pereira que nestes 15 dias vai dividir o trabalho entre Goa e Bombaim.

 

 

Em «Imperium» (nome provisório da telenovela) Rita trabalha directamente com Diogo Amaral, o seu par, Joana Bastos e Renato Godinho. «Somos o cartão de visita da novela», disse.

 

 

Esta manhã Rita Pereira embarcou em mais uma longa viagem depois de há pouco tempo ter chegado do Brasil, onde foi ultimar preparativos para o curso que vai começar a tirar em Novembro.

«Estes dias em Portugal deram para matar saudades. Tenho ficado em casa dos meus pais, para recuperar, comer a comidinha da mamã», contou.

 

Em Novembro Rita regressa ao Brasil, onde está também o namorado, Angélico Vieira.

O cantor dos DZRT está em São Paulo a gravar a telenovela «Dance Dance Dance».

Rita Guerra inspira Sentimento aos alunos

Vânia e Luís, dois concorrentes do concurso ‘Operação Triunfo’, da RTP 1, juntaram anteontem as suas vozes à de Rita Guerra, com quem formam um trio na gala de amanhã. Nessa noite, os concorrentes, excepto as duas nomeadas, actuam com os intérpretes (todos portugueses) dos temas que lhes cabe defender.

No directo de amanhã Rita Guerra actuará ao lado dos concorrentes Luís e Vânia

No final do ensaio da canção de Rita Guerra, ‘Sentimento’, que dá o nome ao seu novo álbum, a própria reconheceu ao CM: “Gosto muito de cantar a vozes. E eles dão uma alma diferente à canção. É isso que se pretende.”

“Cantar a vozes é sempre uma experiência rica. E é importante percebermos que, apesar de eu entrar, de me acrescentar ao que eles já estavam a fazer com a canção, não se perderam e não desafinaram”, explicou Rita Guerra, reconhecendo que “tanto um concorrente como o outro têm uma excelente voz. Por isso, fica um bouquet muito interessante”. Rita Guerra elogiou a ‘OT’: “As pessoas que estão à frente desta escola são profissionais com toda a credibilidade e que merecem a minha admiração. E a função da mesma é muito interessante, formar pessoas com verdadeiro talento. A ‘Operação Triunfo’ é um programa com objectivos muito nobres, que defende a música portuguesa e tem vindo a mostrar resultados de semana para semana.”

Sobre ‘Sentimento’, lançado a 24 de Setembro último, a cantora frisou: “O álbum segue o anterior, mas com a diferença de abordar outras áreas musicais que admiro, como o rock dos anos 80 e alguma música americana. As baladas, contudo, mantêm-se. É um trabalho ainda muito bebé! Saiu há pouco mais de um mês. E estou feliz por saber que tem sido muito procurado e que esgotou numa série de lojas.”

O álbum, diz Rita Guerra, “foi feito por mim e pelo Paulo [Martins], na nossa casa, com muita entrega e os sentimentos à flor da pele. Eu fora mãe há pouco e gravei o álbum enquanto tratava da Madalena, que tem agora oito meses. Tinha aquelas horas para lhe dar de mamar e dividia o tempo entre a bebé e a música, com o apoio dos meus sogros, que estiveram lá em casa nessa altura a dar uma ajuda”, recorda, acrescentando: “Eu fiz as vozes e toquei piano. O Paulo tocou os instrumentos, fez a produção e gravou algumas vozes.”

CANTORA ANALISA PARCEIROS

“Tem uma extensão vocal muito rica”: Luís Sousa | Candidato de Oeiras

Ao Luís, de 19 anos, que começou a cantar há dois num coro de gospel e que faz interpretações frequentes de karaoke num bar da praia de Carcavelos, Rita Guerra não poupa elogios: “Tem uma voz linda e aveludada. Faz-me lembrar veludo para os ouvidos. Além disso, tem uma extensão vocal muito rica e uma forma doce de cantar.” Esta é a segunda gala em que Luís interpreta um tema português.

“Super afinada e voz muito bonita”: Vânia Fernandes | Candidata do Funchal

Rita Guerra elogia a concorrente madeirense, Vânia, de 22 anos, estudante de piano e voz no Conservatório do Funchal. “É super afinada, tem um vibrato característico dela e uma voz muito bonita”, considera a artista. “Vai haver um equilíbrio, porque eu sou contralto, tenho uma voz muito mais grossa, e a Vânia será contralto soprano, uma voz feminina e delicada, mas, ao mesmo tempo, segura”, esclarece Rita Guerra.

Correio da manhã

TVI: Centro comercial de 800 m2 para novela

Nos estúdios Vale Verde em Bucelas, onde são gravadas as cenas interiores da nova novela da TVI, ‘Imperium’, que vai substituir ‘Ilha dos Amores’ nos finais de Novembro, foi edificado um centro comercial com 800 m2.
A Actriz vai gravar cenas da trama na Casa da Criação em Goa, Damão e Diu

A Actriz vai gravar cenas da trama na Casa da Criação em Goa, Damão e Diu

Na sede do império gerido por ‘Óscar Ventura’, personagem interpretado por João Perry, funcionarão, além de inúmeras lojas com as ‘grifes’ da moda, spas, cabeleireiros e vários espaços de restauração. O centro comercial foi construído com materiais luxuosos.

A telenovela ‘Imperium’, que tem cenas gravadas em Goa, Damão e Diu, na Índia – para onde partem hoje de manhã Alexandra Lencastre, a intérprete de ‘Margarida’, a megera da trama, e João Perry, que fará de seu marido na trama da Casa da Criação –, é um dos maiores investimentos feitos até agora no nosso país na área da ficção nacional.

A ideia de construir de raiz um grande espaço já não é novidade em Portugal. Em 2000, a NBP criou o ‘Bairro da Fonte’, uma série recentemente reposta nas madrugadas da SIC. No formato não faltaram as ruas alcatroadas, onde circulavam carros, oficinas de reparação de automóveis, uma padaria, um café, uma retrosaria, uma loja de decoração, um quiosque e, claro, casas de habitação, dando, assim, a imagem de um bairro de Lisboa.

Também a rua de ‘Conta-me como Foi’, série que passa na RTP 1, foi construída de propósito com o estilo arquitectónico dos anos 60.

A ideia do centro comercial de ‘Imperium’ poderá até parecer um déjà vu, porque na memória dos telespectadores ainda está gravado o esplendor de ‘Luxus’ da telenovela brasileira ‘Cobras & Lagartos’, exibida pela SIC, onde se desenrolaram muitas cenas da produção da Globo, protagonizada por Carolina Dieckman, Taís Araújo e Lázaro Ramos.

Outro centro comercial que ficou na história da ficção foi o de ‘Torre de Babel’, novela, também da Globo, que a SIC passou em 1998.

HISTÓRIA CONTA GUERRA E SAÍDA FORÇADA DA ÍNDIA

A trama de ‘Imperium’ vai levar-nos a locais e épocas que marcaram os portugueses que viviam em Goa, Damão e Diu, territórios situados na Índia, mas que faziam parte de Portugal até terem sido invadidos pelas tropas indianas em 1961. O trauma que a guerra e o abandono forçado provocou, directa ou indirectamente, será retratado nesta história que conta com um elenco de luxo e cenários grandiosos. Para ser fiel aos factos reais, a produtora NBP vai gravar em vários locais da Índia, nomeadamente nas antigas possessões portuguesas e também noutras cidades indianas, como, por exemplo, Bombaim. Alexandra Lencastre, João Perry, Rita Pereira e André Cerqueira são os primeiros actores a viajar para aquele país.

Correio da Manhã

Sandra Celas dá imagem à loja Addiction

Sandra Celas foi a personalidade escolhida para dar a imagem à loja de roupa e acessórios Addiction. A actriz marcou presença na abertura da loja, no coração de Lisboa, evento em que a proprietária e o gerente do espaço, Vanda Lino e Francisco Gouveia, respectivamente, contaram ainda com a presença do estilista Nuno Gama.
Sandra Celas mostrou-se feliz por ter dado a sua imagem à loja lisboeta

A festa da inauguração teve um toque de glamour, com a recriação das mulheres Valentino, personificadas por Orsi Fehér, Débora Montenegro e Sara Kostov. As três modelos chegaram ao evento num automóvel Alvis, da década de 30.

Correio da manhã

.mais sobre mim

.pesquisar

.Dezembro 2007

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.Últimas:

. Mariana Monteiro esteve n...

. Sílvia conduz gala a favo...

. David Carreira dá cartas ...

. Nuno Santos troca RTP pel...

. A Mariana Monteiro é lind...

. Britney Spears roubou isq...

. Striptease deixa marcas e...

. Russell Crowe e Nicole Ki...

. Eu e a Margarida temos um...

. Helena Isabel: Em forma

. Isabel Figueira convive c...

. Cantor desmente romance

. Rita Egídio está grávida

. Carol Castro ASSALTADA

. Modelos mal se falam

.arquivos

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

.tags

. a bela e o mestre(6)

. alexandra lencastre(29)

. alinne moraes(8)

. ana guiomar(5)

. angelico vieira(16)

. angelina jolie(20)

. antonio pedro cerdeira(13)

. band(8)

. barbara guimaraes(6)

. barbara norton de matos(5)

. belissima(9)

. benedita pereira(6)

. brad pitt(13)

. britney spears(8)

. canta por mim(4)

. carolina dieckmann(5)

. catarina furtado(20)

. caua reymond(9)

. cesar peixoto(11)

. christina aguilera(6)

. cinha jardim(5)

. claudia semedo(5)

. claudia vieira(28)

. cleo pires(7)

. cristiano ronaldo(29)

. dalila carmo(9)

. dança comigo(11)

. dani(7)

. daniela mercury(5)

. daniela ruah(13)

. danielle suzuki(6)

. deborah secco(7)

. deixa-me amar(9)

. diana chaves(22)

. diogo amaral(10)

. doce fugitiva(5)

. dzrt(6)

. elsa raposo(7)

. fala-me de amor(4)

. fernanda serrano(15)

. floribella(13)

. francisco adam(5)

. francisco penim(5)

. gato fedorento(7)

. globo(25)

. gloria pires(4)

. guilherme berenguer(4)

. helena isabel(4)

. henri castelli(4)

. herman josé(4)

. ilha dos amores(16)

. imperius(7)

. ines castel-branco(6)

. ines simoes(4)

. isabel figueira(34)

. ivete sangalo(4)

. jennifer lopez(5)

. jessica athaide(4)

. joana duarte(11)

. joana solnado(13)

. joão reis(9)

. jose fidalgo(6)

. juliana paes(6)

. luciana abreu(15)

. mafalda pinto(6)

. margarida vila nova(18)

. maria joão bastos(15)

. mariana monteiro(7)

. marisa cruz(8)

. melanie c(5)

. merche romero(46)

. morangos com açucar(51)

. nbp(5)

. operaçao triunfo(5)

. paixões proibidas(7)

. paula lobo antunes(6)

. paula neves(6)

. paulo pires(7)

. pedro granger(6)

. pedro miguel ramos(8)

. pedro teixeira(10)

. ricardo pereira(16)

. rita andrade(5)

. rita pereira(20)

. rodrigo menezes(6)

. rtp(43)

. rtp1(30)

. rtp2(5)

. ruy de carvalho(5)

. são josé correia(11)

. shakira(8)

. sic(71)

. silvia alberto(11)

. sofia alves(9)

. sonia araujo(6)

. soraia chaves(24)

. tempo de viver(9)

. tu e eu(8)

. tvi(126)

. vila faia(5)

. todas as tags

.Links:

blogs SAPO

.subscrever feeds