Terça-feira, 4 de Abril de 2006

Fernanda Montenegro não descarta hipótese de Bia Falcão estar viva, em Belíssima

A personagem Bia Falcão, de Belíssima, pode não ter mesmo morrido, como a imprensa e o público vêm especulando. A possibilidade não é descartada também por sua intérprete, Fernanda Montenegro.

Em conversa com a reportagem de OFuxico, a atriz diz que tudo pode acontecer em se tratando de novela: "Eu tenho gravado vozes e algumas cenas. Com isso, acho perfeitamente possível que ela volte de verdade. Aliás, tudo é possível em uma novela”.

Fernanda diz ainda que continua à inteira disposição da direção da novela da Globo, para qualquer que seja o rumo dado por Silvio de Abreu à Bia Falcão. “Eu continuo à disposição da novela e da emissora. Se forem apenas vozes em flash-back, ótimo. Mas, se tiver que voltar, ótimo também. Estamos aí para o que der e vier”, afirma.

Já o autor Silvio de Abreu, que poderia revelar o mistério, prefere manter-se em cima do muro. Questionado pela reportagem de OFuxico sobre o fato de Fernanda não descartar a possibilidade de Bia voltar à cena, mais viva que nunca, o novelista se restringe a dizer:

"Como a Fernanda já disse, o que vier é ótimo, estamos aí para o que der e vier. Ela e eu"...

Fonte: OFUXICO

Sexta-feira, 31 de Março de 2006

Tony Ramos fala pela primeira vez sobre as críticas de Lima Duarte

Como bom cavalheiro e colega que é, Tony Ramos aproveitou o aniversário da directora Denise Saraceni para minimizar as críticas feitas por Lima Duarte à novela e ao seu trabalho na trama.

O actor, que interpreta o turco Murat, em Belíssima, declarou a um jornal paulista que o sotaque de Tony, que vive o grego Nikos, estaria ‘enchendo o saco do público’.

Tony contou à reportagem do site que conversou com Lima sobre o ocorrido: “Eu conversei com o Lima ainda esta semana, sobre o assunto.

Ele é uma pessoa muito querida, e apenas expôs sua opinião. Eu não respondo a críticas. Temos que aprender que, cada um tem a sua opinião e nós temos que respeitá-las”, diz o ator.

Tony explicou que não tinha falado antes sobre o assunto, para evitar polêmicas ainda maiores, mas que não tratou o comentário do amigo como uma crítica. “Ele não fez críticas. Era apenas um companheiro de profissão e de trabalho, dando a sua opinião sobre uma coisa. E eu respeitei isso”, contemporizou.

 Sobre um possível desentendimento entre os dois, Tony foi ainda mais enfático. “Ele é uma pessoa muito querida. Adoro o Lima, já fizemos muitos trabalhos juntos, e já conversamos sobre a repercussão que isso tudo teve”, finalizou o actor, confirmando a fama de bom moço que sempre acompanhou sua trajetória artística.

Fonte: Ofuxico

Terça-feira, 28 de Março de 2006

Belíssima: Alberto e Mônica casam-se

Alexandre Borges e Camila Pitanga em cena

Depois de muito atraso, choradeira e confusão, o plano de Alberto (Alexandre Borges) funciona e Mónica (Camila Pitanga) casa-se com ele em Belíssima. O executivo não contava, no entanto, com a interrupção de Cemil (Leopoldo Pacheco), que invade o casamento para dizer poucas e boas ao casal.

A doméstica corre e se tranca numa sala ao ouvir o discurso de Cemil. O operário diz que os dois se merecem e deseja muita infelicidade para o casal. O executivo parte para cima do operário, mas os dois são separados pelos convidados do casamento. Acompanhado por Ornela (Vera Holtz), Cemil se retira do salão, aliviado com o desabafo.

Alberto vai imediatamente atrás da noiva e tenta acalmá-la. Para enxugar as lágrimas de Mônica, Alberto argumenta que Cemil é um homem invejoso e que não agüenta ver a felicidade alheia. Recomposta, a noiva segue em frente com a cerimônia.

Durante a festa, Mônica e Alberto dançam apaixonados ao som de uma valsa, enquanto todos batem palmas para os recém-casados. Num canto do salão, Giovana (Paola Oliveira) aproveita para provocar a tia Ornela perguntando por Mateus (Cauã Reymond) e Edmilson (Leonardo Carvalho) fica atrás de Dagmar (Sheron Menezes).

Antes do casamento.....

Alberto (Alexandre Borges) lutou e passou por cima de todos, principalmente de Cemil (Leopoldo Pacheco), para ficar com Mônica (Camila Pitanga). Mas, irá trair a doméstica.

Embora tenha resistido bravamente aos encantos e investidas da dona da Razzle Dazzle, Alberto cairá numa armadilha e não resistirá à sensualidade de Rebeca (Carolina Ferraz).

A agente convida o executivo para um jantar de negócios mas, quando Alberto chega, logo nota que o encontro se trata apenas de um plano de sedução.

Com um vestido verde sensual e perfumada, Rebeca dá início a sua tática para fisgar Alberto com um copo de uísque e boa música. Ele pergunta qual o hit que está rolando e ela corre para buscar o CD, no quarto. Na volta, aparece com o álbum em mãos e exibe suas pernas.

Sem ter para onde correr, Alberto questiona se o encontro é mesmo de negócios. Em instantes, Rebeca pula em cima da mesa e confessa que tudo é, na verdade, uma despedida de solteiro, já que o executivo está prestes a subir ao altar com Mônica.

Diante de tal fato, Alberto não resisti à Rebeca. Depois de abraços e beijos calientes, ambos vão para o quarto, onde protagonizam cenas de amor.

Fonte: Ofuxico e babado

tags:
Sábado, 25 de Março de 2006

Cauã Reymond defende Vera Holtz dos piropos nas ruas

Quando começou a gravar as primeiras cenas de Belíssima, na pele de Ornela, uma mulher madura que se apaixona por um garotão, Vera Holtz chamou a atenção pelo visual avançadinho. Cabelos louros alongados, batas modernas e calças jeans justas. Passado o primeiro impacto, é a história da personagem que vem ganhando a aceitação do público.

“No início, a paisagem da Ornela ficou marcada, agora é a história mesmo. O preconceito foi apresentado de forma suave e aparentemente houve uma aceitação. Outro dia, eu e Cauã fomos almoçar no Gero, um restaurante chique de São Paulo e as senhoras faziam sinal de positivo. Em outra ocasião, estávamos gravando no Ibirapuera, eu estava na Mercedes, os rapazes passavam e gritavam ‘Aí, safada!’, os caminhoneiros diziam: ‘Essa mulher é um partidão!’ e o Cauã me defendia. Ele dizia: ‘Pô, respeitem minha namorada!’. Onde quer que eu vá, as mulheres sempre dizem ‘Ah, se eu pudesse! Beija ele por mim!’. É uma resposta muito boa”, diz Vera a OFuxico.

A atriz namora há seis anos um artista plástico que vive em Brasília. Ciúmes, ela garante que ele não sente. E, para ela, a grande descoberta da personagem foi despertar nas pessoas o sentimento de valorização.

“Eu me assustei com a quantidade de Ornelas que passei a ver nas ruas, todas se enfeitando, se valorizando. Isso é gratificante”, destaca.

Fonte: OFuxico

Belissima: André beija Vitória

O beijo de André e Vitória
O beijo de André e Vitória

Vitória (Cláudia Abreu) está empenhada em conseguir aproximar-se de André (Marcello Antony) e conquistar a sua confiança. Para isso, a viúva marca um encontro sob o pretexto de falar de negócios, mas aproveita para se insinuar ao empresário. Sem pensar duas vezes, André entra no clima de sedução e surpreende-a com um beijo.

Por um instante, Vitória corresponde, mas depois diz que eles passaram do limite e sai a correr do escritório, envergonhada. Antes de deixar a sala, ela confessa que não está preparada para apaixonar-se novamente. O empresário, surpreso com a reacção de Vitória, se questiona se a viúva está sendo realmente sincera ou se tudo não passa de uma armação.

Ao entrar no elevador da Belíssima, Vitória muda de expressão e começa a rir da cena, ironizando como André se acha tão esperto.

Brevemente em Portugal

tags:
Domingo, 12 de Março de 2006

Glória Pires valoriza a direcção dos actores

Ela tem uma carreira de 30 anos marcada por actuações brilhantes e inesquecíveis na televisão brasileira. Depois de uma longa temporada afastada do ecrã, Glória Pires está de volta como uma das protagonistas da trama de Silvio Abreu, "Belíssima", que está em exibição em Portugal, através da SIC. O seu papel é o de uma milionária discreta. Ou melhor, era. Nesta fase da novela, o desafio é transformar a sonsa numa "mulher de armas".

"Estou especialmente feliz com este trabalho. A trama é muito gostosa, já o foi na altura de ler os capítulos e continua a sê-lo na hora de ver o material pronto. É uma novela bonita, bem feita, tem um ambiente de muita alegria. Mesmo sendo trabalhosa, difícil de fazer, justamente porque tem muito detalhe", conta. "Tenho tido oportunidade de trabalhar com óptimos colegas".

Foram vários os motivos que levaram a actriz a fazer uma espécie de pausa na dedicação à família para voltar a actuar numa novela, que sempre exige um ritmo de trabalho acelerado. O primeiro, diz Glória Pires, foi nunca ter feito uma trama de Silvio de Abreu, apesar do autor já a ter convidado anteriormente para outras produções. "Lembro que quando isso aconteceu acabei entrando em outras produções como 'Desejos de mulher' e a novela 'As filhas da mãe'".

Pesou igualmente o elenco de primeira linha com que iria trabalhar. "Gostei de saber que contracenaria com estrelas como Tony Ramos, Fernanda Montenegro e, pela primeira vez, com Cláudia Abreu, profissionais com quem sempre quis trabalhar. Estou muito feliz com o resultado", avalia.

A natureza contida, tímida, insegura e discreta da personagem Júlia Assumpção exigem, segundo ela, um trabalho delicado de interpretação. "Tudo é difícil. Não tem um momento fácil. É preciso pensar com a cabeça da personagem, fazer com que aquilo tenha sentido. Alguns autores têm essa preocupação, escrevem para uma personagem ao invés de apenas fazerem colagem de cenas, o que facilita o acto de interpretar". Há o risco de surgirem problemas quando o autor se limita a juntar cenas, deixa o alerta. Pode, assim, tornar "indiferente se aquilo que vai ser apresentado caberia na sua personagem ou não".

Em "Belíssima", deixa bem claro, "sou obrigada a ter um trabalho de interpretação. O que é maravilhoso, pois vai além de um cuidado estético",

Glória Pires também se desmancha em elogios à directora Denise Saraceni, que, segunda ela, tem cuidado especial com a dramaturgia, a lógica da cena, a psicologia da personagem desenvolvida. "Um actor sente-se muito bem acompanhado quando tem um director ali preocupado em te dar as devidas orientações", diz.

A união entre a dramaturgia e a preocupação estética sempre marcaram a sua carreira. "Sinto que os jovens que trabalham na novela, os assistentes de direcção, que estão começando, estão a aprender com quem se preocupa com isso. E quando você aprende com quem sabe, vai aprender melhor". Diz que existe essa preocupação em "Belíssima", da parte de Silvio Abreu e de Denise Saraceni. O último trabalho que fez com a Denise foi a minissérie "Memorial de Maria Moura", onde também houve esse cuidado", concluiu.
Sexta-feira, 3 de Março de 2006

Público insulta actriz de 'Belíssima'

Letícia paga por Érica

O público brasileiro tece severas críticas a Letícia Birkheuer, a intérprete de ‘Érica’ em ‘Belíssima’ (SIC). A actriz está a pagar pelas maldades da personagem, sobretudo depois desta ter seduzido e dormido com o padrasto.

Letícia Birkheuer

“As pessoas estão muito chateadas com a ‘Érica’. Ouço alguns palavrões, seguidos de frases como ‘não faça isso com a sua mãe’”, refere a actriz, adiantando: “Fico satisfeita, pois a personagem está a provocar reacções nas pessoas.”

Segundo Letícia a personalidade forte de ‘Érica’ deve-se a ‘Bia Falcão’ (Fernanda Montenegro). “O grande problema dela é ter sido criada pela ‘Bia’. A distância da mãe, ‘Julia’ [Glória Pires], e o exemplo de mau carácter da avó facilitaram as coisas para que ela seduzisse ‘André’ [Marcello Anthony] sem o menor peso na consciência.”

Apesar das características de ‘Érica’, a actriz espera um desfecho feliz para a sua personagem.

Fonte: Correio da Manhã

Terça-feira, 28 de Fevereiro de 2006

"Todos morrem de pena do Cemil", diz Leopoldo Pacheco

Há pouco mais de três meses no ar como o romântico Cemil em Belíssima, da Globo, Leopoldo Pacheco mostra-se um tanto surpreso. O motivo é a repercussão gerada por seu personagem na trama de Silvio de Abreu.

Embora não seja o galã da novela, o ator confessa que fica impressionado com o assédio do público, que a todo momento gosta de lhe dar os mais variados conselhos. O principal deles, por exemplo, é tomar cuidado com o romance que mantém com a Mônica, interpretada por Camila Pitanga. "O mais engraçado é que todos morrem de pena dele. Eles chegam até a me confortar, como se eu fosse um amigo íntimo", entrega, entre risos.

Em seu terceiro trabalho na tevê - ele estreou na minissérie Um Só Coração, da Globo, e protagonizou o "remake" de A Escrava Isaura, da Record -, Leopoldo está bastante satisfeito por participar de sua primeira novela das oito. O ator, contudo, não está tendo muito tempo para curtir a temporada no Rio de Janeiro, já que tem gravado num ritmo bastante intenso. "Como freqüento vários núcleos, gravo direto. Às vezes, não posso sequer passar o fim de semana na minha São Paulo", assegura.

Apesar da correria, Leopoldo não tem do que reclamar. Afinal, Cemil possibilita ao ator ressaltar vários elementos que ainda não havia feito na tevê. "Ele é um cara mimado pela mãe, que não se conforma com o fato de ter sido abandonado pela ex-mulher. É muito diferente do Leôncio em A Escrava Isaura, o que é ótimo", compara. Leia a entrevista com o ator:

P - É sua primeira novela das oito na Globo. Como tem sido a repercussão nas ruas?
R - É incrível. Uma novela das oito proporciona uma visibilidade louca, pois tem um alcance muito abrangente. O assédio é muito maior. E isso se reflete nas abordagem dos telespectadores. O mais interessante é que as pessoas que me param nas ruas são para falar que gostam muito do Cemil, que é íntegro, correto. Acontece, porém, que muitas têm pena dele. É engraçado ser confortado pelo público.

P - Além de Belíssima, você também está no ar com a reprise de A Escrava Isaura, da Record. O público reconhece você como o Leôncio?
R - Sem dúvida. Mas o mais interessante é que são personagens muito diferentes entre si e algumas pessoas não os diferenciam, não percebem que são distintos. Um é muito mau e o outro é muito bom. Às vezes, penso que estão falando do Cemil, mas, na verdade, estão comentando sobre o Leôncio. Fazem a maior confusão.

P - O Cemil, aliás, é o oposto do vilão Leôncio em A Escrava Isaura. Foi difícil mudar da água para o vinho?
R - A gente sempre tem uma pequena "biblioteca" guardada na memória. Todos nós, atores, temos um "repertório" de personagens para nos inspirar na hora de compor os mais variados papéis. Além disso, o fato da trama se passar em São Paulo e por eu também ser paulistano facilita o trabalho de composição. Me sinto até mesmo mais à vontade para interpretá-lo, já que conheço a realidade da cidade.

P - Ter feito o Leôncio, aliás, abriu as portas para você entrar em Belíssima?
R - É claro que ter feito o personagem na novela da Record foi um dos motivos que me levou à Globo. Mas também tem todo o meu trabalho no teatro ao longo de 25 anos de profissão. Além disso, Silvio de Abreu, que me conhece dos palcos, disse que estava escrevendo um personagem para mim na sua próxima novela e me queria no elenco. Foi uma junção de vários fatores, acredito.

P - Com 25 anos de carreira no teatro, o Cemil é seu terceiro trabalho na tevê. Qual avaliação você faz dessas participações?
R - Não tenho do que reclamar. Pelo contrário. Tenho muito orgulho de todos os três. Fiz um bom personagem em Um Só Coração, gostei muito do Leôncio de A Escrava Isaura e agora tenho a oportunidade de fazer outro bom papel. O Leôncio, por exemplo, tinha uma paixão doentia por Isaura e isso era muito legal de destacar na hora de interpretá-lo. Já o Cemil é um cara do bem, trabalhador, romântico, que procura ser bastante correto na vida.
Fonte: Terra

Sexta-feira, 3 de Fevereiro de 2006

Belíssima: Nikos descobre que Júlia não está internada

Belíssima: Nikos descobre que Júlia não está internada

Nikos vai à clínica visitar Júlia

Desconfiado com o isolamento de Júlia (Glória Pires) na clínica, Nikos (Tony Ramos) pressiona Gigi (Pedro Paulo Rangel) a pedir para André (Marcello Antony) uma autorização de visita à empresária, na novela global Belíssima.

Ao chegar à clínica do Dr. Natanael (Emílio Pitta), Nikos e Gigi são obrigados a ver a paciente através de um vidro, por poucos minutos. O cabelo de Júlia tampava seu rosto enquanto ela dormia com a cabeça virada para o lado. Nikos reclama que não é possível ver o rosto da amiga e pede para entrar no quarto.

Na confusão, a enfermeira retira os dois do corredor e os leva até o escritório do Dr. Natanael. O médico explica como a sonoterapia é realizada e que a paciente não pode receber visitas no momento. Nikos confessa que ficaria mais tranqüilo se visse o rosto de Júlia, mas o doutor promete que em pouco tempo a paciente poderá receber a família e os amigos em seu quarto.

Assim que Gigi e o grego saem da clínica, o Dr. Natanael liga para André, que agradece com um sorriso no rosto por convencer os dois. Ressabiado, Nikos volta de noite à clínica e se veste de enfermeiro. Ao invadir o quarto, Nikos vira o rosto da paciente e vê que a mulher não é Júlia, apesar do cabelo ser muito parecido com o da empresária. Imediatamente, a enfermeira avisa aos seguranças que há um homem invadindo a clínica e Nikos foge pelas ruas de São Paulo.

Fonte: Babado.ig.com.br

.mais sobre mim


. ver perfil

. seguir perfil

. 14 seguidores

.pesquisar

.Dezembro 2007

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.Últimas:

. Fernanda Montenegro não d...

. Tony Ramos fala pela prim...

. Belíssima: Alberto e Môni...

. Cauã Reymond defende Vera...

. Belissima: André beija Vi...

. Glória Pires valoriza a d...

. Público insulta actriz de...

. "Todos morrem de pena do ...

. Belíssima: Nikos descobre...

.arquivos

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

.tags

. a bela e o mestre(6)

. alexandra lencastre(29)

. alinne moraes(8)

. ana guiomar(5)

. angelico vieira(16)

. angelina jolie(20)

. antonio pedro cerdeira(13)

. band(8)

. barbara guimaraes(6)

. barbara norton de matos(5)

. belissima(9)

. benedita pereira(6)

. brad pitt(13)

. britney spears(8)

. canta por mim(4)

. carolina dieckmann(5)

. catarina furtado(20)

. caua reymond(9)

. cesar peixoto(11)

. christina aguilera(6)

. cinha jardim(5)

. claudia semedo(5)

. claudia vieira(28)

. cleo pires(7)

. cristiano ronaldo(29)

. dalila carmo(9)

. dança comigo(11)

. dani(7)

. daniela mercury(5)

. daniela ruah(13)

. danielle suzuki(6)

. deborah secco(7)

. deixa-me amar(9)

. diana chaves(22)

. diogo amaral(10)

. doce fugitiva(5)

. dzrt(6)

. elsa raposo(7)

. fala-me de amor(4)

. fernanda serrano(15)

. floribella(13)

. francisco adam(5)

. francisco penim(5)

. gato fedorento(7)

. globo(25)

. gloria pires(4)

. guilherme berenguer(4)

. helena isabel(4)

. henri castelli(4)

. herman josé(4)

. ilha dos amores(16)

. imperius(7)

. ines castel-branco(6)

. ines simoes(4)

. isabel figueira(34)

. ivete sangalo(4)

. jennifer lopez(5)

. jessica athaide(4)

. joana duarte(11)

. joana solnado(13)

. joão reis(9)

. jose fidalgo(6)

. juliana paes(6)

. luciana abreu(15)

. mafalda pinto(6)

. margarida vila nova(18)

. maria joão bastos(15)

. mariana monteiro(7)

. marisa cruz(8)

. melanie c(5)

. merche romero(46)

. morangos com açucar(51)

. nbp(5)

. operaçao triunfo(5)

. paixões proibidas(7)

. paula lobo antunes(6)

. paula neves(6)

. paulo pires(7)

. pedro granger(6)

. pedro miguel ramos(8)

. pedro teixeira(10)

. ricardo pereira(16)

. rita andrade(5)

. rita pereira(20)

. rodrigo menezes(6)

. rtp(43)

. rtp1(30)

. rtp2(5)

. ruy de carvalho(5)

. são josé correia(11)

. shakira(8)

. sic(71)

. silvia alberto(11)

. sofia alves(9)

. sonia araujo(6)

. soraia chaves(24)

. tempo de viver(9)

. tu e eu(8)

. tvi(126)

. vila faia(5)

. todas as tags

.Links:

blogs SAPO

.subscrever feeds