Segunda-feira, 3 de Abril de 2006

Soraia Chaves fala de Francisco Penim

Era só mesmo o que faltava a Francisco Penim! Além dos olhares críticos e atentos sobre o seu desempenho enquanto director de Programas da SIC, vê agora a sua vida pessoal ser alvo de uma curiosidade ávida por parte da Imprensa. É o preço da fama e das profissões que têm expressão, de forma directa ou indirecta, nos meios audiovisuais. Penim não é excepção e, no fim-de-semana marcado pelo último dia de desfiles do Portugal Fashion, não escapou a este terrível “vírus”. O burburinho cedo surgiu com a simples soma de alguns factores.

Recentemente foi tornada pública a sua separação da jornalista Clara de Sousa. O casamento de 12 anos conheceu o fim e, pouco tempo depois de a Comunicação Social dar conta desta ruptura, o homem-forte de Carnaxide viajou sozinho para o Porto para assistir a desfiles de moda. Uma área na qual se confessou totalmente leigo na matéria! Entre as várias manequins que percorreram a passarela, Soraia Chaves foi a que mereceu a maior atenção de Penim. Um cocktail explosivo que resultou num zunzum imediato. Na altura, falou sem problema, quer da sua presença no evento quer sobre o seu particular interesse no desempenho da modelo.

Afinal, é natural que assim o fizesse. A protagonista da longa-metragem portuguesa mais vista na televisão é uma cara exclusiva da SIC e a Direcção de Programas reserva para ela grandes planos, os quais deverão ser brevemente revelados. No entanto, a natural predisposição de Penim para comentar a sua presença no Portugal Fashion e até assumir que o que verdadeiramente apreciou foi o desfile de Soraia depressa desapareceu.

Contactado pela tvmais, não quis comentar o rumor sobre uma eventual relação com a nova menina bonita da SIC e foi parco nas palavras: “Não me leve a mal, mas só falarei à Imprensa sobre a minha vida profissional.” Soraia Chaves, após o desfile, confessou que se sentiu lisonjeada com os elogios que Penim lhe teceu. Sobre o rumor instalado, rejeitou de imediato a ideia: “Temos uma boa relação, mas apenas profissional”.

Capítulo encerrado
Nas últimas semanas, a vida pessoal de Francisco Penim teve grande destaque na Comunicação Social. O fim do seu casamento de 12 anos com a jornalista Clara de Sousa, de 38 anos, foi tornado público e a separação mereceu destaque por parte de muitas publicações. Quando tudo indicava que o capítulo estava encerrado, eis que surge um novo desenvolvimento, desta vez baseado em suposições.

Juntos em palco
Francisco Penim e Soraia Chaves protagonizaram um hilariante momento na festa de Natal da SIC, no Circo Victor Hugo Cardinali. O convite, em jeito de desafio, partiu de Herman José, o anfitrião da noite, e foi com um incrível à-vontade que ambos aceitaram. Na altura, ninguém suspeitou fosse do que fosse, afinal, Penim era casado e a mulher, Clara de Sousa, até fotografou com o telemóvel a prestação do marido.

Soraia na CARAS MODA

A modelo, depois da sua participação em “O Crime do Padre Amaro”, viu disparar as solicitações para desfiles e capas de revista. É assim que, na edição de Primavera/Verão da revista CARAS MODA, que já se encontra nas bancas, Soraia Chaves foi a escolhida para o principal editorial de moda e capa da publicação.

Fonte: TV Mais

Quarta-feira, 29 de Março de 2006

Francisco Penim - Entre dois amores...

Não há bela sem senão. Que o diga o actual homem-forte da SIC, Francisco Penim que no fim-de-semana foi ao Porto ver Soraia Chaves desfilar no Portugal Fashion.Contudo, não dispensou a companhia da recente aquisição da SIC generalista, a apresentadora Rita Andrade.

Pela atenção que dedicou à actriz de o ‘Crime do Padre Amaro’, os mais atentos concluíram que ambos estavam envolvidos sentimentalmente, algo que Francisco Penim nega: “Isso é completamente falso”, afirmou ao CM quando confrontado com os rumores.

O director da SIC também não quis falar sobre o fim do casamento com Clara de Sousa nem comentou se o novo cargo lhe afectou a vida pessoal: “A minha vida sempre foi muito trabalho. Hoje, [sábado] se calhar, é trabalho, trabalho e mais trabalho”, respondeu.

Nessa noite, porém, o trabalho foi posto de lado: Penim optou por se divertir até de manhã na discoteca ACT, na Invicta, ao lado de Soraia, Rita e Daniel Nascimento.

Soraia Chaves, por seu turno, também desmentiu: “O Penim é director da SIC e a nossa relação é estritamente profissional”, garante.

Fica assim a dúvida: será que Soraia foi apenas um estratagema para despitar os olhares dos mais curiosos sobre Rita Andrade? Certo é que Penim a contratou para a SIC Radical e, ao assumir a direcção do canal generalista, apressou-se a tê-la perto de si.

Rita Andrade não comentou o fim da sua relação com Dani. “Não quero alimentar boatos”, afirma. Entretanto, o CM apurou que foi a apresentadora quem terminou o namoro e, desde então, parece estar muito animada e bem-disposta.

Fonte: Correio da Manhã

Sábado, 18 de Março de 2006

Francisco Penim

"É normal que os profetas da desgraça andem por aí"

Há seis meses, a SIC estava em segundo lugar, hoje está em terceiro. Isto significa que a SIC está pior do que em Setembro?

Não, significa que a SIC está em transição e todas as mudanças causam fricções e fluxos de pessoas. A SIC estava numa realidade preocupante, a descer há alguns anos e com uma queda acentuada desde Março, quando voltámos a perder o prime time. Portanto, os resultados até agora não me surpreendem, o que, aliás, só reforça o que eu disse quando cá cheguei: voltar à liderança vai demorar dois anos. É preciso muito trabalho para voltar a ser o que era.

Mas estes resultados têm penali-zado muito a sua imagem...

É normal que os profetas da desgraça andem por aí e digam que a SIC está pior, que é tudo um flop. As pessoas vêem o que querem ver.

E objectivamente o que se pode ver é que estes primeiros seis meses não estão a permitir inverter posições...

Objectivamente, temos um Programa da Manhã, que começou há umas semanas e que tem muito caminho pela frente. Durante dez anos, a SIC trabalhou naquele horário para miúdos e, portanto, há que criar habituação no público e isso demora muito tempo. É impossível fazer comparações. Depois, temos um Fátima, que já fez este ano melhores resultados do que em 2005. Ninguém nota, mas já fez. Perdeu em Janeiro? Perdeu, mas ganhou em Fevereiro e ninguém o diz. Não convém.

Mas o Fátima, a sua primeira aposta, foi apresentado como um novo programa, mas acabou apenas por ser um lifting. Continuam lá todos os conteúdos do SIC 10 Horas...

Sim, foi um lifting e eu assumo. Nós sempre dissemos que queríamos a Fátima com um novo look: um novo penteado, uma nova forma de vestir. Isso sempre foi assumido. Nós não queríamos mudar os conteúdos, até porque era um formato vencedor.

Então, para quê mudar? Apenas marketing?

Porque nós achámos que era necessário para preparar a nova SIC, para conquistar novos públicos.

À tarde, acabou com o Às 2 por 3 e lançou o Contacto. Os resultados são francamente desanimadores...

Desde que o programa passou a ser emitido às duas da tarde, tem dado sinais de crescimento. Ainda que esteja a lutar contra um produto na RTP que é hipervencedor, A Escrava Isaura, quem tem 60% de share. Naquele horário, o Contacto está a surpreender, porque faz melhor do que o Rex, o Chocolate com Pimenta, e tudo o resto que lá colocámos.

Mas continua a perder claramente com o Portugal no Coração, de José Carlos Malato...

É verdade, mas enquanto o Contacto vai crescendo ao longo da emissão, o Portugal no Coração vai descendo à medida que os minutos passam. Enfim, não estou a fazer nenhuma crítica nem a dizer mal, porque a verdade é que eles também começam com 60% de share e, portanto, é natural que percam espectadores a partir desse momento. Eles fazem o seu trabalho e fazem-no bem.

Gostava de ter o Malato na SIC?

Eu gostava de ter na SIC todos os bons profissionais e o Malato é indiscutivelmente um bom profissional.

Recentemente, foi noticiado que a SIC queria contratar Malato e Merche Romero...

Não tem qualquer fundamento, garanto-lhe. Eu duvido de que fizesse alguma tentativa séria de contratação de uma pessoa com esse estatuto num canal da concorrência sem primeiro falar com mais pessoas.

Com Nuno Santos, por exemplo?

Se estivesse seriamente interessado, teria esse cuidado. Mas, nesse caso, os rumores não têm fundamen- to. Eles são óptimos, mas eu também não tenho lugar para todos na SIC. Tenho óptimos profissionais na ca-sa, que sempre deram o litro e que agora nem estão a apresentar.

Mudemos de assunto. A SIC exibe sete novelas brasileiras. Não há uma excessiva dependência da Globo?

Há. É uma dependência que já vem desde 1995, mas que sempre correu extraordinariamente bem para a SIC e que só de há um ano para cá é que não rende resultados. Portanto, eu não posso esquecer-me de que os nossos parceiros da Globo nos ajudaram a ter dez anos fantásticos. Temos tido azar. Não há aqui menor qualidade dos produtos da Globo, tanto que as novelas que cá foram fracasso ou não funcionaram tão bem, lá foram do agrado geral.

Mas acha estrategicamente correcto que uma televisão como a SIC esteja tão dependente de um produto cuja qualidade não controla?

Não, não acho. É perigoso, mas importa lembrar que a SIC tem sete novelas no ar há muito tempo, não é só desde que entrei para a direcção de programas.

E como se acaba com isso?

Tenho de ter alternativas. E é nisso que estou a trabalhar. Mas eu estou apenas há seis meses em funções. Ninguém cria formados de sucesso para tantos horários em seis meses.

Portanto, a ideia é ter menos novelas brasileiras em antena?

Sim, claramente. Mas não me pergunte quantas. Não lhe sei dizer, nem sequer me vou comprometer com isso. Mas, claramente, digo que não é razoável continuar a ter sete ou oito novelas no ar ao mesmo tempo.

E no prime time?

Seguramente teremos uma novela brasileira em horário nobre. Pelo menos uma.

A SIC quer renovar o contrato exclusivo com a Globo, em 2009?

Claro que sim. E estamos a trabalhar nisso.

Moniz já disse que gostaria de contar com esse produto...

É normal, o produto é bom.

Ainda assim, a SIC aponta agora a ficção portuguesa como um ponto estratégico na sua programação...

É normal, o nosso entendimento é que devemos apostar na ficção em português. Por isso fomos buscar a Teresa Guilherme. E já temos no ar 7 Vidas, uma série semanal que obrigou a concorrência a mexer-se.

A SIC contestou aliás essa reacção de Moniz...

Não foi a SIC, foi a Teresa. Eu não acho que seja imoral ou errado que o Moniz seja obrigado a meter ao domingo os Morangos com Açúcar. É um trunfo dele. Provavelmente, no seu lugar, faria o mesmo. Mas não deixo de registar que um produto novo obrigou a TVI a colocar uma novela que só dava de segunda a sexta... também ao domingo. É bom sinal para nós.

E agora a SIC prepara a estreia de Floribella à hora de Morangos com Açúcar. Acha que uma novela tipo conto de fadas, que mostra o lado bom da juventude, pode concorrer com um fenómeno muito real e urbano como os Morangos?

Inevitavelmente, os Morangos e a Floribella vão lutar entre si. Vão ser colocados face to face e as pessoas vão optar. É claro que os Morangos vão ganhar sempre, mas a Floribella vai fazer um percurso bem interessante. A novela vai apelar a outros sentimentos. E não estou a dizer que uma é melhor do que a outra. São diferentes. A Floribella vai apelar a outra disposição para ver televisão. Não vou entrar na cruzada moralista, que não faz sentido. Estou apenas a fazer um produto diferente.

Fonte: DN

Sexta-feira, 17 de Março de 2006

Clara e Penim separados

Clara de Sousa e Francisco Penim estão separados. Fonte próxima do casal confirmou ao CM o fim da relação entre o director de Programas da SIC e a pivô da mesma estação.

A mesma fonte adiantou que ambos decidiram não prestar para já declarações públicas sobre o assunto.

Fonte: Correio da Manhã

Terça-feira, 14 de Março de 2006

Floribella faz Teresa chorar

Foi com emoção que Teresa Guilherme assistiu, na companhia de Francisco Penim (director da SIC) e Attílio Riccó (o realizador da novela), ontem, à apresentação à Imprensa do elenco e dos cenários da primeira telenovela produzida pela SIC.

Teresa Guilherme e Francisco Penim brindam ao sucesso

Lavada em lágrimas, a responsável pela ficção no canal de Carnaxide confessou ter ficado “surpreendida” com a apresentação. “Pela positiva, o que é raro acontecer”, frisou.

Mais directo foi o discurso de Francisco Penim. O director-geral do canal fez questão de evidenciar, mais do que uma vez, que esta é “a primeira novela da SIC” e que outros projectos de ficção estão a ser pensados. Penim utilizou mesmo o termo “fábrica” para toda a estrutura que a SIC está a criar a partir desta novela, da ‘sitcom’ ‘7 Vidas’ e do novo projecto que Teresa Guilherme está já a preparar – baseado no original espanhol ‘Aqui no Hay Quien Viva’.

Entre os actores, foi Luciana Abreu, a protagonista, quem brilhou mais. A ‘Flor’ de ‘Floribella’ mostrou que ela e a banda – ainda não tem nome –, criada para suportar parte da história, sabem mesmo tocar. Aliás, pela amostra de ‘Ricos e Pobres’, o tema escolhido para a ‘premiere’ da banda, o ritmo alegre e a batida latina prometem contagiar muita gente durante os meses quentes do Verão. Quanto à estreia, Franscisco Penim apenas disse: “Escusam de perguntar.”

Fonte: Correio da Manhã

.mais sobre mim

.pesquisar

.Dezembro 2007

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.Últimas:

. Soraia Chaves fala de Fra...

. Francisco Penim - Entre d...

. Francisco Penim

. Clara e Penim separados

. Floribella faz Teresa cho...

.arquivos

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

.tags

. a bela e o mestre(6)

. alexandra lencastre(29)

. alinne moraes(8)

. ana guiomar(5)

. angelico vieira(16)

. angelina jolie(20)

. antonio pedro cerdeira(13)

. band(8)

. barbara guimaraes(6)

. barbara norton de matos(5)

. belissima(9)

. benedita pereira(6)

. brad pitt(13)

. britney spears(8)

. canta por mim(4)

. carolina dieckmann(5)

. catarina furtado(20)

. caua reymond(9)

. cesar peixoto(11)

. christina aguilera(6)

. cinha jardim(5)

. claudia semedo(5)

. claudia vieira(28)

. cleo pires(7)

. cristiano ronaldo(29)

. dalila carmo(9)

. dança comigo(11)

. dani(7)

. daniela mercury(5)

. daniela ruah(13)

. danielle suzuki(6)

. deborah secco(7)

. deixa-me amar(9)

. diana chaves(22)

. diogo amaral(10)

. doce fugitiva(5)

. dzrt(6)

. elsa raposo(7)

. fala-me de amor(4)

. fernanda serrano(15)

. floribella(13)

. francisco adam(5)

. francisco penim(5)

. gato fedorento(7)

. globo(25)

. gloria pires(4)

. guilherme berenguer(4)

. helena isabel(4)

. henri castelli(4)

. herman josé(4)

. ilha dos amores(16)

. imperius(7)

. ines castel-branco(6)

. ines simoes(4)

. isabel figueira(34)

. ivete sangalo(4)

. jennifer lopez(5)

. jessica athaide(4)

. joana duarte(11)

. joana solnado(13)

. joão reis(9)

. jose fidalgo(6)

. juliana paes(6)

. luciana abreu(15)

. mafalda pinto(6)

. margarida vila nova(18)

. maria joão bastos(15)

. mariana monteiro(7)

. marisa cruz(8)

. melanie c(5)

. merche romero(46)

. morangos com açucar(51)

. nbp(5)

. operaçao triunfo(5)

. paixões proibidas(7)

. paula lobo antunes(6)

. paula neves(6)

. paulo pires(7)

. pedro granger(6)

. pedro miguel ramos(8)

. pedro teixeira(10)

. ricardo pereira(16)

. rita andrade(5)

. rita pereira(20)

. rodrigo menezes(6)

. rtp(43)

. rtp1(30)

. rtp2(5)

. ruy de carvalho(5)

. são josé correia(11)

. shakira(8)

. sic(71)

. silvia alberto(11)

. sofia alves(9)

. sonia araujo(6)

. soraia chaves(24)

. tempo de viver(9)

. tu e eu(8)

. tvi(126)

. vila faia(5)

. todas as tags

.Links:

blogs SAPO

.subscrever feeds