Segunda-feira, 22 de Outubro de 2007

"Dona Glorinha é uma homenagemà minha mãe"

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Participou na primeira novela portuguesa "Vila Faia" (1982), onde interpretou a simpática secretária dos Marques Vila, "Inês Brisar", e prepara-se para encarnar o papel de directora de uma revista na nova produção da TVI, "Imperium", que substituirá "Ilha dos amores". Os papéis têm-se sucedido e Helena Isabel não tem tido férias. Aos 55 anos, considera "Glorinha", a sua personagem em "Ilhas dos amores", uma das melhores que lhe ofereceram.



Jornal de Notícias|A 'Glorinha' já percebeu que não ficará com o Tobias?



Helena Isabel|Ela esteve com o "Tobias" (Marco Delgado) todo este tempo. Conhece-o e sabe que ele está apaixonado pela "Cecília" (Helena Laureano). E tem a consciência de que ele nunca esteve apaixonado por ela. Já está conformada.



Como descreveria a personagem "Dona Glorinha"?

Em qualquer lado esta pessoa seria chamada de boa alma. Não tem más intenções. Para compor a "Glorinha" inspirei-me em alguém muito próximo e familiar. Esta personagem é uma homenagem à minha mãe. Há muito da minha mãe na "Dona Glorinha".



É importante participar num projecto líder de audiências?

Claro que sim. É sempre bom fazer um trabalho que depois se torna um êxito. E este, em especial, dá-me uma grande alegria.



Ultrapassar os 40 anos é fatal para uma actriz?

Não deve ser assim tão complicado mas trata-se de uma opinião muito pessoal. No meu caso, é raro estar parada. Felizmente, continuo a ter papéis que gosto de fazer. Agora, não posso deixar de realçar que há já muito tempo que não tinha um papel tão bom numa novela. E tão bom, devo acrescentar, do ponto de vista da riqueza da personagem. Por isso, com a minha idade, acho que não me posso queixar muito.



Entre a "Dona Glorinha" e o papel de directora de uma revista, que vai interpretar na "Imperium", a nova novela da TVI, há grandes diferenças?

Muitas. Posso dizer que é uma personagem completamente diferente.



Foi convidada para participar no "remake" da "Vila Faia"?

Vila Faia? Não, de todo. Não fui.



E lamenta não repetir a participação que teve há 25 anos?

Não, nada. Gostei muito de a fazer mas actualmente estou metida em projectos tão ou mais interessantes que a "Vila Faia".



Quer regressar ao teatro?

Sim, com uma peça que poderá estrear em meados de 2008.



Com prémios ganhos como melhor actriz pela participação em filmes, não deve ser fácil estar longe do cinema?

Tenho pena porque há muito tempo que não faço cinema. Há cerca de 15 anos. E tenho saudades.



O que se passa com o meio?

Não faço a mínima ideia. E não tem a ver com o facto de se estar dedicada mais à televisão. Por exemplo, vemos o Nicolau Breyner que faz tudo ao mesmo tempo cinema, teatro e televisão. Não penso que seja por aí. Mas não tenho sido convidada e tenho pena. Fiz muito cinema há muitos anos e considero que as coisas hoje são completamente diferentes. Gostava de perceber o cinema que se faz hoje em dia.



Como concilia a carreira de empresária com a de actriz?

Não paro. É um correr constante porque quando não estou aqui (NBP) estou na minha loja. E não é fácil.



Como encara a entrada de tantos jovens nas novas produções televisivas?

Não tenho preconceitos nenhuns relativamente a esses jovens que surgem através de "castings". Só tenho preconceito em relação à falta de talento. Se esses jovens forem talentosos e levarem esta profissão com respeito e dedicação, não tenho nada contra. Aliás, só tenho a favor. Mas outros de certeza que ficam pelo caminho, porque isto é muito difícil. Neste momento, esses jovens têm uma enorme concorrência entre eles, porque existe uma grande oferta de miúdos que querem representar. E por isso só ficará quem mostrar que é bom e que consegue aguentar a pressão. Fiz ano e meio de "Morangos com açúcar" onde surgiram imensos jovens com talento. Outros ficaram pelo caminho porque não o tinham. E também não se consegue dizer logo quem vai ter persistência porque a própria máquina do espectáculo acaba por exclui-los.



Como foi contracenar com Marco Delgado?

Gosto muito de trabalhar com o Marco. Já tinha trabalhado com ele várias vezes. Já fez de meu filho, de meu amante e agora calhou fazer de namorado. E é sempre bom porque é um excelente profissional e um óptimo actor. Para os actores contracenar com bons profissionais é meio caminho andado porque há um entendimento. Há uma contracena essencial que nos ajuda no nosso trabalho.



Para alguém que teve tanto sucesso como cantora, a música está completamente colocada de lado?

Completamente. Mas, não excluo a possibilidade de aceitar um convite caso ele surja para participar num teatro musical. Agora, a minha carreira como cantora já está de lado há vários anos.



Vai conseguir descansar entre 'Ilhas dos amores' e 'Imperium'?

Tenho um tempinho. Posso dizer-lhe que há três anos que não tenho férias. Mas pronto, é o que se arranjou e tem de ser assim. Não podemos recusar trabalho e eu, sobretudo, não consigo estar parada. Tenho de estar sempre a trabalhar. Sou uma 'workaholic'.



Falta-lhe fazer o papel de uma carreira?

Não, já fiz quase tudo. Digo isto há muitos anos não me interessa muito os papéis porque acima de tudo, pondero sempre os projectos. Nem me importo de ter um papel pequeno ou pontual, se for um projecto importante ou algo em que acredite. Acho que os papéis são irrelevantes. O conteúdo e o projecto são o mais importante. Por exemplo, as últimas vezes que fiz teatro tinha papéis mínimos, mas mesmo mínimos. Só que me interessou trabalhar com aquele núcleo de pessoas. É evidente que se tiver um papel que exija muito de mim e que me obrigue a uma grande pesquisa, ainda melhor. Mas defendo que não há nada melhor que trabalhar com quem se gosta e com que se pode aprender.



Helena Isabel conta com mais de uma dezena de filmes no currículo e um prémio de melhor actriz portuguesa de cinema pela sua interpretação em "Os abismos da meia-noite". Mas há cerca de 15 anos que não recebe convites para regressar à grande tela, facto que lamenta. Hoje em dia pode ser vista na "Ilha dos amores".
JN,

Sexta-feira, 7 de Setembro de 2007

Uma manhã de gravações

As gravações de ‘Ilha dos Amores’ continuam a bom ritmo e os estúdios da NBP recriam, na perfeição, as casas açorianas.
Actores treinam antes de entrarem em cena

Numa das cenas gravadas a semana passada, Gil (papel interpretado por André Nunes) está prestes a saber quem é a sua mãe. “Consta que é Alice (Manuela Couto) mas como a história dá tantas voltas, pode ainda não ser desta...”, salienta o actor.

Glorinha (Helena Isabel) decide falar com Rui (Pedro Lima) pois não concorda que André (João Pedro Cajuda) esteja hospedado na estalagem, mas Mena (Ana Rita Tristão), de lágrimas nos olhos, pede-lhe que não o mande embora.

Entretanto, Lisa (Mafalda Pinto), continua a fazer das suas, sobretudo com Gil, a principal vítima das suas chantagens.

ILHA DOS AMORES

CANAL: TVI

DIA: Diário

HORA: 21h30

FORMATO: Novela

ELENCO: Ana Rita Tristão, Helena Isabel, Susana Arrais, André Nunes, Mafalda Pinto e João Cajuda

correio da manhã

Quinta-feira, 30 de Agosto de 2007

Paixão junta Clara e Tomé

 

 

Sofia Alves e Marco d’Almeida vão finalmente protagonizar as tão ansiadas cenas de sexo. Na pele de Clara Machado da Câmara, a personagem central da telenovela líder de audiências, ‘Ilha dos Amores’, da TVI, Sofia Alves vai mostrar mais uma grande actuação.

O encontro entre os dois surge após uma desavença. Clara enfrentara um desgosto, ao acreditar nas mentiras da antiga namorada de Tomé Valente, o seu par amoroso na história, interpretado por Marco d’ Almeida. Essas mentiras haviam-na levado a acabar a relação. Mas o amor entre o casal é mais forte e a verdade impôs-se. Clara e Tomé esclarecem tudo e reatam o namoro com confiança reforçada. Os dois passam a noite juntos, numa cena quente que deverá ser exibida durante a próxima semana.

Essas cenas mais íntimas que os protagonistas têm de gravar em várias fases da telenovela tornam-se, como explicou Sofia Alves à Correio TV, “mais fáceis, pela confiança e amizade entre ambos”. Basta lembrar que os dois actores já haviam contracenado como par amoroso em ‘Jóia de África’, série que passou em 2002, igualmente na TVI.

Num dos próximos episódios, Clara procura Tomé e este mostra à empresária a gravação de uma importante conversa que tivera com Vera (Cláudia Vieira), antiga namorada. Nessa conversa, Vera propunha a Tomé a troca da quota deste na fábrica de chá da família de Clara por uma gravação que revelava toda a verdade. Ou seja, a vilã confessa ter mentido a Clara, convencendo-a das intenções interesseiras de Tomé quanto aos Machado da Câmara. Ao ouvir a gravação da proposta de Vera, Clara começa a acreditar na inocência de Tomé. Contudo, a jovem empresária receia voltar a magoar-se e diz a Tomé não entender como ele foi capaz de se envolver com Vera. O herdeiro de Jaime Valente garante que só ela lhe interessa e diz-lhe que lhe dará tempo para que volte a confiar nele.

Apaixonada e já certa do que Vera armara uma cilada contra Tomé, Clara hesita entre ficar ou sair de casa do namorado. Mas acaba por não resistir, abraça-o e os dois caem nos braços um do outro. Depois, trocam um beijo apaixonado eos dois decidem pasar a noite juntos.

SEMPRE A LIDERAR: APELO AÇORIANO

A história envolve. Os actores, protagonistas, em particular, convencem. Os cenários naturais da ilha açoriana de S. Miguel deslumbram. Esta mistura de ingredientes pode responder pelo share tão favorável e o quase invariável primeiro lugar nas audiências da novela da TVI. Correio da Manhã

 

 

 

 

Segunda-feira, 27 de Agosto de 2007

Deslumbrada com conta bancária

É sem dúvida a figura televisiva do momento. E Diana Chaves sabe isso muito bem. De tal forma que não está minimamente preocupada com o lado perverso da fama. Pelo contrário. Da menina que começou por fazer natação de competição à actriz mais mediática dos últimos tempos, muita coisa mudou. Até a sua maneira de estar na vida.

Hoje Diana Chaves quer aproveitar o que a popularidade lhe traz. Não só protagonismo mas, sobretudo, o aumento da sua conta bancária. “A Diana já disse a muitos colegas que não se preocupa com as polémicas que possam acontecer consigo. O que lhe interessa é facturar”, contou uma amiga da ‘Mónica Machado’ da telenovela ‘Ilha dos Amores’.

E a verdade é que Diana Chaves tem aproveitado os escândalos criados à sua volta para se autopromover. De muito lhe serviu os rumores de um alegado romance com Cristiano Ronaldo, bem como o ‘casa-separa’ com Rodrigo Menezes. Aliás, foi à custa do actor que Diana Chaves se tornou conhecida.

Para a ‘1.ª Companhia’, José Eduardo Moniz precisava de um rosto bonito (e, sobretudo, um corpo escultural) para embelezar os soldados do seu novo ‘reality show’. E quem melhor do que a desconhecida namorada de Rodrigo Menezes? Desde então a sua vida nunca mais foi a mesma e as posições inverteram-se. Rodrigo Menezes passou a ser o namorado de Diana Chaves e a beldade a ver uma carreira parada em ascensão.

Fez produções ousadas para a ‘Maxmen’, onde deixou os portugueses de boca aberta com o seu corpo escultural, e participou na mediática série ‘Morangos com Açúcar’.

Uma rampa de lançamento para a sua carreira de actriz, que parecia correr sobre rodas. Mais tarde foi convidada para participar na telenovela ‘Ilha dos Amores’ e, em vez de ter mantido a discrição dos velhos tempos, mudou de postura.

Tanto que, neste Verão, Diana Chaves foi o assunto do dia em quase toda a imprensa cor-de-rosa. Desde o pseudo-romance com Cristiano Ronaldo à eventual reaproximação a Rodrigo Menezes, tudo ajudou a actriz a estar na berra e a somar convites para publicidade e eventos, onde faz valer – e bem – a sua presença, paga a peso de ouro. Diana Chaves foi convidada para publicidade aos mais variados tipos de marcas e não recusou nada.

Resta saber se, depois de tanta aparição mediática, a imagem da rapariga que ficou conhecida na ‘1.ª Companhia’ vai continuar a valorizar-se ou conhecer o efeito ‘queda-livre’ por que Merche Romero passou.

É UMA FIEL SEGUIDORA DE MERCHE ROMERO

Se neste Verão é Diana Chaves quem mais dá que falar e a sua imagem está por todo o lado, no anterior foi Merche Romero a grande estrela. A apresentadora do programa ‘Factor M’ viu-se catapultada de um momento para o outro. Todas as marcas queriam a sua imagem e os espaços batalhavam pela sua presença. Esta ascensão teve um padrinho, claro. Desde que a sua relação com Cristiano Ronaldo se tornou pública que Merche Romero era solicitada para qualquer local e o seu cachet sofreu grandes alterações.

Antes do mediático namoro, a manequim podia ir confortavelmente a qualquer evento sem cobrar nada e até dar a cara por campanhas apenas por solidariedade. Mas rapidamente o caso mudou de figura e a sua popularidade foi sinónimo de cachets elevados, que se fazia pagar por qualquer acontecimento. Mesmo por emprestar a sua imagem por uma campanha a apelar à doação de sangue, Merche Romero cobrou. Como isso não bastasse, uma marca de chá viu na manequim uma boa forma de promover o seu produto. O curioso é que a bebida é originária da Madeira, terra natal do ‘puto maravilha’.

DO 'REALITY SHOW' PARA OS 'MORANGOS COM AÇÚCAR'

Após conquistar o segundo lugar no ‘reality show’ da TVI, o canal de Queluz de Baixo requisitou-a para integrar o elenco da série ‘Morangos com Açúcar’. Estava assim lançada a sua carreira como actriz, em parte devido a uma beleza física inegável. Fez par romântico com Francisco Adam (o ‘Dino’) e, antes de a participação de ambos terminar, o actor morreu num acidente de viação. A produção já havia decidido que os dois actores não continuariam na série.

Sábado, 25 de Agosto de 2007

Cláudia Vieira: casamento é mentira

 

A Vera da novela "Ilha dos amores" ficou tão surpreendida como os portugueses quando leu que se ia casar, após o final das gravações, no Brasil. O dito artigo, publicado num jornal nacional, anunciava o enlace para Novembro, num local paradisíaco, algures no Nordeste brasileiro. E o cenário sugerido até seria digno de um filme, com Cláudia Vieira a surgir na praia, montada a cavalo, e o namorado Pedro Teixeira à espera. Uma imagem semelhante à ocorrida na primeira série de "Morangos com açúcar ", com Pipo (João Catarré) e Joana (Benedita Pereira), mas que não corresponde à realidade, mesmo que futura. "É tudo mentira, até porque jamais me casaria longe da minha família e amigos ", afirmou a actriz. O casal começou a namorar, após ter protagonizado um dos pares românticos de "Morangos". Juntos há cerca de dois anos, Cláudia e Pedro revelam grande cumplicidade, mas não fazem do casamento uma obsessão.

Quarta-feira, 22 de Agosto de 2007

"Ilha dos amores" lidera audiências durante férias de Verão

A época estival não parece afectar os resultados da mais bem sucedida produção da TVI. Durante o mês de Agosto, "Ilha dos amores" registou 14,9% de audiência, uma ligeira descida no número de espectadores, 0,3%, em comparação com Junho e Julho.

A ficção, protagonizada por Sofia Alves e Marco D'Almeida e que deve ficar no ar até Novembro, conseguiu, porém, aumentar a quota de audiências ("share"), calculada entre o número de pessoas que vêem televisão num determinado momento, para 42,2%; uma média apenas ultrapassada pela alcançada no primeiro mês de emissões da novela.

Segundo dados da Mediamonitor, do grupo Marktest, "Ilha dos amores" foi o programa mais visto da maior parte dos dias de Agosto, sendo apenas superada por jogos de futebol, como por exemplo o do último domingo entre o Sporting de Braga e o FC Porto.

Quanto à comparação com a média da estação do mês de Julho, a novela ultrapassa largamente estes valores em horário nobre, a TVI alcançou 11,6 de audiência e 34,7% de "share", enquanto na média diária registou 4,2% e 29,9%, respectivamente.

No que diz respeito ao perfil dos espectadores, é no Interior que "Ilha dos amores" conquista mais público, 26,6%. A percentagem é mais pequena no Grande Porto, 10,7%. As mulheres, 60,4%, estão muito distanciadas do público masculino, 39,6%. Na divisão por idades, os espectadores com mais de 64 anos recolhem 26,4% da audiência, e é na faixa etária dos 25 aos 34 anos que a ficção é menos popular, 9,3%. A separação por classes socioeconómicas indica que a classe D (baixa) é a que vê mais a novela (34,8%) e a A/B (alta e média-alta) a que vê menos (10,3%).


"Ilha dos amores" lidera audiências durante férias de Verão

O nome provisório começou por ser "Ok, ko" mas a próxima novela da estação de Queluz, a estrear no próximo mês chama-se "Deixa-me amar-te", conforme o JN confirmou junto da TVI.

Protagonizada por Paula Lobo Antunes e Paulo Pires, a substituta de "Doce fugitiva" é adaptada de um formato argentino intitulado "Sos mi vida". O argumento original conta a história de uma lutadora de kickboxing que, devido a uma lesão, decide mudar de vida e acaba a trabalhar para uma fundação que ajuda crianças abandonadas. Ali acaba por se apaixonar por um empresário de sucesso que também colabora com a organização. Mas nem tudo corre de feição. Ambos estão comprometidos com outras pessoas, que os vão tentar separar, existindo ainda outros personagens ambiciosos que pretendem ficar com a fortuna do empresário.

JN
Terça-feira, 7 de Agosto de 2007

A Mariana tem vida própria e às vezes troca-me as voltas

Alguma técnica e muita emoção fazem Joana Solnado brilhar na telenovela ‘Ilha dos Amores’, exibida na TVI. A actriz, de 23 anos, falou à revista 'Correio TV' da sua experiência neste trabalho, nomeadamente nas cenas do parto de Mariana.

 

 

 

Foi difícil gravar o parto de Mariana?

Foram cenas complicadas, porque tinham uma carga emocional muito grande, uma vez que Mariana teve a filha sozinha. Inspirámo-nos nos partos das índias que dão à luz agarradas a um pau e na vertical para contar com a ajuda da lei da gravidade. Pensámos que seria a melhor opção, porque a Mariana é muito instintiva.

A bebé portou-se bem nas gravações?

Coitadinha, ela só tinha três semanas de vida... era muito pequenina... E teve um bocadinho de frio! Mas portou-se lindamente.

O espírito da mãe de Mariana aparece no momento do parto. Que acha da introdução da espiritualidade no enredo da novela?

Desde o primeiro episódio, quando morre a mãe, que a Mariana fala com ela. Fala em pensamentos. É a mãe que a ajuda no parto e é por isso que ela dá o nome de Beatriz à recém-nascida. Nos momentos muito importantes da vida da Mariana ela contou sempre com a ajuda da mãe.

É verdade que a Joana sai dos estúdios, vai para casa estudar os textos e, no dia seguinte, regressa com propostas de trabalho?

Qualquer actor que é apaixonado pelo que faz chega aos estúdios com ideias novas e entusiasmado. Isso faz parte da profissão. Trabalho em casa, sim, bastante. Mas isto é um trabalho de equipa e todos discutimos o que cada um pensou em casa quando leu os textos para o dia seguinte.

Onde se inspirou para fazer esta Mariana?

Andei muito tempo à procura da Mariana e, um dia, ela chegou e eu senti que a sua presença era tão forte que eu não estava preparada para ela, porque a Mariana tem vida própria. Às vezes planeio fazer uma cena de uma determinada maneira, chego ao plateau e ela troca-me as voltas todas! Ela reage como Mariana, instintivamente, antes mesmo de eu, Joana, ter tempo de me preparar para isso.

Considera-se uma actriz muito intuitiva?

Sou. Tento respeitar esta minha faceta. Mas a técnica também é muito importante.

Ouvi dizer que quando sai com as suas amigas, às vezes elas não sabem se saíram com a Joana ou com a Mariana. Explique-nos o que se passa.

(Risos)... Não é bem assim! (Risos). Uma vez ou outra elas brincaram comigo dizendo que eu estava a reagir mais como a Mariana do que a Joana. Nós nunca descolamos completamente da personagem. E eu tenho uma ligação muito forte às minhas personagens. E quando não estou a gravar elas estão muito presentes na minhas rotinas. Às vezes dou por mim a colocar as pernas em cima das cadeiras como faz a Mariana!

E como convive com o isolamento que a interpretação da personagem exige?

No começo, tive alguma dificuldade, porque estava sempre a gravar sozinha... Sinto a falta de um rosto, de um olhar, uma voz para a contracena... A Mariana simboliza os Açores, a natureza ainda selvagem e imponente. Ela é um pouco as rochas, os vulcões, o mar e o verde dos Açores!

Os açorianos como a tratam?

Por Mariana! Em Lisboa já sou a Joana.

É a primeira vez que se cruza numa ficção com o seu avô Raul Solnado?

É a primeira vez, sim. Cruzámo-nos apenas umas duas vezes na novela e nem falámos um com o outro. Talvez lá mais para a frente tenhamos possibilidade de contracenar mais.

A Mariana anda descalça. E corre assim pelos campos. Nunca se magoou?

Inicialmente piquei-me algumas vezes. Agora já tenho os pés mais calejados! Hoje, até paro os ensaios para me descalçar. Preciso de sentir a energia da terra que faz vibrar a Mariana. Na rua, as crianças quando me vêem estranham ver-me calçada.

Dá muito trabalho ter essa cabeleira longa, ondulada e aparentemente desalinhada?

Dá imenso trabalho, tenho de me pentear o dobro das vezes e tratá-la muito bem para se poder fazer dela o que se precisa.

Como correram os testes de imagem da sua personagem?

Pela primeira vez numa novela não fiz testes de imagem, porque acabei o ‘Tempo de Viver’, tive uns dias de férias, pus as extensões e comecei logo a gravar. A personagem já estava muito delineada na cabeça dos produtores.

E como resistiu ao Inverno envergando vestidinhos tão leves?

Tinha de tomar um antipirético antes de começar a gravar, outro durante as gravações e ainda outro no final. Nunca apanhei uma gripe, mas estive sempre na eminência... E tomei imensa vitamina C e muito sumo de laranja.

Qual foi o contributo maior que deu à Mariana?

Ela é a personagem de televisão que mais me obriga a ir à Joana buscar emoções para emprestar à Mariana.

Que vai fazer a seguir à novela?

Vou tirar umas férias que bem preciso. Tenho muitos projectos, mas nada de concreto. Porém, deverei fazer uma pausa em TV. Está na altura de fazer uma reciclagem.

Como estão a correr as contracenas com Eunice Muñoz?

No primeiro dia de gravações estava nervosíssima. Senti uma grande responsabilidade. E tem sido muito especial gravar com ela. Foi um grande presente que me deram.

Que aprendeu com ela?

Muita coisa.... mas, como ainda só gravei duas vezes com a Eunice Muñoz, não sei dizer o que foi que me fez crescer mais. Mas há detalhes, coisas aparentemente sem importância, mas que são fundamentais. Às vezes só um olhar ou a respiração da Eunice são uma grande riqueza na contracena.

FASCÍNIO PELA LIBERDADE

“EU MESMA ADORAVA SER A MARIANA”

Joana Solnado não tem dúvidas. É a liberdade da sua personagem, que desconhece a rigidez das normas e horários, e que vive em comunhão com a Natureza, que tanto cativa os telespectadores de ‘Ilha dos Amores’, na TVI. “A nossa vida em sociedade é tão regrada, tão cheia de imposições e limitações que qualquer fresta de liberdade encanta o público. Eu mesma adorava ser a Mariana”, diz Joana Solnado explicando a empatia que a personagem cria não só com o público adulto mas também com o mais jovem.

PERFIL

Estreou-se no teatro em 2002 com ‘Confissões de Adolescente’. Na TV fez ‘Morangos Com Açúcar, ‘O Último Beijo’ e ‘Tempo de Viver’. A convite da TV Globo integrou o elenco da novela ‘Como Uma Onda’ com Ricardo Pereira. No cinema, a neta de Raul Solnado fez duas curtas-metragens.

Correio TV (CM)

 

Sábado, 4 de Agosto de 2007

Wallenstein em «Ilha dos Amores»

José Wallenstein

 

O actor José Wallenstein, o «Fausto» da telenovela «Tempo de Viver» da TVI, vai integrar o elenco de «Ilha dos Amores».

 

Conta hoje a Viva+ que José Wallenstein vai ser «Francisco», amigo e ex-namorado de «Clara», interpretada por Sofia Alves.

José Wallenstein deverá começar a gravar ainda este mês, e «Francisco» manter-se-á na trama até ao fim.

Segunda-feira, 30 de Julho de 2007

Em ILHA DOS AMORES



Depois de Jaime, Beatriz, Formiga e Júlio Carroça agora irá morreu mais uma pessoa, Cipriano o terrível empregado da fábrica de Chá irá desaparecer trágicamente da trama, as cenas foram gravadas esta semana.

Apesar desta saída, a novela irá receber a participaçao de uma "grande" actriz: Eunice Muñoz.
Esta actriz irá dar vida a uma sem abrigo que se tornará amiga de Mariana.


Quarta-feira, 25 de Julho de 2007

Topless não é crime


Quando Diana Chaves se deitou no areal da praia de S. Rafael, em Albufeira, e desapertou a parte de cima do biquíni, fê-lo a pensar na sua personagem da telenovela da TVI.



A actriz garantiu ao CM que a produção não gosta que os actores apareçam com as clássicas marcas, depois de um dia ao sol, e que nem costuma fazer topless. “Não estava quase ninguém naquela parte da praia e foi o momento. Não tenho o hábito de fazer topless e tirei a parte de cima do biquíni muito pouco tempo, por causa da novela, para não aparecer com marcas”, contou Diana Chaves, que não sabia que a praia era tão frequentada por jornalistas. “Se soubesse não o tinha feito”, explicou a actriz.



Certo é que as imagens que fizeram a capa da ‘TV Guia’ não tiraram o sono a Diana Chaves, que só lamenta que um simples topless dê tanto que falar. “O que me incomoda é fazerem disto um drama, topless não é crime. Há muita gente que faz. No meu caso tive o azar de ter sido fotografada. Mas não deixei de dormir por causa disso”, referiu.
Fonte: Correio da Manhã
Sexta-feira, 20 de Julho de 2007

Diana Chaves:“Se saio à rua com alguém é logo meu namorado...”

 

 

Longe vão os tempos em que era nadadora de alta competição e uma ilustre anónima. O reality show “1a Companhia” tornou-a famosa e, pouco depois, Diana Chaves, 26 anos, descobriu a representação quando foi convidada para “Morangos com Açúcar”. Gostou. Agora, está no elenco de “Ilha dos Amores”.

Porém, o que mais tem sido comentado é a sua vida amorosa. Depois de um longo namoro com Rodrigo Menezes, o protagonista de “Doce Fugitiva”, não se conhecem outros relacionamentos à actriz, embora tenham surgido vários rumores, tais como o que a deu como a nova paixão do craque Cristiano Ronaldo.

Diana defende-se sem revelar se há amor no ar: “Se saio à rua com nalguém é logo meu namorado...” Quanto a Rodrigo, vai um pouco mais longe. “Somos muito amigos”, garante. Mas nada mais do que isso. Qualquer hipótese de reconciliação entre o casal é pura ficção!

 

 

Dedicada às gravações
Neste momento, a sua prioridade é a novela. Pouco tempo sobra para outras coisas. Em “Ilha dos Amores”, é Mónica, uma das irmãs Machado da Câmara, a mais pragmática e despreocupada. Um papel que lhe está a dar algumas dores de cabeça. “É uma responsabilidade enorme e espero conseguir fazer um bom trabalho.

Apostaram em mim e vou ter de mostrar que fizeram uma boa opção”, confidencia. Para que nada falhasse, viu-se obrigada a fazer um trabalho de composição bastante maior do que aquele que executou na série juvenil: “Tive de mudar completamente. Não podia surgir igual à Susana (de ‘Morangos’) nem a mim”.

Marco d’Almeida e Maria João Bastos juntos na Croacia

 

Mal terminou as filmagens de “O Último Condenado à Morte”, Maria João Bastos, 32 anos, partiu de férias para um destino que queria manter secreto. No final do mês de Junho, a actriz viajou para a Croácia, mais concretamente até à bela ilha de Brac, cidade de Bol, para uns dias de praia e descanso. Contudo, não foi sozinha. Marco d’Almeida, 32, protagonista de “Ilha dos Amores” conseguiu tirar uns dias de folga da novela e acompanhou-a.

Os dois foram vistos a passear em clima de grande cumplicidade pelas ruas de Bol e na zona da marina. Nesse dia, Maria João usava um grande e elegante chapéu de abas para se proteger do sol, enquanto Marco se mantinha o tempo todo juntinho a ela. Vindos da praia, pararam para comer e depois dirigiram-se ao hotel onde ficaram hospedados. Questionado sobre esta viagem, Marco não confirmou nem desmentiu.

Afirmou apenas: “Não faço qualquer tipo de comentário. Isso faz parte do meu lado pessoal. Não vou dizer onde passo as minhas férias nem com quem”. Maria João esteve indisponível até ao fecho da edição, embora tenha afirmado no lançamento do livro de Margarida Vila Nova que “nas férias ou em trabalho, há sempre tempo para namorar”. Será que o fez?

Ficção torna-se real
Segundo fontes próximas, a cumplicidade entre a dupla aconteceu no final das gravações da novela da TVI “Tempo de Viver”. Eles interpretavam Raquel e Gonçalo, personagens que terminaram juntas e muito apaixonadas. Nessa altura, a sintonia era tal que circularam rumores de que a ficção tinha passado para a realidade e ambos teriam caído de amores um pelo outro enquanto faziam as cenas mais íntimas.

Nenhum dos dois quis comentar este assunto do foro privado, mas ficou no ar a dúvida, até porque era notório o estado de enamoramento e admiração. Amigos asseguram mesmo que, por esta altura, os dois não se largavam. “Foi o auge da paixão”. O que não quer dizer que tenham assumido um compromisso mais sério. “Vão estando, até porque também são muito amigos”, garantem. Pouco depois, a actriz viajava com a amiga, Margarida Vila Nova, para Amesterdão. Por essa altura, também se comentou que o colega Marco as teria acompanhado.

Entretanto, cada um assumiu os seus compromissos profissionais. Maria João aceitou interpretar a francesa Adelaide no filme de Francisco Manso “O Último Condenado à Morte” e espera agora por novos projectos na TVI, enquanto Marco seguiu para a novela “Ilha de Amores”, na qual é Tomé Valente. A novela não permite ao actor ter muito tempo livre, pois grava intensamente, porém, estes dias de folga no final de Junho foram um bom motivo para voltar a estar com a amiga.

Domingo, 25 de Março de 2007

«Ilha dos Amores» - O ELENCO

«Ilha dos Amores» tem estreia marcada para amanhã, no horário nobre da TVI. Conheça o elenco completo desta produção da NBP, escrita por Maria João Mira.


Personagens/Actores

Maria Amélia Machado da Câmara/Elisa Lisboa
Beatriz Machado da Câmara/Sofia Nicholson
Clara Machado da Câmara/Sofia Alves
Mónica Machado da Câmara/Diana Chaves
Mariana Machado da Câmara/Joana Solnado
Benvinda Formiga/Maria D’Aires
Cipriano Formiga/Zeca Medeiros

Caetano Machado da Câmara/Nuno Homem de Sá
Carmo Machado da Câmara/Susana Arrais
Carlota Machado da Câmara/Jessica Athayde
Constança Machado da Câmara/Débora Amado

Jaime Valente/Adriano Luz
Madalena Valente/Ana Nave
Tomé Valente/Marco D’Almeida
Miguel Valente/Carloto Cotta
Mafalda Figueira/Núria Madruga
Xavier Santos/João Lagarto
Anabela Santos/Joana Santos

Henrique Medeiros/António Capelo
Cecília Medeiros/Helena Laureano
Vera Medeiros/Cláudia Vieira
Catarina Medeiros/Joana Duarte
Paulo Carroça/Almeno Gonçalves
Alice Carroça/Manuela Couto

Maria Assunção Costa (São)/Carla Andrino
João Pedro Costa (JP)/Daniel Cardoso
Filomena Costa (Mena)/Ana Rita Tristão
Joana Costa (Joaninha)/Ana Sofia Silva

Rui Pestana/Pedro Lima
Luísa Pestana/Rita Lello
André Pestana/João Pedro Cajuda
Maria Pestana/Diana Nicolau
Patrícia Pestana/Carolina Represas

Maria da Glória Cosme (Glorinha)/Helena Isabel
Gil de Jesus/André Nunes
Lisa Pinheiro/Mafalda Pinto
Tobias Raposo/Marco Delgado
Duarte Madeira (Duda)/Diogo Valsassina

Elenco Anos 70

Álvaro Machado da Câmara/Vítor Norte
Maria Amélia Machado da Câmara/Isabel Medina
Beatriz Machado da Câmara/Vera Kolodzig
Cipriano Formiga/Nuno Nunes
Jaime Valente/Hugo Tavares
Henrique Medeiros/Rui Drummond
Paulo Carroça/Severino Carvalho
Alice Carroça/Adriana Moniz
Fonte: televizoom

Quarta-feira, 21 de Março de 2007

'Ilha dos Amores' corre a contra-relógio nos Açores

 

A luz filtrada pelas árvores do Jardim José do Canto, em São Miguel, Açores, determina o impacto da cena. Mariana (Joana Solnado) e Miguel (Carloto Cotta) desapareceram. Clara (Sofia Alves) engole o ódio e ajuda Tomé (Marco D'Almeida) a procurar o irmão, por acreditar que a irmã mais nova está com o rapaz. Cipriano Formiga (Zeca Medeiros), o caseiro, tenta chamá-la à razão.

A rodar entre o material técnico e os troncos, o realizador de exteriores da NBP, Carlos Dante, avalia a cena, ajusta-a, orienta a acção do sexto episódio de Ilha dos Amores. Há acertos a fazer com técnicos e actores, a nova novela da TVI estreia-se já a 26 e todo o tempo é pouco para gravar. Dante repete a cena uma e outra vez, captando a cor do fim de tarde.

"Meus senhores, peço silêncio a partir de agora, por favor..." Mais um acerto, o deslizar das câmaras nos carris, tudo a postos para repetir a cena. "Atenção, meus senhores, em silêncio. Atenção: a gravar e... acção!" Escondida entre as árvores, Joana Solnado aguarda o sinal, concentrada, a espantar o frio que se insinua nos pés nus e no vestido leve de alças.

Novamente os diálogos de Clara com o caseiro, de Clara com Tomé, a angústia do grupo apanhada pelas máquinas de filmar. Até agora nenhum dos jovens apareceu, a dor ficcionada torna-se quase verdade. E não podia ser de outro modo, explica ao DN a guionista, Maria João Mira.

Um amor que o oceano separou

"A história faz-se de emoções fortes: é dramática nos textos e interpretações", resume a autora, que vê a sua Ilha dos Amores como uma "saga clássica, autêntica". Desde o início que os Açores lhe sugeriram um amor separado pelo oceano. A autenticidade, diz, vem dos sentimentos que os Açores lhe despertam, "descomplexados e puros". Hoje, o enredo de equívocos, entre ilhas, vulcões e verde, agrada a toda a gente.

"Para mim, fazer a Mariana é o maior desafio que já tive até hoje", comenta Joana Solnado, empenhada em atravessar as dificuldades decorrentes de a personagem falar pouco e viver da expressão corporal. "Nunca fiz dois trabalhos em simultâneo, mas quando me apresentaram o papel não fui capaz de dizer que não."

Também Sofia Alves teve de aprender a lidar com a "prova de fogo" que a novela representa para si. "A adaptação tem sido dura, sobretudo pelo receio de ter marcas da minha antiga personagem coladas a mim", confessa a actriz. Se vale a pena? "O mais possível", chega pronta a resposta. "É um trabalho de vida, não podia ser mais aliciante."

O guião dita incursões constantes aos locais mais emblemáticos da ilha. Além do Jardim José do Canto, há o Paço Nossa Senhora da Vida (décor dos Machado da Câmara), o cenário selvagem da Caldeira Velha (na Ribeira Grande), a Fábrica de Chá Gorreana (que na novela se chama de Santa Bárbara). A beleza real sustenta a ficção da Ilha dos Amores.  DN

Sábado, 17 de Março de 2007

TVI - 'Ilha dos Amores'

É já no dia 26, data de estreia de ‘Ilha dos Amores’, que a TVI inicia um novo ciclo no horário nobre da ficção: o da alta definição.

São Miguel acolheu novela que 'vai ficar na história', garante José Eduardo Moniz

"Quando ‘Ilha dos Amores’ estrear, os telespectadores vão ter a sensação de estar a ver mais um filme do que uma novela. Esta produção vai ficar na História em Portugal”, afirmou José Eduardo Moniz na cerimónia oficial de apresentação da ‘Ilha dos Amores’ – a mais cara produção de sempre da TVI – no Teatro Micaelense, agora denominado Palácio dos Congressos, em Ponta Delgada.

Bernardo Bairrão, administrador delegado da NBP e da TVI, considera a alta definição a aposta do futuro: “Não podemos continuar a acreditar que Portugal, tendo uma indústria tão forte de ficção, possa estar alheado do que são as melhores práticas internacionais.”

Para poder operar em alta definição, com tecnologia “bem mais exigente” e “cinquenta por cento mais onerosa do que o digital”, a NBP – que está a comemorar 15 anos – teve de investir na formação de técnicos e na aquisição de equipamentos. A NBP, um dos principais activos da Media Capital, quer duplicar a produção nos próximos três anos. Para atingir tal meta, a empresa está a avaliar três terrenos localizados na periferia de Lisboa para os novos estúdios, porquanto o futuro passa pela renovação e ampliação das instalações.

Correio da Manhã

Sábado, 10 de Março de 2007

Diana Chaves vai participar na Ilha dos Amores

Diana Chaves vai participar na nova telenovela da TVI que irá substituir Tempo de Viver. Diana irá interpretar o papel de Mónica Machado da Câmara. A telenovela terá como tema a emigração, passar-se-à nos Açores, Canadá e em Portugal Continental. As suas gravações começaram em Janeiro e tem estreia marcada para dia 18 de Março de 2007.

A nova novela da TVI, Ilha dos Amores, da autoria de Maria João Mira e Diogo Horta, começa em 1977, em São Miguel nomeadamente na freguesia de Ponta Garça. Jaime (Hugo Tavares), de 20 anos, e Beatriz (Vera Kolodzig), 17, amam-se como ninguém. Ele é filho de pobres trabalhadores rurais e ela herdeira de uma fortuna incalculável. Por essa razão, eles namoram às escondidas. “Não é original, mas não deixa de ser uma história bonita…". Nessa altura, o casal decide fugir num cargueiro para o Canadá, plano, entretanto, abortado, devido às ameaças dos pais de Beatriz. Se fugirem, garantem os progenitores, ele será acusado de rapto de menores. Para evitar problemas com a justiça, os jovens juram fidelidade e a rapariga promete-lhe que partirá no ano seguinte, mal faça os 18 anos. Jaime atravessa o Atlântico sozinho. As cartas que trocam não chegam aos destinatários certos e os dois convencem-se de que o romance terá chegado ao fim. A certeza chega depois, quando uma mulher, a pedido de um vilão, mente a Beatriz, dizendo-lhe que está grávida de Jaime. Desiludida, a menina rica sobe ao altar com outro homem. No Canadá, o rapaz fica de rastos com a notícia. Determinado a vencer na vida, arregaça as mangas e dedica-se ao trabalho. O suor e as lágrimas recompensam-no com uma grande fortuna. Mais tarde, casa com uma emigrante e constrói uma família: Tomé e Miguel são os seus filhos.

.mais sobre mim

.pesquisar

.Dezembro 2007

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.Últimas:

. "Dona Glorinha é uma home...

. Uma manhã de gravações

. Paixão junta Clara e Tomé

. Deslumbrada com conta ban...

. Cláudia Vieira: casamento...

. "Ilha dos amores" lidera ...

. A Mariana tem vida própri...

. Wallenstein em «Ilha dos ...

. Em ILHA DOS AMORES

. Topless não é crime

. Diana Chaves:“Se saio à r...

. Marco d’Almeida e Maria J...

. «Ilha dos Amores» - O ELE...

. 'Ilha dos Amores' corre a...

. TVI - 'Ilha dos Amores'

.arquivos

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

.tags

. a bela e o mestre(6)

. alexandra lencastre(29)

. alinne moraes(8)

. ana guiomar(5)

. angelico vieira(16)

. angelina jolie(20)

. antonio pedro cerdeira(13)

. band(8)

. barbara guimaraes(6)

. barbara norton de matos(5)

. belissima(9)

. benedita pereira(6)

. brad pitt(13)

. britney spears(8)

. canta por mim(4)

. carolina dieckmann(5)

. catarina furtado(20)

. caua reymond(9)

. cesar peixoto(11)

. christina aguilera(6)

. cinha jardim(5)

. claudia semedo(5)

. claudia vieira(28)

. cleo pires(7)

. cristiano ronaldo(29)

. dalila carmo(9)

. dança comigo(11)

. dani(7)

. daniela mercury(5)

. daniela ruah(13)

. danielle suzuki(6)

. deborah secco(7)

. deixa-me amar(9)

. diana chaves(22)

. diogo amaral(10)

. doce fugitiva(5)

. dzrt(6)

. elsa raposo(7)

. fala-me de amor(4)

. fernanda serrano(15)

. floribella(13)

. francisco adam(5)

. francisco penim(5)

. gato fedorento(7)

. globo(25)

. gloria pires(4)

. guilherme berenguer(4)

. helena isabel(4)

. henri castelli(4)

. herman josé(4)

. ilha dos amores(16)

. imperius(7)

. ines castel-branco(6)

. ines simoes(4)

. isabel figueira(34)

. ivete sangalo(4)

. jennifer lopez(5)

. jessica athaide(4)

. joana duarte(11)

. joana solnado(13)

. joão reis(9)

. jose fidalgo(6)

. juliana paes(6)

. luciana abreu(15)

. mafalda pinto(6)

. margarida vila nova(18)

. maria joão bastos(15)

. mariana monteiro(7)

. marisa cruz(8)

. melanie c(5)

. merche romero(46)

. morangos com açucar(51)

. nbp(5)

. operaçao triunfo(5)

. paixões proibidas(7)

. paula lobo antunes(6)

. paula neves(6)

. paulo pires(7)

. pedro granger(6)

. pedro miguel ramos(8)

. pedro teixeira(10)

. ricardo pereira(16)

. rita andrade(5)

. rita pereira(20)

. rodrigo menezes(6)

. rtp(43)

. rtp1(30)

. rtp2(5)

. ruy de carvalho(5)

. são josé correia(11)

. shakira(8)

. sic(71)

. silvia alberto(11)

. sofia alves(9)

. sonia araujo(6)

. soraia chaves(24)

. tempo de viver(9)

. tu e eu(8)

. tvi(126)

. vila faia(5)

. todas as tags

.Links:

blogs SAPO

.subscrever feeds