Sábado, 2 de Dezembro de 2006

Eles são mal comportados

Já por duas vezes, Júlio Isidro fica sem a sua parceira. Para a RTP, a gota de água deu-se quando Merche se recusou a terminar uma emissão de “Portugal no Coração”

 

Há duas semanas, a apresentadora de “Portugal no Coração”, Merche Romero, voltou às capas de revistas e jornais e não pelos melhores motivos. A loira da RTP1 tinha deixado um dos programas a meio, pois não apareceu para apresentar a segunda parte. Quem teve de o fazer, sozinho, foi Júlio Isidro, que, mais uma vez, mostrou o seu profissionalismo e se alheou das polémicas.

Tudo aconteceu depois de Merche ter tido uma discussão com o produtor. Ela queria dar continuidade ao programa num determinado local do plateau, mas a produção não lhe fez a vontade. A apresentadora, sem razão aparente, ficou fora de si e começou a gritar. Garante quem assistiu que não foi uma cena bonita de se ver. Merche utilizou uma linguagem pouco própria ao falar com um superior hierárquico e recusou-se a levar o programa avante, colocando a emissão em perigo.

A apresentadora acabou por ser suspensa por Nuno Santos, director de programas da RTP, que não a deixou apresentar “Portugal no Coração”, nem no dia seguinte nem durante as semanas seguintes.

A discussão nos estúdios do Porto levou Nuno Santos a tomar uma posição: difundiu um comunicado no qual afirmava que a apresentadora tinha tido “um comportamento grave na sequência de uma natural divergência de opinião no âmbito do programa que estava a ser efectuado em directo”. Em reunião, e depois também através de comunicado, Merche pediu desculpa pela sua conduta e foi perdoada.

Só que antes, quando inquirida pelos jornalistas, que já sabiam do sucedido, faltou à verdade. Disse que não tinha havido confusão e a sua falta no dia seguinte estava prevista. A agente da apresentadora, Beatriz Lemos, disse à tvmais: “As polémicas são feitas pela imprensa. A Merche foi resolver um problema na régie e não teve tempo para voltar a entrar no programa. Amanhã (referia-se ao dia 14) estará de volta”. No entanto, não foi essa a ordem que o director de programas lhe deu poucas horas depois, quando se reuniu com ela com carácter de urgência.

Merche acabou por ficar fora de antena durante duas semanas, tempo durante o qual foi substituída por Cristina Alves. Quanto ao ordenado, recebeu-o sempre por inteiro, mesmo enquanto suspensa das suas funções. O psicólogo clínico Quintino Aires tem uma explicação para este tipo de comportamento. “É imaturidade. As últimas investigações indicam que as características da personalidade não são um processo linear.

Avançam e recuam no tempo. Provavelmente, o que está a acontecer é que alguns deles sempre foram imaturos. Noutros, o facto de serem vedetas, a força que têm e o que ganham fazem com que características da personalidade antiga voltem a ganhar força e, naturalmente, surge a imaturidade.” E vai mais longe: “A maturidade aguenta-se à custa do controlo social.

As exigências e o receio da reacção dos outros levam a que se mantenha e garanta essa maturidade. Quando se vive num ambiente em que o social não nos exige isso, perde-se as características de maturidade que se tinham ganho. E, na verdade, muitas dessas pessoas, que são actores muito conhecidos ou apresentadores não têm grande pressão por parte das produções que os rodeiam. É como se tivessem medo deles e isso leva a que eles percam essa questão do controlo.”

Antecedentes
Esta não foi, contudo, a primeira vez que a espanhola ferveu em pouca água. No final de Setembro, depois de uma violenta discussão ao telefone, Merche recusou-se a trabalhar e foi Júlio Isidro quem também assegurou a emissão. A sua atitude não foi bem vista no seio da RTP. Farta dos seus comportamentos de menina mimada, a produção de “Portugal no Coração” pô-la a preparar entrevistas durante oito dias.

Recorde-se que estes foram tempos complicados para a apresentadora, que estava ainda no rescaldo da separação do futebolista Cristiano Ronaldo. Chegou a chorar em directo no programa “Só Visto!” e queixou-se dos tempos que tinha vivido ao lado do jogador: “Foi muita pressão sobre mim”. Nos estúdios do Monte da Virgem, conta quem com ela se cruzava que Merche andava nervosa e maldisposta. Tinha, também, alguma dificuldade em cumprir horários.

Nada como ir uns tempos para fora do País, devem ter pensado os seus superiores. Depois de ter ficado nos bastidores, Merche foi enviada para os Estados Unidos e Canadá, onde durante duas semanas realizou reportagens junto das comunidades portuguesas. Porém, no regresso, manteve as mesmas atitudes, que conduziram ao referido “castigo”.

Maria João Silveira também entrou em rota de colisão com a produção de “Portugal no Coração”.

Outros casos
Quem também teve problemas com a RTP foi a jornalista e apresentadora Maria João Silveira, que foi afastada de “Portugal no Coração”, que conduzia com José Carlos Malato e Merche Romero. À revista CARAS, confidenciou: “Não foi o programa da minha vida”. Maria João entrou em conflito com a produção e, em consequência, foi fazer reportagem. Mas, pouco tempo depois, pediu baixa psicológica. Esteve a tratar uma depressão e quando regressou ao trabalho já não tinha lugar no talk-show da estação pública.

José Carlos Pereira já foi avisado duas vezes pela NBP. Atrasos e falta de respeito pelos colegas foram os motivos, tanto em “Morangos”, como em “Baía das Mulheres”

O actor José Carlos Pereira também tem tido alguns problemas de disciplina. Neste momento, ainda faz parte do elenco de “Morangos com Açúcar”, mas está de saída. Apesar da discrição com que o assunto foi tratado na NBP, produtora da série, que afirmou que este estava com “problemas pessoais”, o certo é que o actor causou rebuliço nos estúdios.

José Carlos esteve uma semana sem gravar, depois de se ter exaltado quando soube que a sua participação não iria até ao final da temporada, terminando em Janeiro. Os responsáveis pela produção não toleraram a sua postura e foi dispensado. Até porque ele já tinha sido chamado à atenção por chegar atrasado e criar mau ambiente. Nesta altura, José Carlos encontra-se a gravar as suas últimas cenas finais. Não chegará ao Verão, altura em que termina mais uma temporada da novela juvenil da TVI.

Este é mesmo um caso difícil. Não é a primeira vez que o Vítor de “Morangos” tem um comportamento passível de sanção pela entidade empregadora. Ainda era um caloiro, em “Anjo Selvagem”, e já era conhecido por não respeitar horários. Depois, em 2004, quando gravava “Baía das Mulheres”, não compareceu a um dia de trabalho nem avisou a produção. A acção causou à NBP um prejuízo de milhares de euros. “Foi chamado para uma reunião com o director-geral e outras chefias, e levou um valente puxão de orelhas. Esteve mesmo para ser despedido”, referiu fonte ligada à produtora.

Só não aconteceu porque a novela estava no fim. A mesma sorte não teve a actriz Glória Férias. Problemas com drogas, que ela chegou a admitir, e falta de cumprimento ditaram a sua saída da novela “Dei-te Quase Tudo”. Guilhermina, a sua personagem, morreu subitamente.

Arrependidos
Em 2004, quando decorriam as gravações da primeira série de “Morangos”, Diogo Amaral, que era o vilão da história, também perdeu as estribeiras. Dessa vez, os jornalistas, convidados a acompanhar a rodagem das cenas foram o alvo da fúria do actor. Diogo gritou, esbracejou e ameaçou os jornalistas quando foram captadas imagens suas ao lado de Joana Solnado, colega e namorada na vida real. “Vais apagar isso e é já”, disse.

 

Inexperiente, Diogo Amaral não aguentou a pressão e explodiu com a imprensa, depois de ter sido fotografado ao lado de Joana Solnado

E continuou no mesmo tom. “Acabou. Vais-te embora. Já não tiras mais fotos, mais ninguém fotografa.” Só se acalmou quando falou com o director-geral da NBP, João Dinis, ao telemóvel e conversou com a relações públicas, Inês Cortez. Uma conduta insólita em Diogo, conhecido por ser correcto, cumpridor e educado.

O actor justificou-se mais tarde, alegando que estava cansado e as cenas com os travestis eram duras de fazer. Porém, não se livrou da chamada de atenção das chefias para que tal não voltasse a acontecer. Até agora, não se lhe conhece mais nenhum episódio do género.

O caso Sofia Alves
Dois anos antes deste incidente, Sofia Alves cortava relações com Teresa Guilherme por causa do programa “As Manhãs de Sofia”. Bateu com a porta e saiu do programa. Na altura, Teresa garantiu à tvmais que ia para tribunal, não por a actriz ter quebrado o contrato mas pelas considerações que tinha tecido publicamente sobre a sua produtora. “Vou processar a Sofia, pois ela ofendeu a minha equipa. Ela vai ter de retractar-se e, para provar que não quero o dinheiro para nada, a importância que eu ganhar vai para uma instituição de caridade”, garantiu a actual responsável pela ficção nacional da SIC.

Sofia Alves sentiu-se ultrapassada nas decisões de “As Manhãs de Sofia” e bateu com a porta ruidosamente. Avisou Moniz, mas esqueceu-se de Teresa Guilherme, a produtora do programa

A guerra foi declarada quando Sofia Alves decidiu demitir-se do programa produzido por Teresa. Queixou-se, posteriormente, de estar à margem das decisões tomadas. Na produtora, ninguém estava à espera da reacção da então apresentadora. Sem aviso prévio, numa tarde a seguir ao programa, Sofia dirigiu-se ao gabinete de José Eduardo Moniz para lhe comunicar que não apresentaria mais “As Manhãs de Sofia”. Depois, deu uma entrevista ao jornal “Correio da Manhã” para contar as suas razões. Ainda não tinha falado com Teresa Guilherme. A produtora ficou a saber que não tinha apresentadora para o dia seguinte pelo jornal, que lhe ligou em busca da sua versão dos factos.

Nem queria acreditar na atitude da actriz, que a deixou numa situação complicada: não tinha apresentadora para o dia a seguir e 100 pessoas podiam ter ficado sem trabalho se a TVI cancelasse o programa no seguimento deste problema. Acabou por convidar Rita Salema para conduzir com ela os programas seguintes, pois esta tinha estado muito bem na rubrica de culinária. Sofia ainda apareceu de surpresa para avisar o público que estava doente. Nunca mais se falaram e Sofia Alves esteve algum tempo afastada da estação de Queluz, voltando em “A Jóia de África”.

Nenhuma destas acções é justificável, segundo afirma o médico Quintino Aires. “Não é uma coisa normal. Há responsabilidades. O trabalho destas pessoas tem implicações demasiado grandes. Não podem diminuir a sua responsabilização. São milhares de euros envolvidos e trabalhos com enorme visibilidade, nos quais qualquer acção tem logo grandes implicações.”

TV Mais

.mais sobre mim

.pesquisar

.Dezembro 2007

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.Últimas:

. Eles são mal comportados

.arquivos

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

.tags

. a bela e o mestre(6)

. alexandra lencastre(29)

. alinne moraes(8)

. ana guiomar(5)

. angelico vieira(16)

. angelina jolie(20)

. antonio pedro cerdeira(13)

. band(8)

. barbara guimaraes(6)

. barbara norton de matos(5)

. belissima(9)

. benedita pereira(6)

. brad pitt(13)

. britney spears(8)

. canta por mim(4)

. carolina dieckmann(5)

. catarina furtado(20)

. caua reymond(9)

. cesar peixoto(11)

. christina aguilera(6)

. cinha jardim(5)

. claudia semedo(5)

. claudia vieira(28)

. cleo pires(7)

. cristiano ronaldo(29)

. dalila carmo(9)

. dança comigo(11)

. dani(7)

. daniela mercury(5)

. daniela ruah(13)

. danielle suzuki(6)

. deborah secco(7)

. deixa-me amar(9)

. diana chaves(22)

. diogo amaral(10)

. doce fugitiva(5)

. dzrt(6)

. elsa raposo(7)

. fala-me de amor(4)

. fernanda serrano(15)

. floribella(13)

. francisco adam(5)

. francisco penim(5)

. gato fedorento(7)

. globo(25)

. gloria pires(4)

. guilherme berenguer(4)

. helena isabel(4)

. henri castelli(4)

. herman josé(4)

. ilha dos amores(16)

. imperius(7)

. ines castel-branco(6)

. ines simoes(4)

. isabel figueira(34)

. ivete sangalo(4)

. jennifer lopez(5)

. jessica athaide(4)

. joana duarte(11)

. joana solnado(13)

. joão reis(9)

. jose fidalgo(6)

. juliana paes(6)

. luciana abreu(15)

. mafalda pinto(6)

. margarida vila nova(18)

. maria joão bastos(15)

. mariana monteiro(7)

. marisa cruz(8)

. melanie c(5)

. merche romero(46)

. morangos com açucar(51)

. nbp(5)

. operaçao triunfo(5)

. paixões proibidas(7)

. paula lobo antunes(6)

. paula neves(6)

. paulo pires(7)

. pedro granger(6)

. pedro miguel ramos(8)

. pedro teixeira(10)

. ricardo pereira(16)

. rita andrade(5)

. rita pereira(20)

. rodrigo menezes(6)

. rtp(43)

. rtp1(30)

. rtp2(5)

. ruy de carvalho(5)

. são josé correia(11)

. shakira(8)

. sic(71)

. silvia alberto(11)

. sofia alves(9)

. sonia araujo(6)

. soraia chaves(24)

. tempo de viver(9)

. tu e eu(8)

. tvi(126)

. vila faia(5)

. todas as tags

.Links:

blogs SAPO

.subscrever feeds