Segunda-feira, 19 de Novembro de 2007

Empregada baril de quem todos gostam

Mãe de um aluno da Escola D. Sebastião, o ‘Luís’ (Ângelo Rodrigues), a personagem de Maria João Abreu em ‘Morangos com Açúcar V’, ‘Marília’, é ao mesmo tempo auxiliar educativa no mesmo local. Um papel que lhe permite “divertimento”, como realça ao Correio da Manhã.
Maria João Abreu

A ‘Marília’ é a empregada baril de quem todos gostam, à excepção dos rufias, em quem ela anda sempre de olho por saber as atrocidades que fazem aos outros”, diz.

“Eu e o Ângelo conhecemo-nos aqui no estúdio, quando viemos fazer o teste de imagem. Divertimo-nos imenso. Eu gosto de estar a gravar sempre bem-disposta e a dizer umas piadas e ele, como é mais novito, às vezes não se aguenta e desmancha-se a rir. No outro dia ralharam-nos porque tínhamos de gravar, mas olhávamos um para o outro e só ríamos”, confessa Maria João Abreu.

Habituada a lidar com crianças e em situações divertidas, como em ‘Médico de Família’ (TVI), a actriz sublinha: “Eu aprendo com as crianças e elas aprendem comigo. É preciso ter essa humildade”, diz.

Sexta-feira, 26 de Outubro de 2007

Anónimos na mira dos caça-talentos

Mariana Monteiro, a Bia dos ‘Morangos com Açúcar’ e a Mafalda de ‘Doce Fugitiva’, tinha apenas 16 anos quando fez o seu primeiro casting depois de ser descoberta por uma agência numa das ruas da Baixa, quando fazia compras com a mãe.
Mariana Monteiro vai ser indiana de sari e trança preta em 'Imperius'

Mariana Monteiro vai ser indiana de sari e trança preta em 'Imperius'

“Tínhamos vindo a Lisboa passar uma semana. Andávamos a ver montras quando uma senhora da Unique Style nos abordou. Deu-nos o contacto e incentivou-me a fazer umas fotos na agência. Hesitei muito. Mas lá acabei por aparecer e fazer a inscrição.”

Um mês depois, no Porto, a jovem recebe um telefonema para a marcação de um casting.

Após algumas hesitações, Mariana meteu-se ao caminho, chegou a Lisboa, fez as provas e foi escolhida para interpretar a Bia de ‘Morangos com Açúcar’. Hoje com 18 anos, Mariana Monteiro recorda bem esse dia: “Estava muito nervosa. Tive de fazer uma contracena com um rapaz. Ele ‘fazia-se a mim’ e eu tinha de rejeitá-lo. O nervosismo passou quando comecei o casting. No final tinha a sensação de que tinha corrido bem”, conta.

Os pais de Mariana é que não viram com bons olhos o novo desafio da filha, que implicava ir viver para Lisboa, deixar a família e interromper os estudos. “Avisaram-me de que ao primeiro deslize regressava ao Porto. Mas arriscaram e deixaram-me vir. Foi um teste à minha confiança”, conta a jovem actriz, que prepara agora o terceiro trabalho em televisão na telenovela ‘Imperius’, que irá substituir ‘Ilha dos Amores’, na TVI. De trança preta e tez morena, o visual para o novo papel, Mariana Monteiro está irreconhecível.

PROVAR AOS PAIS

Provando aos pais que é uma jovem responsável, Mariana Monteiro concluiu o 12.º ano enquanto gravava ‘Doce Fugitiva’, em que interpretava o papel da rebelde Mafalda Noronha. “Acabava as gravações às 18 horas e ia a correr para as aulas. Foi muito difícil conciliar tudo. Mas consegui concluir o curso”, diz a actriz, que fará 19 anos dentro de dias.

Rafael Vilhena, director da Unique Style, a agência que descobriu Mafalda, faz questão de explicar que “não basta ter bom visual”. “É preciso espontaneidade, atitude. E conta também a forma como falam, como interagem. Só reunidas estas condições é que apostamos nos jovens”, frisa Rafael Vilhena, cuja agência procura novos talentos nas escolas secundárias, nas universidades, nas discotecas, numa rua de uma cidade ou no metropolitano.

“A Rita Fernandes, a Telma da última série de ‘Morangos de Verão’, foi descoberta numa discoteca de Leiria. Tem 19 anos e está agora na República Checa no concurso internacional Miss Europe Junior, em competição com representantes de 26 países.

O evento destina-se a jovens entre os 16 e os 20 anos”, revela à Correio TV o responsável pela Unique Style. Esta mesma agência descobriu ainda Martim Penedo, que começou por fazer publicidade e que aos dez anos foi seleccionado num casting para protagonizar a peça infantil de Filipe La Féria ‘O Principezinho’.

SEM MEMÓRIA DO PRIMEIRO CASTING

Fernando Fernandes, cantor e intérprete que se popularizou com a interpretação da personagem Tomé na série juvenil ‘Morangos com Açúcar’, era também um dos agenciados da Unique Style.

Patrícia Tavares não tem memória do seu primeiro casting. Porque fez muitos e começou muito cedo. Aos oito anos, Patrícia já fazia figuração em filmes estrangeiros. “Nessa altura saía barato vir rodar a Portugal. Mas a figuração era um meio muito restrito. Fiz muito trabalho. Ganhava-se bem e éramos muito bem tratados”, lembra a actriz. Aos 16 anos, Patrícia Tavares faria um casting para a sua primeira telenovela, ‘Roseira Brava’, exibida na RTP 1 em 1995. “Havia imensa gente e, depois de horas de espera, desisti e fui-me embora. Achei que nunca chegaria a minha vez. Como o casting foi atribulado, eles abriram inscrições para mais dias e, graças a uma marosca da minha mãe, lá consegui fazer as provas”. Tozé Martinho, Nicolau Breyner e Ivan Coletti conduziram o casting para ‘Roseira Brava’.

Reconheceram que Patrícia Tavares tinha talento e escolheram-na para fazer o papel de Anabela, a jovem que se apaixona por Manolo (Virgílio Castelo). “Uma semana depois, noutro casting, seria seleccionado o António Pedro Cerdeira, que era o meu herói na novela porque me arrancava das ‘garras’ do Manolo’ e da prostituição”, recorda a actriz.

Casada, com uma filha de cinco anos e cansada das lides domésticas, Maria Vieira, então com 24 anos, decidiu mudar de vida. “Como a minha filha já não estava tão dependente de mim, decidi ir trabalhar para um escritório”, conta. Mas três meses bastaram para que a actriz percebesse que não tinha vocação para passar o dia fechada num gabinete.

A publicação de um anúncio para audições no semanário ‘7ete’ e o incentivo dos amigos levaram Maria Vieira a uma audição no Teatro Adoque. “Pediram-me para cantar. E eu não desafinei. Pediram-me para dançar, e eu fiz a prova sem esforço. Quando me pediram para improvisar uma cena, eu, que não tinha nada preparado, interpretei uma anedota alentejana. Pus a plateia toda a rir”, recorda a intérprete, que faz questão de sublinhar que teve de “trabalhar muito para ser actriz”. “Fiz muitos cursos de voz e interpretação. E ainda hoje tenho aulas”, conta.

AJUDOU A SELECCIONAR MARIA VIEIRA

Quem ajudou a seleccionar Maria Vieira foi o actor e guionista Francisco Nicholson, que integra também o elenco de ‘Imperius’.

Em conversa com a Correio TV, o conhecido intérprete recorda como Virgílio Castelo se tornou actor: “Ele era modelo e tinha tarefas burocráticas no Teatro Adoque. Mas depressa revelou talento e passou para os palcos”.

Alguns anos mais tarde seria a vez de Virgílio Castelo descobrir Pedro Granger e convidá-lo para aparecer num casting.

Em 1998, Ana Brito e Cunha, Pedro Granger e outros jovens actores integravam o grupo de amadores Amigos do Palco e preparavam um espectáculo no Coliseu dos Recreios em prol da Acreditar. “O Virgílio Castelo ia apresentar o espectáculo e, depois de saber através da Ana que eu queria muito ser actor, convidou-me a aparecer num casting para a novela da RTP ‘A Lenda da Garça’”. Para assegurar que o amigo Pedro Granger não faltava ao casting, Ana Brito e Cunha foi levá-lo ao local. “Correu tudo bem”, conta o actor, que na altura estudava Direito na Universidade Nova de Lisboa. “O Virgílio foi o meu padrinho de profissão e a Patrícia Tavares a minha madrinha, porque foi com ela que fiz a minha primeira cena. Lembro-me de que estávamos em Guimarães e eram 09h00 da manhã.” E a brincar acrescenta que Ana Brito e Cunha foi “a fada-madrinha”.

Pedro Granger viaja dentro de semanas para a cidade de Goa, na Índia, onde vai gravar algumas cenas para a telenovela ‘Imperius’, cujo elenco integra.

ÊXITO POR MERO ACASO

O êxito do actor norte-americano James Gandolfini, o Tony da série ‘Os Sopranos’, prova que às vezes o encontro com uma profissão pode acontecer por mero acaso.

Um dia, em Nova Iorque, Gandolfini, que trabalhou como porteiro e depois empregado de bar, acompanhou um amigo às aulas de representação. Foi assim que se introduziu no meio e acabou por se formar na arte de representar. Já America Ferrera, a jovem protagonista da série ‘Betty Feia’, cuja segunda edição começou a ser exibida na SIC, passou no casting graças a um pequeno incidente com um copo. A sua atrapalhação revelou ao produtor que diante si estava uma jovem divertida, humana e “muito real”. As peripécias em redor dos castings são tantas que Dalila do Carmo fez uma peça intitulada ‘Nós depois telefonamos’. “O objectivo era parodiar um pouco com a situação, porque muitas vezes os actores vão aos castings e recebem sempre a mesma resposta: ‘Gostámos muito. Nós depois telefonamos.’ E nunca dizem mais nada...”

PASSOS DA CARREIRA

CAMALEÓNICA

Mariana Monteiro prepara o seu próximo desafio na TVI, a novela ‘Imperius’, que vai substituir ‘Ilha dos Amores’. Habituada a mudar de visual, tornou-se morena, com uma longa trança preta, e recebe aulas de postura e dança para dar credibilidade ao papel de indiana.

A VISÃO DA MÃE

“A mãe de Inês Castel-Branco teve muita visão para perceber as potencialidades da filha. Nem todos os pais têm esta sensibilidade”, conta Ana Borges. Hoje, explica a ex-manequim, já não é tão habitual surgirem nas agências pais a inscrever os filhos. São estes a contactar a agência e a candidatar-se. Os pais só tomam conhecimento da situação quando se confirma que, realmente, os filhos têm hipóteses.

FECHADO NA CASA DE BANHO

Quando fez a audição para o papel de ‘Dr House’, Hugh Laurie estava na Namíbia a filmar ‘Flight of the Phoenix’. Cansado das filmagens e do calor africano, o actor bebeu uma garrafa de uísque, fechou-se na casa de banho do hotel e filmou a sua interpretação do médico viciado.

Ao ver o vídeo de Laurie, o autor, Bryan Singer – que tinha decidido recusar actores britânicos –, ficou fascinado com o sotaque genuinamente americano de Hugh Laurie e escolheu-o de imediato. O que Singer não sabia é que Hugh Laurie é natural do Reino Unido e concorrera ao casting a pensar que House era uma personagem secundária. Mais tarde, com as filmagens, os produtores descobriram que a imagem de Laurie era também sedutora.

MARIA VIEIRA: AUDIÇÃO POR ANÚNCIO

Foi “por paixão” que entrou na profissão, num tempo em que os castings eram designados por ‘audições’ e reservados a quem fizesse parte do meio artístico. Um anúncio no semanário ‘7ete’ levou-a a uma audição no Teatro Adoque.

Maria Vieira tornou-se actriz por “amor à representação” num tempo em que a profissão parecia “inatingível”. Hoje, lamenta, “os jovens querem ser actores quase exclusivamente para serem famosos”.

DALILA DO CARMO: A IMPORTÂNCIA DO CASTING

Para Dalila Carmo todos os castings são “marcantes” porque eles são “a base” do seu trabalho. Em cada um deles é preciso “prestar provas”, “mostrar talento”. Há castings e castings. E pensa que alguns não passam de “exercício de autoridade”, “voyeurismo” ou “fachada”, porque quem se procura já está escolhido. “Há 15 anos pediram-me que dançasse com uma esfregona”, conta. “Mas há dias fiz uma audição de uma hora. Foi quase um ensaio.”

INÊS CASTEL-BRANCO E MARIA JOÃO BASTOS: 'PÉROLAS DE ANA BORGES'

Directora da Elite Portugal, Ana Borges recorda-se bem do dia em que Luísa Castel-Branco e a filha Inês lhe entraram pelo gabinete adentro. “Recebi uma mãe muito despachada que me queria apresentar a filha, uma rapariga tímida que se encolhia e se escondia atrás do cabelo. Assim que a vi percebi que tinha à minha frente um diamante em bruto. Nunca trabalhou muito como modelo, não era muito alta e não tinha ‘aquelas medidas’. Mas a relação com a câmara começou a afirmar-se e hoje ela brilha no palco e no ecrã.”

Quem bateu também à porta de Ana Borges foi uma miúda de cabelo curto e uns “incríveis olhos azuis”, a Maria João Bastos. “Não era muito alta e já tinha 18 anos. Dois factores que jogavam contra ela”, recorda a responsável da Elite Portugal. Mas, explica, “pela primeira vez quebrei as regras de ouro da Elite Internacional e aceitei-a na agência”. Para Ana Borges, a “maturidade” da actriz foi “um trunfo” na sua carreira. Hoje ela é uma das actrizes “mais reconhecidas do mercado nacional”.

Correio da manhã

Sábado, 1 de Setembro de 2007

Tomás deixado pela namorada

Tomás Santos anda mesmo a viver uma fase bastante complicada na sua vida privada. Depois de, na última semana ter sido detido sob acusação de ter sequestrado e roubado Valdemar Cavalheiro, de 30 anos, o actor acaba agora de ficar sem a namorada.

 

Vitória Guerra, que interpretou a personagem ‘Rute’, na série ‘Morangos com Açúcar’, terminou a relação que mantinha com o jovem na sequência do escândalo policial que o envolveu. “A relação já não andava muito bem”, conta um colega dos dois actores, salientando que Vitória Guerra há muito que desejava colocar um ponto final no namoro. “Só precisou de um motivo e não queria estar associada ao escândalo desta semana”, acrescentou a mesma fonte ao Correio Vidas.

Triste com o fim deste relacionamento, Vitória Guerra acabou por tirar partido da situação. É que a jovem foi procurar consolo junto do seu ex-namorado, Miguel Bogalho, com quem também contracenou nos ‘Morangos com Açúcar’. O actor vestiu a pele do personagem ‘Cristiano’.

No entanto, parece caricata esta aproximação, já que o motivo que levou ao fim do romance entre Vitória Guerra e Miguel Bogalho foi a falta de tempo.

Apesar disso, os dois actores sempre mantiveram a amizade e, agora, o ‘ex-Morango’ parece ser o grande pilar na vida de Vitória Guerra que, de um momento para o outro, viu Tomás Santos ser envolvido num caso de sequestro e roubo. O triste acontecimento desiludiu a jovem que há algum tempo se tinha desinteressado do namorado.

MIGUEL É O OMBRO AMIGO

Miguel Bogalho, que já tinha namorado com Vitória Guerra, é agora o seu principal apoio. Depois de se separarem, os actores mantiveram a amizade.

Correio da Manhã

Sexta-feira, 31 de Agosto de 2007

Morangos viram alfacinhas e gravam na Escola Maria Amália

Adeus ‘Colégio da Barra’, adeus ‘meninos da Linha’! O cenário escolar da telenovela juvenil da TVI ‘Morangos com Açúcar V’ passou para o centro de Lisboa.

 

Liceu de Lisboa servirá de palco à novela juvenil da TVI

 

Os ‘moranguitos’ abandonaram Cascais, tornaram-se ‘alfacinhas’ e “estudam agora no ensino público, decorrendo as gravações na Escola Secundária Maria Amália Vaz de Carvalho”, como revelou ao CM Pedro Lopes, que coordena a equipa de autores da novela, na Casa da Criação.

A quinta série de ‘Morangos’ começa em meados de Setembro, sucedendo a ‘Morangos Com Açúcar – Férias de Verão IV’. “Quisemos trazer um ambiente novo à novela, algo mais urbano. Nesse sentido, trocámos o colégio de Cascais por uma escola pública de Lisboa”, explica o responsável.

Segundo Pedro Lopes, ‘Morangos com Açúcar V’ é “uma renovação completa. Muda a escola, os professores e quase todos os alunos”. E acrescenta: “O tipo de personagens também muda, serão mais citadinas! E os protagonistas são cinco amigos”. Desta vez, não está previsto haver gémeas. Continuam na novela os actores Joana Santos (Sara), João Pedro Silva (João), David Miguel Mesquita (Pulga), Filipe Noronha (Gabriel) e Teresa Ovídeo (Beatriz), a única ‘mãe’ que ‘sobrevive’ às férias de Verão e se mantém no elenco. Correio da Manhã

 

Segunda-feira, 27 de Agosto de 2007

Deslumbrada com conta bancária

É sem dúvida a figura televisiva do momento. E Diana Chaves sabe isso muito bem. De tal forma que não está minimamente preocupada com o lado perverso da fama. Pelo contrário. Da menina que começou por fazer natação de competição à actriz mais mediática dos últimos tempos, muita coisa mudou. Até a sua maneira de estar na vida.

Hoje Diana Chaves quer aproveitar o que a popularidade lhe traz. Não só protagonismo mas, sobretudo, o aumento da sua conta bancária. “A Diana já disse a muitos colegas que não se preocupa com as polémicas que possam acontecer consigo. O que lhe interessa é facturar”, contou uma amiga da ‘Mónica Machado’ da telenovela ‘Ilha dos Amores’.

E a verdade é que Diana Chaves tem aproveitado os escândalos criados à sua volta para se autopromover. De muito lhe serviu os rumores de um alegado romance com Cristiano Ronaldo, bem como o ‘casa-separa’ com Rodrigo Menezes. Aliás, foi à custa do actor que Diana Chaves se tornou conhecida.

Para a ‘1.ª Companhia’, José Eduardo Moniz precisava de um rosto bonito (e, sobretudo, um corpo escultural) para embelezar os soldados do seu novo ‘reality show’. E quem melhor do que a desconhecida namorada de Rodrigo Menezes? Desde então a sua vida nunca mais foi a mesma e as posições inverteram-se. Rodrigo Menezes passou a ser o namorado de Diana Chaves e a beldade a ver uma carreira parada em ascensão.

Fez produções ousadas para a ‘Maxmen’, onde deixou os portugueses de boca aberta com o seu corpo escultural, e participou na mediática série ‘Morangos com Açúcar’.

Uma rampa de lançamento para a sua carreira de actriz, que parecia correr sobre rodas. Mais tarde foi convidada para participar na telenovela ‘Ilha dos Amores’ e, em vez de ter mantido a discrição dos velhos tempos, mudou de postura.

Tanto que, neste Verão, Diana Chaves foi o assunto do dia em quase toda a imprensa cor-de-rosa. Desde o pseudo-romance com Cristiano Ronaldo à eventual reaproximação a Rodrigo Menezes, tudo ajudou a actriz a estar na berra e a somar convites para publicidade e eventos, onde faz valer – e bem – a sua presença, paga a peso de ouro. Diana Chaves foi convidada para publicidade aos mais variados tipos de marcas e não recusou nada.

Resta saber se, depois de tanta aparição mediática, a imagem da rapariga que ficou conhecida na ‘1.ª Companhia’ vai continuar a valorizar-se ou conhecer o efeito ‘queda-livre’ por que Merche Romero passou.

É UMA FIEL SEGUIDORA DE MERCHE ROMERO

Se neste Verão é Diana Chaves quem mais dá que falar e a sua imagem está por todo o lado, no anterior foi Merche Romero a grande estrela. A apresentadora do programa ‘Factor M’ viu-se catapultada de um momento para o outro. Todas as marcas queriam a sua imagem e os espaços batalhavam pela sua presença. Esta ascensão teve um padrinho, claro. Desde que a sua relação com Cristiano Ronaldo se tornou pública que Merche Romero era solicitada para qualquer local e o seu cachet sofreu grandes alterações.

Antes do mediático namoro, a manequim podia ir confortavelmente a qualquer evento sem cobrar nada e até dar a cara por campanhas apenas por solidariedade. Mas rapidamente o caso mudou de figura e a sua popularidade foi sinónimo de cachets elevados, que se fazia pagar por qualquer acontecimento. Mesmo por emprestar a sua imagem por uma campanha a apelar à doação de sangue, Merche Romero cobrou. Como isso não bastasse, uma marca de chá viu na manequim uma boa forma de promover o seu produto. O curioso é que a bebida é originária da Madeira, terra natal do ‘puto maravilha’.

DO 'REALITY SHOW' PARA OS 'MORANGOS COM AÇÚCAR'

Após conquistar o segundo lugar no ‘reality show’ da TVI, o canal de Queluz de Baixo requisitou-a para integrar o elenco da série ‘Morangos com Açúcar’. Estava assim lançada a sua carreira como actriz, em parte devido a uma beleza física inegável. Fez par romântico com Francisco Adam (o ‘Dino’) e, antes de a participação de ambos terminar, o actor morreu num acidente de viação. A produção já havia decidido que os dois actores não continuariam na série.

Sábado, 25 de Agosto de 2007

Cláudia Vieira: casamento é mentira

 

A Vera da novela "Ilha dos amores" ficou tão surpreendida como os portugueses quando leu que se ia casar, após o final das gravações, no Brasil. O dito artigo, publicado num jornal nacional, anunciava o enlace para Novembro, num local paradisíaco, algures no Nordeste brasileiro. E o cenário sugerido até seria digno de um filme, com Cláudia Vieira a surgir na praia, montada a cavalo, e o namorado Pedro Teixeira à espera. Uma imagem semelhante à ocorrida na primeira série de "Morangos com açúcar ", com Pipo (João Catarré) e Joana (Benedita Pereira), mas que não corresponde à realidade, mesmo que futura. "É tudo mentira, até porque jamais me casaria longe da minha família e amigos ", afirmou a actriz. O casal começou a namorar, após ter protagonizado um dos pares românticos de "Morangos". Juntos há cerca de dois anos, Cláudia e Pedro revelam grande cumplicidade, mas não fazem do casamento uma obsessão.

Ainda sou nova para pensar em casamento

Da ‘Mónica’ dos ‘Morangos com Açúcar’ não tem nada, apenas ganhou alguns tiques. Helena Costa confessa-se uma ‘maria-rapaz’ adepta incondicional do desporto e acredita que está no caminho certo. Depois de ter trabalhado na moda, começa a dar provas de que poderá ser uma referência no panorama artístico nacional.
Namora há 3 anos mas ainda não pensa em casar

Correio Vidas – As gravações da telenovela ‘Doce Fugitiva’, em que interpreta a personagem ‘Patrícia’, já terminaram. O que pretende fazer a seguir?

Helena Costa – Estou indecisa. Ou vou para o estrangeiro tirar um curso, ou me inscrevo em Arquitectura. Posso ainda fazer teatro ou um outro projecto que apareça. Tenho feito alguns castings para televisão. Já tive uma proposta para teatro, mas tenho de pensar na minha vida.

– Mas o que lhe agradaria fazer?

– Uma telenovela em que tivesse uma personagem que me aliciasse bastante. Mas diferente da ‘Mónica’, dos ‘Morangos’.

– É visível que essa personagem não tinha nada a ver consigo...

– Nada mesmo. Adorei fazê-la, tive ataques de riso, e até ganhei alguns tiques. Na ‘Doce Fugitiva’, a personagem era mais calma, deu mais ‘pica’ porque era sincera. A ‘Mónica’ dava para brincar, mas com a ‘Patrícia’ tinha de mostrar credibilidade. E isso foi complicado.

– Os ‘Morangos’ foi o melhor que lhe aconteceu na carreira?

– Não sei se posso dizer isso. Foi bom, uma rampa de lançamento. Conheci muitas pessoas, fiz grandes amigos. Ainda me dou diariamente com alguns deles, como o João Cajuda, Jessica Athayde, Marta Faial, Joana Duarte. Também porque durante meio ano ainda fizemos uma peça que se chamava ‘Ao Ritmo da Amizade’, o que nos juntava todos os dias.

– É conhecida como actriz mas foi na moda que começou a trabalhar...

– Durante nove anos fui manequim, andei pelo estrangeiro, mas sempre na esperança de um dia tornar-me actriz.

– Qual foi o trabalho que mais gostou de fazer como manequim?

– Já fiz de tudo, desde Portugal Fashion, Moda Lisboa, anúncios, catálogos. Mas adorei duas viagens: a primeira e a última. À Grécia, tinha eu 17 anos, onde fiquei lá um mês e aprendi muita coisa. Fui num intercâmbio de manequins. A última foi à Coreia do Sul, tinha 22 anos, onde me diverti muito. ‘Bate’ umas saudades enormes cada vez que me lembro.

– Os seus pais, apesar de separados, aceitam bem a sua entrada na moda?

– Sempre acharam que eu tinha capacidade. Era muito vaidosa, apesar de ser um pouco ‘maria-rapaz’. Apenas me pediram para eu tirar o 12.º ano, e eu sempre fui muito responsável. Disse-lhes que ia tirar um curso e vou fazê-lo. O problema é que tenho tido sempre trabalhos e esse projecto tem sido adiado.

– E na representação?

– A minha mãe adora. O meu pai é mais do tipo de dizer ’vê lá se é isto que queres para a carreira, cuidado com os estudos’.

– Durante um ano ainda frequentou a universidade, para tirar Desporto. Depois desistiu...

– Se não tiver projectos, estou a pensar inscrever-me ainda neste ano no horário pós-laboral. No entanto, como não existe Desporto nesse horário, talvez vá para Arquitectura, área de que sempre gostei. Assim posso conciliar uma novela com os estudos.

– Diz que era ‘maria-rapaz’...

– Sempre fui muito irrequieta, com um estilo ‘maria-rapaz’, talvez por estar na área do Desporto na secundária. Vestia-me com uma ‘sweat’ e calças de ganga.

– Mas hoje é precisamente o contrário, é muito feminina...

– Claro, pois o público avalia-nos todos os dias, há que ter cuidado.

– Vive sozinha há alguns anos. Custou deixar a casa dos pais?

– Claro que não. Já era responsável e consegui a independência total. A partir do momento em que fui para o estrangeiro sozinha, com 17 anos, também cresci um pouco. Regressei sã e salva, melhor do que estava. Agora tenho uma vida mais stressante, se calhar precisava mais do apoio dos pais, apetecia-me chegar a casa e ter a comida feita.

– Não gosta de viver sozinha?

– Gosto. Já partilhei casa durante muitos anos. Na minha primeira casa em Lisboa éramos cinco amigas, cada uma com a sua mania. Depois fui para uma residência do Erasmus, no tempo da faculdade, era tudo a falar alto, diverti-me imenso. Mas depois decidi ir viver sozinha. Gosto de ter as minhas coisas, fazer os meus horários, ter as coisas arrumadas. Apenas sinto a falta da família, apesar de a minha irmã viver em Carcavelos.

– Que recorda da sua infância?

– De brincar muito com a minha prima, da escola, de querer ser manequim. Não o dizia a ninguém, guardava para mim. Lembro-me de uma vez vir de Braga, depois de os meus pais me terem inscrito no curso de manequins e de eu vir no carro a dizer que estava ansiosa por contar às minhas amigas. Os meus pais pararam o carro e disseram que eu não ia dizer a ninguém. ‘Se tiveres sorte, tens, mas isso não é virtude nenhuma’, afirmaram. E isso hoje faz sentido na minha cabeça. Nesse aspecto sempre foram impecáveis, nunca me deixaram deslumbrar-me.

– Tem namorado? Ele também é actor?

– Tenho, mas não é do meio.

– Não sendo do meio, compreende a sua profissão?

– Cada vez mais. Conheci-o um ano antes de entrar nos ‘Morangos’. Namoro há três anos e ele chama-se Pedro.

– É uma relação estável mas não vive com ele?

– Ele ainda vive com os pais.

– Não está interessada em dar esse passo?

– Ele se calhar vai para o estrangeiro tirar um curso, depois quer tirar o mestrado, por isso acho que ainda não é a altura certa.

– Não fazem questão de aparecer juntos em público...

– Ele acha uma seca aparecer nos eventos, ter de posar para a fotografia. Eu vou porque gosto de estar com os amigos.

– O Pedro é a pessoa certa?

– Talvez. Nunca se sabe.

– Sonha com o casamento?

– Sim, de forma tradicional. O que interessa é ter vida estável, casar, ter filhos. Mas acho que ainda sou nova.

– Como é o seu dia-a-dia?

– Quero sempre fazer 20 coisas ao mesmo tempo. Vivo sozinha, tenho de limpar, cozinhar, pagar coisas. Sou completamente independente há quatro anos, a moda proporcionou-me isso, mas não aconselho ninguém a viver só da moda.

– Lembra-se do que comprou com o primeiro ordenado?

– Foram cem mil escudos. Comprei um rádio-leitor de cassetes para a minha irmã e uma depiladora. Senti-me a maior do Mundo.

REFLEXO

Correio Vidas – O que vê quando se olha ao espelho?

Helena Costa – Vejo a Helena Costa e se estou bem ou não.

– Gosta do que vê?

– Depende da altura dos dias, se estou maquilhada ou não. Sem maquilhagem estou mais bem-disposta.

– Alguma vez lhe apeteceu partir o espelho?

– Não, até porque dá azar.

– Quem é que gostava de ver reflectido no espelho?

– A Sarah Jessica Parker, no que diz respeito à carreira, postura, estilo. Isto apesar de nunca ter ambicionado ser parecida com alguém.

– Um momento marcante na sua vida?

– Trabalhar para a Grécia durante um mês. Tinha 17 anos. Foi a primeira vez que viajei para o estrangeiro como manequim.

– Uma pessoa de referência?

– O meu pai. As meninas são mais apegadas aos pais.

– Qualidade e defeito?

– A qualidade é ter um bom coração, mole de mais às vezes, querer ajudar. Defeitos tenho dois: um é o mau-humor matinal, e, às vezes, nem me suporto a mim mesma. Mas faço meia-dúzia de coisas e dez minutos depois já está tudo bem; a outra é ser muito exigente por achar que nunca nada está perfeito. Isso chateia-me.

– Preocupa-se muito com a imagem?

– Um pouco, mas não sou obcecada.

– Mudava alguma coisa na sua imagem?

– Não. Coloquei aparelho nos dentes mas foi por questões de saúde.

PERFIL

Nasceu a 13 de Agosto de 1982, em Santo Tirso, porque, segundo conta, a mãe tinha lá uma amiga que era enfermeira. Aos 14 anos, deixou Vizela para viver na Figueira da Foz, após a separação dos pais. Nessa altura decidiu tirar um curso de representação e de moda, em Braga. “Depois fui para Lisboa, onde imediatamente entrei para a agência Central Models, mas acharam que era muito nova. Fui para a Elite, onde estou há dez anos”, conta Helena Costa, revelando: “Durante nove anos fui manequim, andei pelo estrangeiro, mas sempre na esperança de um dia tornar-me actriz.” Aos 20 anos, participou em alguns programas no Canal Viver e SMS TV. Um ano depois, ingressa na universidade para se formar em Desporto. No entanto, achou por bem desistir no segundo ano. Em 2005, surgiu a oportunidade de participar na série da TVI ‘Morangos com Açúcar’. Até fazer parte do elenco da novela ‘Doce Fugitiva’, Helena Costa fez ainda uma peça de teatro, ‘Ao Ritmo da Amizade’. A actriz escolheu que o seu olhar fosse fotografado no seu espelho de mala.

«Morangos» vão dar filme

 

 

A série da TVI «Morangos com Açúcar» vai passar para o grande ecrã, revelou hoje o director-geral da estação, José Eduardo Moniz, num encontro com jornalistas.

 

 

 

Do projecto sabe-se pouco, apenas que está em fase de arranque», e que a estação está «empenhada» em fazer o filme para estrear «brevemente» nos cinemas.

Moranguito «sempre metido em sarilhos»

Os vizinhos de Tomás Santos garantem que o actor é «mafioso»

 

Tomás Santos

 

 

Os vizinhos de Tomás Santos, o actor da série «Morangos com Açúcar» que foi preso por roubo e sequestro, garantiram ao jornal «Correio da Manhã» que desde miúdo que o actor é «mafioso».

 

O jornal foi ao bairro onde Tomás cresceu, em Cascais, e os vizinhos, que preferiram o anonimato, contaram que o actor «só se mete em sarilhos, é mal-educado, arrogante e que anda com más companhias».

«Tomás já quis agredir uma proprietária de um café depois desta se ter recusado a servi-lo por ter sido mal-educado», contou um dos vizinhos ao «Correio da Manhã».

Mas nem todos dizem mal do actor. O jornal falou com a proprietária de um cabeleireiro da zona onde Tomás mora que disse gostar dele por ser «calmo e reservado».

Tomás Santos não prestou declarações porque «tem ordens para não falar à imprensa», contou a mãe do rapaz ao «Correio da Manhã».

Quinta-feira, 23 de Agosto de 2007

Tomás Santos detido por envolvimentos em sequestro

 

Tomás Santos, actor da série juvenil da TVI «Morangos com Açúcar», foi detido na passada terça-feira à noite pela PSP de Cascais, na sequência de suspeitas de roubo e sequestro, segundo noticia hoje o jornal Correio da Manhã. O tribunal fixou-lhe, Termo de Identidade e Residência.

 

Tudo se passou, segundo relata o jornal, quando um carro-patrulha da PSP de Cascais foi mandado parar na Av. Marechal Carmona pelo condutor de um veículo onde se encontravam cinco pessoas. Este, Valdemar, acusava os restantes de o terem roubado e sequestrado.

Entre o grupo dos acusados estava o actor, de 19 anos, Tomás Santos.

«A vítima avistou um carro patrulha da PSP e ultrapassou-o pela direita colocando-se em frente à viatura policial. Depois, saiu do carro e disse que tinha sido sequestrado», revelou fonte policial ao site Portugal Diário.

Segundo o jornal 24Horas, Tomás e o grupo de amigos que o acompanhava terão abordado Valdemar na rua, por causa de uma dívida que o rapaz teria para com um deles.

O actor e os três amigos, conta o jornal, passaram a noite de terça para quarta-feira nos calabouços da PSP do Estoril, e foram presentes a um juíz ontem à tarde.

Segundo o 24 Horas, alegada vítima, Valdemar, tem 30 anos e está referenciado pela polícia, com cadastro desde os 15 anos por assaltos a domícilios e estabelecimentos.

Manequim e actor

Tomás Santos tornou-se conhecido do grande público em «Fala-me de Amor», telenovela da TVI onde interpretou Gonçalo, um dos filhos de Joana (Sílvia Rizzo) e Zé Maria (Pedro Lima).

No concurso, também da TVI, «Canta por Mim» deu a conhecer os seus dotes vocais ao lado de FF.

Entrou para o elenco de «Morangos com Açucar» na quarta temporada da série, onde interpreta David.

Tomás Santos teve ainda uma pequena participação na série, da TVI, «Clube das Chaves».

 

Sábado, 18 de Agosto de 2007

Saudade nos Moranguitos

Com o fim das gravações dos ‘Morangos com Açúcar IV – Férias de Verão’ a saudade começa a instalar-se no elenco da série juvenil da TVI. As cenas na barragem de Salvaterra de Magos, cenário do agitado Xcape Bar, foram as últimas para alguns dos actores que irão abandonar o projecto.




Os sentimentos não podiam ser mais contraditórios durante a recta final das gravações de ‘Morangos com Açúcar’. Enquanto prevalecia a animação pela cena em que ‘Rute’ desafia oito amigos a entrar num carro para validarem um novo recorde e assim poderem ajudar pessoas desfavorecidas, nos bastidores já se começava a falar de abandono.

Depois de cerca de um ano de trabalho e com o fim de mais uma temporada da novela, chegou a hora de alguns ‘Moranguitos’ deixarem o projecto que os iniciou no panorama televisivo. Nuno Janeiro, ‘Sam’, e Isaac Alfaiate, ‘André’ são alguns dos que se retiram, admitindo que “na hora da despedida a saudade começa sempre a pesar”. Apesar disso, ambos ficaram contentes com o destino dos seus personagens, uma vez que tanto ‘Sam’ como ‘André’ acabam por ficar com as suas respectivas namoradas, ‘Luna’ e ‘Sofia’. Para os que saem do elenco, as férias são o único projecto que por enquanto têm em mente.

As gravações da V temporada de ‘Morangos com Açúcar’ já começaram e nem todas as personagens de Verão ficam enterradas na areia. ‘Pulga’, ‘Sara’ e ‘David’ continuam no elenco com o regresso às aulas marcado já para Setembro.

ÚLTIMAS CENAS

A cena em que oito personagens entram para um carro teve que ser preparada ao milímetro pela equipa, evitando eventuais atropelos. Os veículos de quatro rodas foram, aliás, um dos protagonistas desta temporada das férias de Verão, retratando o gosto dos jovens pelo tuning.
Sábado, 4 de Agosto de 2007

«Becas» de volta ao pequeno ecrã

 

A actriz Sara Prata, a «Becas» da série «Morangos com Açúcar», vai voltar aos ecrãs de televisão brevemente.

 

 

Sara sabe que vai fazer parte de um dos novos projectos da TVI, cujo nome ainda não foi revelado

Domingo, 29 de Julho de 2007

Melanie C conquista os fãs moranguitos

Os actores de ‘Morangos com Açúcar – Série de Verão IV’ não se podem queixar dos convidados que volta e meia recebem. Há poucas semanas gravaram com os cubanos Orishas. Ontem foi a vez da britânica Melanie C, que encantou os fãs ‘moranguitos’, bem como dezenas de figurantes. A cena foi gravada nos cenários do ‘Xa-Vi Bar’, nos estúdios da NBP, em Vialonga.

‘Xavier’ ( Gonçalo Santana) e ‘Beatriz (Teresa Ovídeo) dançaram ao som da cantora

Na banda sonora de ‘Morangos com Açúcar’ podemos escutar o seu tema ‘I want Candy’, o mesmo que Mel C cantou ontem nas gravações. A actuação entusiasmou o elenco, que dançou sem mostras de cansaço e sempre a seguir a batida. Tudo correu bem, para agrado do realizador, Hugo de Sousa.

Melanie C tornou-se conhecida quando integrou as Spice Girls, a banda feminina britânica mais famosa dos anos 90, autora de êxitos como ‘Mama’ e ‘Spice Up your Life’.

Melanie C (o ‘C’ vem do apelido Chisholm) é inglesa, tem 32 anos e, depois da extinção das Spice Girls, em 2000, lançou-se a solo, com grande êxito. Já vendeu mais de três milhões de discos dos seus álbuns ‘This Time’, ‘Beautiful Intentions’, ‘Reason’ e ‘Northern Star’. Há um mês a banda feminina revelou que voltará este ano a gravar um disco.

A cena, que a NBP ainda não sabia ontem quando irá para o ar, integra o casalinho ‘Xavier’ (Gonçalo Santana), dono do bar, e ‘Beatriz’ (Teresa Ovídeo), entre muitos outros actores do elenco. Mel C concluiu, em português: “Fantástico!”

À saída a cantora recebeu uma carta de dois clubes de fãs portugueses: Movimento Melanie C e Red Girl Team, que pediam novos concertos.

EM OLHÃO A 15 DE AGOSTO

Melanie C anunciou ontem o seu regresso a Portugal. “Vou-me embora amanhã [hoje] para estar presente num casamento durante o fim-de-semana. Mas é por pouco tempo! Volto a 15 de Agosto para cantar em Olhão”, confirmou. A ex-Spice fará uma actuação no encerramento do Festival de Marisco de Olhão, no Algarve, que decorre de 10 a 15 desse mês. “Estou bastante contente com a minha carreira a solo. Sinto-me muito realizada e quero prosseguir depois de gravar o novo álbum das Spice Girl’ [‘The Greatest Hits’], que deverá sair lá para o Natal”, confirmou.

A cantora antevê que depois da gravação do futuro disco, que reúne os maiores êxitos da famosa banda feminina, “as Spice Girls não deverão continuar juntas, porque já seguiram as suas vidas, formaram família, tiveram filhos”. Melanie C concluiu: “Nunca pensei que voltássemos a juntar-nos e sinto-me muito orgulhosa das Spice Girls.” Correio da Manhã

"Os miúdos dos 'Morangos' têm uma força incrível"

 

Quando, em 1994, subiu ao palco do Festival de Avignon, com 'Ay Carmela', a crítica francesa qualificou-a de "pérola rara". E em Paris se manteve - trabalha há 15 anos em França - até surgir agora o convite para interpretar "Beatriz Carvalho", personagem da telenovela 'Morangos com Açúcar', da TVI. Num intervalo de gravações da novela, Teresa Ovídio fala da sua experiência e planos profissionais.

 

"Os miúdos dos 'Morangos' têm uma força incrível"

Dentro de uma semana inicia as filmagens da fita de João Botelho, 'Corrupção', baseada no livro de Carolina Salgado. Sempre acompanhada por Mati, o filho de cinco anos que está a aprender as primeiras palavras em português, Teresa Ovídio admitiu que ficará por cá enquanto surgirem propostas de trabalho.

Jornal de Notícias|Quem é a Teresa Ovídio para a crítica francesa?



Teresa Ovídio|
Digo sempre que sou portuguesa mas insistem em pensar que sou italiana ou espanhola. E, modéstia à parte, tenho excelentes críticas de coisas que faço em teatro. Os críticos gostam de mim, o que também se deve à qualidade das peças em que tenho entrado. Começou tudo com 'Ay Carmela', que já foi representada 800 vezes.


Porque rumou a França?
Comecei por ir sozinha, aos 18 anos, para ter aulas de dança. Hoje teria escolhido Nova Iorque, onde adorei passar quatro meses. Como comecei em França, houve uma certa sequência de acontecimentos. A vida passa depressa e o trabalho começou a aparecer. E acabei por ficar em Paris. Aprendi a gostar da língua só recentemente. Mas estar cá, faz-me pensar porque parti e me sinto bem lá.


Pensa fixar-se em Portugal?
Estou a gostar imenso de trabalhar cá. Gostava imenso de continuar.
Mas apetece-me voltar para lá também. Vou para onde me dão trabalho. Sou muito nómada. Em Paris mudo de casa quase todos os anos.


Conhecia os "Morangos"?
Não.

Teve oportunidade de assistir a algum episódio?
Vi duas ou três vezes.

Agradou-lhe o que viu?
Tenho gostado. Há um certo aspecto lúdico. É uma série cada vez mais adaptada aos problemas do dia-a-dia. Os miúdos têm uma força incrível. Alguns não sabem se virão a ser actores mas sentem aquilo que estão a fazer. E esforçam-se ao máximo.

Os jovens actores pedem-lhe conselhos ou ajuda?
Ajuda não diria. Mas falamos muito. Ser actor é para a vida inteira. E acho que é isso que eles pretendem. No meu caso, não me via a fazer outra coisa. Mas é preciso preserverança.


Questiona-se?
Imenso. Todos os dias. O que me leva a dizer que sou actriz ao contrário daquela que pensa que pode ser. Questiono-me se estou a dar o meu melhor. Se terei alguém excelente que ma dirija.

Tal como a personagem, já se apaixonou por alguém mais novo?
Não. Até gosto de pessoas mais velhas. Gosto deles bem mais velhos. Mas tenho uma relação óptima com o pai do meu filho, que tem cinco anos. Chama-se Mati.

A "Beatriz" continua para além desta temporada?
Pode manter-se. Não quero responder a essa pergunta.

Implica contrapartidas?

Implica uma cedência de uma parte e de outra. Também tenho compromissos em Paris.


Alguma peça de teatro?
Sim, este ano formei uma companhia de teatro com Jean-Marie Galey, que é o pai do meu filho. Conhecemo-nos em cena na 'Ay Carmela' e estamos juntos há 10 anos. Vamos trabalhar durante três anos Tchékhov, com actores do leste e talvez alguns portugueses.


Recebeu outros convites por cá?
Vou trabalhar com o João Botelho, num papel de advogada, no filme 'Corrupção'.


Sabe a história em que se baseia o filme?
Conheci há pouco tempo. Mas não comento. Gostava muito de trabalhar com o João Botelho. É um desafio muito grande.


Conhece alguém do elenco?
O Nicolau Breyner. Nas poucas cenas em que o vejo numa novela à noite, acho-o muito bom actor. Já com a Margarida Vila Nova, por acaso, foi muito giro. Passei um serão com ela na primeira semana em que estava cá. Ela não sabia quem eu era e vice-versa. Dá-me a sensação que deve ser muito boa actriz.


Vai ser possível conciliar as filmagens com os 'Morangos'?
Se vai… No filme não tenho um grande papel. Isso gostava eu.

Jornal de Noticias

Merche com açúcar

 

 

 

 

A bela Merche Romero chegou cheia de energia ao pavilhão Rota dos Móveis, em Lordelo, Paredes, para apresentar um espectáculo muito especial. Dirigida a um público juvenil, a noite começou com a actuação dos alunos da Dance4Kids, que dançaram alguns dos temas preferidos da apresentadora.

A meio, uma surpresa: Nuno Janeiro, Sara Salgado, Tiago Carreira e Sara Prata (o Sam, a Filipa, o Lourenço e a Becas de “Morangos com Açúcar”) também subiram ao palco para gáudio da plateia. Aí, Merche usou da sua experiência em directos televisivos e soube puxar a conversa, proporcionando até a interacção entre os fãs e seus os ídolos.

Fã da novela

 

“Quando estou em casa, dou sempre uma espreitadela nos ‘Morangos’, pois tenho na novela algumas pessoas conhecidas, com quem já me cruzei em trabalhos”, contou. Uma participação na novela da TVI está posta de parte: “Estou na RTP, mas não ponho de parte um dia experimentar a representação. Já o fiz, mas não foi para o ar, pois não consegui terminar a minha prestação. Mas eu não gosto de fazer grandes planos, por isso é melhor as coisas acontecerem primeiro para depois falarmos”.

Em mais um evento apresentado por ela, Merche Romero voltou a estar confiante, lidando bem com o improviso. “Foi exactamente nas últimas três semanas que me soltei. Até aí tinha muita coisa que me prendia. Agora sinto-me solta e isso reflecte-se no meu trabalho”, reconheceu.

 

 

O mais assediado “Felizmente as pessoas gostam do Lourenço, talvez porque é muito desastrado, gosta de toda a gente e é muito engraçado. É óptimo!”, afirmou Tiago Carreira, após a chuva de piropos. Pelo meio, o jovem até recebeu um pedido de casamento de uma adolescente de 14 anos, mas será que ele aceitaria?

“Se for só por gostar do Lourenço, não. Mas se for pelo Tiago... Contudo, não estou a planear isso”, confessou timidamente. Na ficção, Lourenço perdeu a namorada e “agora está a querer ajudar a Luna. Já descobriu que não é um ET, mas não sei o que virá a seguir”, desvenda Tiago, deixando adivinhar uma eventual saída da produção da TVI.

 

Fã até chorou!
O seu papel em “Morangos com Açúcar” pretende sensibilizar a sociedade para as limitações de um deficiente motor que use uma cadeira de rodas para se deslocar, e parece que está a resultar. Em Paredes, Nuno Janeiro, de 29 anos, deparou com um grupo de jovens que, “em choque”, quase se ajoelharam à sua frente, não parando de chorar. “Foi a primeira vez que me aconteceu, mas, para mim, é muito positivo, pois significa que o Sam chega ao coração deles.”

Sábado, 28 de Julho de 2007

Antigos Morangos de regresso a casa

Pelo segundo dia consecutivo os estúdios da NBP receberam convidados famosos para gravarem episódio de ‘Morangos com Açúcar’. Depois de Melanie C, ontem foram as presenças de Angélico, dos D’ZRT, e de FF (Fernando Fernandes) que provocaram a surpresa entre o elenco da série juvenil da TVI.

Os artistas cantaram em dueto para os colegas

 

Os ‘ex-moranguitos’ aproveitaram a participação nas gravações para promoverem o último single de FF que, curiosamente, conta com a participação do colega dos D’ZRT. O ‘Xa-Vi Bar’, que pertence a ‘Gonçalo’, foi o local escolhido para os dois jovens cantarem para todo o elenco o tema ‘A Música Nasce Para te Poder Levar’. A ambiciosa ‘Tânia’, assim como a histérica ‘Rute’, foram apenas algumas das personagens que subiram para a barra do bar, dançando em ritmo acelerado.

As fãs também apareceram e mostraram que, apesar de recente, já têm a letra do novo single na ponta da língua. As cenas gravadas nos estúdios de Vialonga vão para o ar no início de Agosto.

Apesar de a série se destacar pela presença de caras novas em cada temporada, tanto FF como Angélico manifestaram-se felizes por voltarem a viver uma experiência semelhante à que lhes deu oportunidade de representar, sublinhando sempre o talento dos colegas que os sucederam.

Actualmente FF está a promover o novo álbum de norte a sul do País, enquanto Angélico continua a actuar com os D’ZRT.

ANGÉLICO NEGA TRAIÇÃO

A recente viagem de Angélico ao Brasil, que gerou muita especulação sobre um possível relacionamento com a apresentadora da TV Record Eliana, foi segundo o cantor “uma maneira de explorar aquilo que se faz por lá e aproveitar para fazer alguns contactos”. Confrontado com a questão de uma crise na relação com Rita Pereira, o artista afirmou estar num momento calmo da vida, desmentindo que alguma vez tenha conhecido a apresentadora brasileira. Em relação a projectos de trabalho, o antigo protagonista de ‘Morangos’ adiantou que, de momento, não tem nada de concreto, apesar de ter realizado testes de imagem no Projac, o centro de produção da Globo no Rio de Janeiro.

Correio da Manhã

Sábado, 21 de Julho de 2007

Ana Guiomar: Sinto que eu e o Diogo estamos a crescer juntos

Ana Guiomar

 

Aos 18 anos, Ana Guiomar já não é mais a menina que se tornou popular na série ‘Morangos com Açúcar’. Mais madura, a actriz falou ao Correio Vidas sobre a história de amor com o namorado, nos bastidores da mediática série da TVI, da vida em Lisboa e dos sonhos para o dia em que será muito rica, dona de um iate e de uma casa com 30 guarda-roupas.
Correio Vidas – Está em cena com a peça ‘Confissões de Adolescente’. Aos 18 anos, ainda se sente uma jovem rebelde?

Ana Guiomar – Pelo contrário, sempre fui calminha, nunca passei por aquelas rebeldias de fumar cigarros atrás do pavilhão, nem tive namorados na escola. Era muito caladinha e só era mais calona para estudar. Se calhar perdi um bocadinho com isso. Tenho o 12.º ano por completar, mas é uma coisa que quero fazer já para o ano. Mas agora vou descansar.

– Acabou as gravações da série da RTP 1 ‘Conta-me como Foi’. Vai de férias?

– Vou tentar ir a Barcelona com uma amiga, e depois vou ficar por cá a fazer praia, que é uma coisa que não dispenso. Também estou a pensar ir à Holanda. O meu ex-padrasto vive lá, e até já tenho um quartinho meu em casa dele.

– E com o namorado [o actor Diogo Valsassina], não vai tirar uns dias?

– Infelizmente, não vai dar. O Diogo está a gravar a ‘Ilha dos Amores’ e não posso ir de férias com ele, mas vamos aproveitando os fins-de-semana em comum para fazer qualquer coisa diferente.

– A vossa história é engraçada, conheceram-se nos ‘Morangos’, onde faziam um par romântico. Foi amor à primeira vista?

– Não foi nada amor à primeira vista. Para mim, ele era um colega absolutamente normal. Com o tempo é que nos fomos aproximando, talvez por causa da idade. E, depois, fazermos de par romântico foi uma benesse que a produção nos deu. Nessa altura já namorávamos.

– Pensa que é para a vida?

– Claro que quando uma pessoa está apaixonada diz que sim, que é o amor da nossa vida, mas se não for vai ser um grande amor da minha vida. Mas não penso muito nisso, sou muito nova. Ainda não penso em casar e ter filhos, mas adorava ter 80 anos e a casa cheia de filhos e netos.

– Como é a vossa relação?

– Temos uma relação engraçada, cumprimos as funções de namorados, mas somos amigos e um bocadinho irmãos. Sinto que estamos a crescer juntos.

– Até há pouco tempo vivia em Torres Vedras. Como foi a mudança para Lisboa?

– Já precisava de mudar. Como não tinha carta de condução, passava a vida a apanhar o autocarro para Lisboa. A adaptação não foi nada complicada. Desde pequena que sempre fiz tudo sozinha, por isso, para mim, sair de casa foi fácil, e até gosto das tarefas domésticas, de passar a ferro e de cozinhar.

– A participação nos ‘Morangos’, e depois na novela ‘Tempo de Viver’, deu-lhe alguma independência financeira. O que comprou com o primeiro ordenado?

– Foi a minha cabina de hidromassagem. Entrei numa loja, nem sabia que aquilo existia, mas quis logo levar. Ainda hoje funciona muito bem.

– Como foi passar da Ana Guiomar anónima para uma pessoa que toda a gente conhece?

– Nunca senti muito aquela coisa do ‘ai, não posso sair à rua’, mas também porque morava em Torres Vedras. A minha vida era gravar e apanhar o autocarro do Campo Grande para casa. Continuei a fazer uma vida normal.

– Até onde quer chegar na carreira? O que sonha para o futuro?

– Não faltar trabalho já é muito bom, mas quero fazer de tudo, desde a boazinha à vilã. Claro que sonho em ser muito rica, ter um iate e uma casa com 30 guarda-roupas, mas não faço grandes planos.

REFLEXO

Correio Vidas – O que vê quando se olha ao espelho?

Ana Guiomar – Olho-me ao espelho quando acabo de tomar banho, portanto vejo-me lavadinha. Acho que é importante olharmo--nos ao espelho mas numa perspectiva menos física e não naquela do ‘ai, meu Deus, sou tão bonita!’.

– Gosta do que vê?

– Com 18 anos, se não gostasse daquilo que vejo, acho que quando tivesse 30 ia ser uma depressão. Sempre fui muito insegura, mas mais naquela fase da escola. Hoje em dia já não sou assim.

– Nunca lhe apeteceu partir o espelho?

– Não, até porque há a superstição de que partir um espelho é equivalente a sete anos de azar.

– Antes de sair de casa vê-se sempre ao espelho?

– Claro, é obrigatório. Acho que todas as mulheres fazem isso.

– Quem gostaria de ver reflectido no espelho?

– Se calhar uma senhora da limpeza, isso queria dizer que não tinha de fazer as coisas da casa sozinha.

– Um momento marcante na sua vida?

– Quando tirei a carta de condução, há sete meses. Foi uma sensação de liberdade, o grito do Ipiranga. E, claro, o nascimento dos meus dois irmãos, que são a coisa que eu mais amo.

– Uma pessoa de referência?

– A minha avó, que ainda é viva, graças a Deus, e que até aos 120 anos há-de ser. É a pessoa que ainda hoje me dá conselhos e com quem passo o dia inteiro no sofá a ver as ‘Tardes da Júlia’ e a comer as comidinhas caseiras que ela me faz.

– Qualidade e defeito?

– A minha maior qualidade é ser muito bem-disposta, que hoje acho que é muito bom. O defeito é a insegurança, sempre foi. Antes era uma insegurança a nível de tudo, roupa, acho que passou um bocadinho com a idade.

PERFIL

Ana Guiomar nasceu em Lisboa há 18 anos, mas foi em Torres Vedras que passou a juventude. Filha de uma maquilhadora de televisão, desde miúda que se habituou às luzes da ribalta. Na L’Agence desde os 11 anos, fez trabalhos de manequim e participou na série ‘Segredos de Justiça’. Ainda assim, ninguém se lembrava dela quando entrou nos ‘Morangos’. Desde então nunca mais parou. A TVI não desperdiçou o talento e contratou-a para uma outra novela. Em ‘Tempo de Viver’, Ana Guiomar contracenou com nomes como Alexandra Lencastre e, no final, não ficou de braços cruzados. A actriz terminou recentemente as gravações para a série da RTP1 ‘Conta-me Como Foi’ e está em cena com a peça ‘Confissões de Adolescente’. A actriz foi fotografada em frente ao espelho de eleição de sua casa.

Correio da Manhã

Domingo, 27 de Maio de 2007

Novos actores e muita aventura na série de Verão



Com o final das aulas a aproximar-se, chega mais uma série de Verão dos «Morangos com Açucar».

Caras novas e novos episódios que misturam temas da actualidade e muitas aventuras, na praia, debaixo de um sol escaldante vão marcar a temporada.

As irmãs nadadoras salvadoras, Camila e Carolina Castro, interpretadas por Ana Ferreira e Paula Santos vão ser a nova atracção da Praia do Paredão, na nova série que estreia já em Junho.

Ao todo, são dezasseis os actores que reforçam a série de Verão, entre eles destacam-se mais um par de gémeas, Catarina e Raquel Jacob, interpretadas pelas irmãs Guedes, que apesar de serem iguais são muito diferentes.

A nova temporada de «Morangos com Açúcar» prepara-se para prender a atenção dos telespectadores mais jovens em tempo de férias escolares e para isso conta com a participação de: «Nicolau Macedo» (interpretado por Marcantonio del Carlo) um homem austero que se apaixona pela vizinha; «Renata Saraiva» (Joana Alvarenga), uma jovem manipuladora, que ambiciona ser famosa; «Ricardo» (Pedro Carvalho), um rapaz que não liga aos estudos, só quer saber de desporto; entre outros.


 

Com um enredo renovado, os novos «Moranguitos» prometem refrescar este Verão com novos amores e desamores, muitas peripécias e desportos radicais, na série que é líder de audiência junto do público juvenil desde que se estreou, em 2003.


Morangos: As novas apostas da série de Verão

Sol, praia e duas arrebatadoras nadadoras salvadoras, vão ser a nova atracção da série de Verão de ‘Morangos com Açúcar’, que estreia já em Junho na TVI.

A beleza e a simpatia das irmãs Camila e Carolina Calisto, interpretadas por Ana Ferreira e Paula Santos, de 24 anos, e ambas seleccionadas por casting, prometem refrescar os veraneantes da Praia do Paredão na série que é líder de audiência junto do público juvenil desde que se estreou, em Setembro de 2003. Ana Ferreira teve o primeiro contacto com a ficção quando participou em alguns episódios de ‘Saber Amar’. Mais tarde integrou o genérico da novela ‘Tempo de Viver’, na TVI e passou pelos ‘Pastéis de Nata’, na RTP 2. Quem também se estreia nos ‘Morangos’ é Paula Santos, que fez anúncios publicitários para o Millenium, Intermarché, Continente e Actívia.

Com uma fórmula simples, 16 novos actores, e novos episódios que misturam alto astral, temas da actualidade e muita aventura com escalada, rappel, canoagem, rafting e surf. A nova série de ‘Morangos com Açúcar’ está preparada para prender os telespectadores mais jovens em tempo de férias escolares. E enquanto o elenco se refresca, também o enredo da série se renova ficcionando temas reais, como os que envolveram actores da série. À semelhança do que aconteceu com Tiago Felizardo, o actor de 17 anos, que convalesce após ter sido golpeado com um copo num espaço de diversão nocturna de Lisboa, a quarta série de Verão de ‘Morangos com Açúcar’ vai incluir num dos seus episódios uma agressão numa discoteca. Na tentativa de fazer uma produção com acontecimentos verosímeis, a equipa de guionistas da Casa da Criação escreveu também um episódio com um acidente de viação, talvez remetendo para o fatídico desastre onde Francisco Adam, outro actor desta série, perdeu a vida.

(...)

NOVAS PERSONAGENS

PATRÍCIA OLIVEIRA: A AMBICIOSA

Colega de curso de Ricardo, seu namorado, Patrícia frequenta Engenharia Mecânica, o único curso onde conseguiu entrar...Trabalha no bar de Xavier por passatempo. Não olha a meios para atingir os fins.

RICARDO CARVALHO: O DESCONTRAÍDO

Filho de pais separados, Ricardo não se dedica aos estudos nem tem planos para o futuro. Viciado em adrenalina, pratica desportos radicais aumentando sempre o risco a que se expõe.

RENATA SARAIVA: FOTÓGRAFA

Quer ser fotógrafa profissional e usa este hobby para se aproximar de gente famosa, a sua grande obsessão. É uma jovem manipuladora, problemática, mas muito carente.

O ELENCO

Ao todo, são 16 novos actores que reforçam a série de Verão. Entre eles destacam-se mais umas gémeas, Catarina e Raquel Jacob, que vão interpretar as irmãs Guedes. Da série antiga transitam 30 actores.

ACTORES QUE CONTINUAM EM CENA: JOVENS, ESTUDANTES E AVENTUREIROS

ISAAC ALFAIATE: ANDRÉ

É filho de jornalistas e estuda na Barra.

MARIANA MARTINHO: SÍLVIA

Gémea de Rita, estuda Desporto no Colégio da Barra.

MARGARIDA MARTINHO: RITA

A gémea rebelde de Sílvia estuda na mesma turma.

FRANCISCO BORGES: J.P.

Estudante e baterista dos 4 Taste.

LUKE D’EÇA: ED

Vocalista e letrista dos 4 Taste, estuda Artes na Barra.

NUNO JANEIRO: SAM

É paraplégico, mas nadador.

NICOLAU MACEDO: O VIÚVO

Marco António del Carlo é o engenheiro florestal que vive para o trabalho e os filhos. Austero, apaixona-se pela vizinha.

O JOVEM ACTOR TIAGO FELIZARDO, DE 17 ANOS É O MANUEL NA SÉRIE DA TVI: AGREDIDO EM DISCOTECA

Na ida a uma discoteca de Lisboa, Tiago Felizardo, de 17 anos, o Manuel dos ‘Morangos’, foi violentamente agredido. O jovem actor foi festejar o aniversário do irmão mais velho, Bruno, com este, a irmã Sara e um amigo, António Neves, quando um homem jovem o empurrou e atacou violentamente com um copo no sobrolho, atacando ainda os outros três. Tiago foi hospitalizado e suturado com 70 pontos. O actor não vai integrar a nova série de Verão.

MORTE AO VOLANTE DO AUTOMÓVEL

Francisco Adam, uma das revelações da série, tinha 22 anos quando morreu ao volante do seu automóvel minutos depois de ter saído de uma discoteca. em Alcochete, a 16 de Abril de 2006. A autópsia revelou a presença de substâncias ilícitas no organismo.

ATROPELAMENTO EM ALMADA

Pedro Teixeira, actor que integrou o elenco de ‘Morangos com Açúcar’, pôs-se em fuga depois de ter atropelado um fotógrafo na noite de 5 de Maio de 2005. O acidente ocorreu numa zona de estabelecimentos nocturnos em Almada.

SUCESSO PARA DURAR

FÉRIAS DE VERÃO II (42,1% SHARE)

A segunda temporada de Verão foi a mais bem sucedida em termos de share. A audiência foi de 11%.

MORANGOS III (13,1% SHARE)

A série ‘Geração Rebelde’ foi vista por 1.238 milhão de espectadores. Foi também a mais criticada.
Correio da manhã
Terça-feira, 22 de Maio de 2007

Só exames escolares preocupam Tiago

O ‘Manuel’ de ‘Morangos com Açúcar’ foi atacado na madrugada de domingo, tendo sido suturado com 70 pontos no rosto. O pai do actor classifica a agressão de “um acto bárbaro” e “premeditado”. O jovem de 17 anos terá de ser submetido a, pelo menos, duas cirurgias.

Tiago Felizardo passou mal a noite, com muitas dores e uma grande preocupação: os exames que se avizinham. O ‘Manuel’ de ‘Morangos com Açúcar IV’, da TVI, foi na madrugada de domingo atacado com um copo de vidro e teve de ser suturado com 70 pontos no rosto. O jovem actor terá de ser submetido a, pelo menos, duas cirurgias.

“Teve uma noite péssima, cheio de dores, e está muito preocupado com as aulas. O meu filho fez um esforço muito grande para conciliar os estudos e as gravações da novela. Agora acha que vai ser complicado conjugar os exames com as operações que terá de fazer, sobretudo se coincidirem. Tem medo de perder o ano”, conta ao CM Rui Felizardo, pai do actor.

“O facto de ontem [anteontem] ter falado bastante fez com que o rosto inchasse e o médico aconselhou-o a ficar calado e a pôr gelo. O Tiago tem recebido muito apoio dos colegas e amigos”, adianta.

Quando em 2005 o jovem decidiu abraçar a carreira artística, o pai impôs-lhe algumas condições. “Enquanto fosse um excelente aluno podia fazer o que gosta, ser actor. Quando baixasse as notas o trabalho teria de ser interrompido. Ele tem sido um aluno brilhante. O Tiago já tinha terminado a quarta temporada da novela e não ia participar no especial ‘Férias de Verão’ precisamente porque coincide com os exames”, diz o pai do ‘moranguito’.

No meio do infortúnio, Rui Felizardo considera-se “um homem feliz” porque tem “os filhos vivos, em casa. Foi um enorme susto. A polícia já está a ver as cassetes e, estou certo, vão identificar quem fez isto aos meus filhos. A Sara também foi atacada, levou 12 pontos no braço. Foi uma atitude premeditada e o que aconteceu não pode voltar a repetir-se, seja com quem for. Foi um acto bárbaro”, diz o pai de Tiago, que volta a ser visto amanhã pelos médicos do Hospital de São José. Só então se saberá quando o jovem actor será operado.

A TVI, que soube pormenores do estado de saúde de Tiago através da NBP, produtora da novela juvenil, diz ao CM que “o elenco para a quinta temporada de ‘Morangos com Açúcar’ ainda não está fechado, pelo que não podemos acrescentar mais nada sobre a inclusão ou não” do actor no formato.

CORRECÇÕES CIRÚRGICAS

Vítor Fernandes, cirurgião plástico, diz ao ‘CM’ que “com 70 pontos no rosto só por milagre não será necessário fazer correcções cirúrgicas” e explica que a gravidade das cicatrizes depende da direcção do corte. “Este tipo de golpes é feito ao acaso e é natural que tenha feridas múltiplas e algumas delas mal orientadas”. Por isso, o cirurgião plástico e secretário-geral da Sociedade Portuguesa de Cirurgia Plástica e Reconstrutiva Estética prevê que Tiago venha a necessitar de fazer cirurgia correctiva: “Habitualmente são duas intervenções, uma de correcção e outra para uniformizar a face. Terá de esperar entre três a seis meses e só nessa altura se poderá operar. Se o corte apanhou um nervo o caso é mais complicado e a recuperação será mais lenta.”
Correio da Manhã

.mais sobre mim


. ver perfil

. seguir perfil

. 14 seguidores

.pesquisar

.Dezembro 2007

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.Últimas:

. Empregada baril de quem t...

. Anónimos na mira dos caça...

. Tomás deixado pela namora...

. Morangos viram alfacinhas...

. Deslumbrada com conta ban...

. Cláudia Vieira: casamento...

. Ainda sou nova para pensa...

. «Morangos» vão dar filme

. Moranguito «sempre metido...

. Tomás Santos detido por e...

. Saudade nos Moranguitos

. «Becas» de volta ao peque...

. Melanie C conquista os fã...

. "Os miúdos dos 'Morangos'...

. Merche com açúcar

.arquivos

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

.tags

. a bela e o mestre(6)

. alexandra lencastre(29)

. alinne moraes(8)

. ana guiomar(5)

. angelico vieira(16)

. angelina jolie(20)

. antonio pedro cerdeira(13)

. band(8)

. barbara guimaraes(6)

. barbara norton de matos(5)

. belissima(9)

. benedita pereira(6)

. brad pitt(13)

. britney spears(8)

. canta por mim(4)

. carolina dieckmann(5)

. catarina furtado(20)

. caua reymond(9)

. cesar peixoto(11)

. christina aguilera(6)

. cinha jardim(5)

. claudia semedo(5)

. claudia vieira(28)

. cleo pires(7)

. cristiano ronaldo(29)

. dalila carmo(9)

. dança comigo(11)

. dani(7)

. daniela mercury(5)

. daniela ruah(13)

. danielle suzuki(6)

. deborah secco(7)

. deixa-me amar(9)

. diana chaves(22)

. diogo amaral(10)

. doce fugitiva(5)

. dzrt(6)

. elsa raposo(7)

. fala-me de amor(4)

. fernanda serrano(15)

. floribella(13)

. francisco adam(5)

. francisco penim(5)

. gato fedorento(7)

. globo(25)

. gloria pires(4)

. guilherme berenguer(4)

. helena isabel(4)

. henri castelli(4)

. herman josé(4)

. ilha dos amores(16)

. imperius(7)

. ines castel-branco(6)

. ines simoes(4)

. isabel figueira(34)

. ivete sangalo(4)

. jennifer lopez(5)

. jessica athaide(4)

. joana duarte(11)

. joana solnado(13)

. joão reis(9)

. jose fidalgo(6)

. juliana paes(6)

. luciana abreu(15)

. mafalda pinto(6)

. margarida vila nova(18)

. maria joão bastos(15)

. mariana monteiro(7)

. marisa cruz(8)

. melanie c(5)

. merche romero(46)

. morangos com açucar(51)

. nbp(5)

. operaçao triunfo(5)

. paixões proibidas(7)

. paula lobo antunes(6)

. paula neves(6)

. paulo pires(7)

. pedro granger(6)

. pedro miguel ramos(8)

. pedro teixeira(10)

. ricardo pereira(16)

. rita andrade(5)

. rita pereira(20)

. rodrigo menezes(6)

. rtp(43)

. rtp1(30)

. rtp2(5)

. ruy de carvalho(5)

. são josé correia(11)

. shakira(8)

. sic(71)

. silvia alberto(11)

. sofia alves(9)

. sonia araujo(6)

. soraia chaves(24)

. tempo de viver(9)

. tu e eu(8)

. tvi(126)

. vila faia(5)

. todas as tags

.Links:

blogs SAPO

.subscrever feeds