Sábado, 28 de Janeiro de 2006

Conhecido como irreverente, Rui Unas estreia-se hoje no concurso da SIC "Pegar ou largar"

"Sou muito menos radical do que julgam"


 


 


 


 


 


 


Apresentador diz que o essencial do concurso é a "tensão"


Até há uns meses, quando se falava de Rui Unas, pensava-se sempre num programa de características pouco usuais, "Cabaret da Coxa" de seu nome, que era exibido semanalmente na SIC Radical, o canal por cabo do universo SIC. E porque ali imperava o "experimentalismo" televisivo, sobretudo no campo do humor (foi também ali que nasceu o projecto "Gato Fedorento", por exemplo).Unas passou sempre a imagem de menino radical, pronto para tudo, desde que fosse surpreendente e engraçado. Mas, na semana passada, o JN foi até Paço D'Arcos, onde a SIC estava a gravar o novo concurso, "Pegar ou largar", que hoje estreia, onde um concorrente pode ganhar com alguma sorte 300 mil euros, e encontrou um apresentador que afinal é bem mais "conservador" do que parecia na SIC Radical.



[Jornal de Notícias] Alguma vez imaginou fazer um concurso com estas características para um canal generalista?



[Rui Unas] Nunca na minha vida. E quando soube que havia esta oportunidade eu peguei, nunca a poderia largar. É daquelas propostas que não se podem largar.



E onde fica aquela irreverência que o caracterizava, como da vez em que ponderaram colocar o retrato do então primeiro-ministro, Santana Lopes, na parede do estúdio onde gravavam "O Cabaret da Coxa", ao lado da Nossa senhora de Fátima e do "Menino da Lágrima"?

Aí fazia todo o sentido. A SIC Radical e a SIC generalista são da mesma família, mas são muito diferentes. A Radical é mais rebelde, tem como função fazer outro tipo de entretenimento, chegar a outros públicos. Mas agora também tenho espaço para brincar.



Quando é que descobriu esta transversalidade na apresentação, conseguir pisar dois mundos tão diferentes?

Honestamente, sinto-me muito confortável neste registo. Eu não sou tão radical quanto pareço. Sou até muito mais conservador do que pareço. No "Cabaret" tinha que puxar pelo meu lado irreverente, "no sense", desvairado até. O que me dava muito prazer, porque era quase libertador, quase exorcista. Aqui não. Posso estar ali no meio termo, alguma brincadeira, mas estou a fazer um programa generalista e com regras bem definidas.



Uma palavra que defina este concurso...

Acho que tensão é uma palavra que ajuda a resumir este concurso. E os programas que já gravámos são disso mesmo ilustrativos. Refira-se que este concurso tem dois momentos distintos. Um é para apurar os finalistas, mais divertido e descontraído, mas a segunda parte, a final do jogo, é um momento de grande tensão.



Também viveu a tensão do final de jogo de forma intensa?

A partir de um certo momento eu já não era o apresentador do concurso. Eu estava a jogar com a concorrente desta noite. Estava a suar das mãos. E foi paradigmático do que se quer com este programa tensão e emotividade. Está só nas mãos do concorrente decidir o seu sucesso no concurso, embora a parte das malas, no final, seja puramente aleatória.



Não há forma de controlar o processo?

Ninguém sabe qual é a mala premiada, excepto o "banco", que negoceia com o concorrente de forma a ver se ele "pega" ou "larga" a mala que escolheu como tendo o prémio. O finalista tem de ter nervos de aço para conseguir avançar neste concurso e conseguir um bom prémio. É precisa muita capacidade para aguentar a pressão.



E encontrou bem o seu registo para esta fase do concurso?

Isto tem muito a ver com a química que se estabelece com o concorrente. Cada um reage à tensão da sua própria maneira. O concorrente do último concurso que gravámos, aliás uma concorrente, petrificou. Eu toquei-lhe no braço e ela estava um bloco autêntico. É só uma questão de química pois cada jogador vai reagindo de forma muito própria às situações.


Fonte: Jornal de Noticias


 


 


 


 

Alexandra Lencastre na FHM


Já está nas bancas a edição de Fevereiro da revista FHM onde Alexandra Lencastre é capa. Depois de Marisa Cruz, agora foi a vez da actriz tirar a roupa para a revista masculina. A actriz, de 40 anos, foi fotografada pelo seu namorado, António Gamito, numa sessão que decorreu na Quinta da Penha Longa.


Alexandra Lencastre na capa da FHM


Image hosted by CashMoneyUploads.com


Image hosted by CashMoneyUploads.com


Image hosted by CashMoneyUploads.com


Image hosted by CashMoneyUploads.com


Image hosted by CashMoneyUploads.com


Image hosted by CashMoneyUploads.com


Image hosted by CashMoneyUploads.com


Image hosted by CashMoneyUploads.com


Image hosted by CashMoneyUploads.com

Sexta-feira, 27 de Janeiro de 2006

Fiona Bunnett: Na escola sempre me gozaram por ser alta e magra"

Tem medidas perfeitas (86/ 60/90 e 1,80m de altura), mas o que acaba por saltar à vista a quem se cruza com Fiona Bunnett é a sua postura firme, quase fria e inexpressiva, típica de quem nasceu em terras de Sua Majestade. Manequim desde os 16 anos, Fiona acabou por trocar o seu país de origem por Portugal e, quase dois anos depois de viver cá, não se sente minimamente arrependida. ?O estilo de vida aqui é completamente diferente do dos ingleses. Há menos stress, tudo é feito com outro ritmo, e estou mesmo muito feliz por estar aqui. Gosto das pessoas, do clima, da comida?, revela, entusiasmada, numa conversa feita num misto de inglês e português, onde as palavras que a manequim pronuncia melhor na nossa língua são ?baba de camelo e arroz-doce?, pecados calóricos a que Fiona não resiste. ?Em Inglaterra a alimentação não é muito boa, tem muitos fritos, muita gordura. Aqui é muito mais fácil manter a linha com o peixe grelhado, o frango...?, diz, quase a querer desculpar-se por não conseguir resistir a alguns doces.
Mas manter a linha não é tarefa difícil para Fiona. Sempre fez desporto, e antes de ser manequim até pensou que a sua vida profissional estaria ligada a esta área: ?Em Inglaterra fui campeã de tai kon do e pensei mesmo em seguir esta carreira ou outra coisa qualquer ligada ao desporto, porque também andava na academia de basquetebol. Ser manequim surgiu mesmo por acaso na minha vida.?

Um acaso totalmente inesperado, já que Fiona era, na escola que frequentava, o alvo de chacota preferido dos colegas: ?Em criança era gozada por todos por ser alta e magra, usar cabelo curto, enfim, ter este ar! Em Inglaterra estão mais habituados a mulheres baixas e gordas, e eu fugia completamente às regras?, explica, com um ligeiro sorriso nos lábios, acrescentando: ?Como eu me sentia uma miserável com tantas críticas à minha volta, a minha mãe inscreveu-me num curso de manequins para eu ganhar um pouco de auto-estima e, desde então, nunca mais olhei para trás e senti que o meu futuro estava ali.?
Em Portugal, Fiona continua a ser alvo de muitos olhares, mas já não repletos de críticas: ?Reparo que aqui as pessoas olham para mim porque eu sou diferente, por ser alta e loira, mas nunca senti um olhar maligno, invejoso. Desde que cheguei já fiz muitos amigos, as pessoas aqui são muito simpáticas e, além disso, eu sou muito calma e não incomodo ninguém.?
A tal postura fria e inexpressiva que referimos no início da entrevista foi-se transformando em pequenos sorrisos que provavam as nossas suspeitas: Fiona não é antipática, é, isso sim, muito tímida. ?Acho que sou como a maioria das pessoas, com os meus amigos sou muito descontraída, faladora e divertida, mas quando me sinto fora do meu meio, acabo sempre por me fechar e passar mais tempo calada a observar os outros. Acho que é normal que assim seja. Não sou mais calada por ser inglesa e por normalmente os britânicos serem assim mais coloquiais. Sou só tímida à primeira vista.?

Onde Fiona não pode mesmo ser tímida é na sua função de barwoman, que desempenha na discoteca Kapital. ?Estou lá quase todas as noites, e é um trabalho que me dá muito prazer. Acabo sempre por conhecer pessoas diferentes, fazer novas amizades. O mundo da moda deu-me e continua a dar-me a fantástica oportunidade de viajar por quase todo o mundo e conhecer outras culturas, aqui é outro mundo, mas também outras pessoas. Gosto muito do que faço, e até foi aqui que conheci o meu namorado!?
Técnico de som desta discoteca, o namorado de Fiona é português e um dos grandes responsáveis por a manequim já não querer voltar ao seu país de origem. ?Já estou a viver com o meu namorado, já tenho a minha vida organizada aqui. Claro que vou a Londres várias vezes matar as saudades que tenho da minha família e dos meus amigos, mas já só consigo ficar lá duas semanas, começo logo a sentir falta do estilo de vida continental, do estilo de vida português. Já me habituei a muitas coisas que vocês cá fazem, ao ir tomar café só para conversar um pouco com os amigos, já me habituei a este sol e a poder andar bronzeada, definitivamente, já não conseguia voltar ao nevoeiro e ao estilo de vida de Londres. Além de tudo, tratam-me muito bem aqui.?
Quando deixar de ser manequim, Fiona já tem uma ideia em mente para o seu futuro: ?Como gostava muito de continuar ligada à moda, gostava de vir a ser booker, porque acho que já aprendi muito neste mundo. A verdade é que não me imagino ligada a outra área qualquer.?

Sobre casamento e filhos é que Fiona não tem qualquer ideia definida, até porque, apesar do seu ar adulto e das fortes convicções profissonais, a manequim só tem 20 anos. Por isso, é com toda a ingenuidade e pureza que confessa: ?Ainda é muito cedo para pensar nisso. O que interessa é que sou uma pessoa muito, muito feliz... esse futuro logo se vê.?

Marisa Cruz e João Pinto já elaboram planos para o futuro do filho, joão

No lançamento do cartão de crédito com a assinatura da estilista Fátima Lopes, Marisa Cruz e João Pinto surgiram lado a lado, deixando-se fotografar sem reservas e assumindo o amor que os une. Um amor, todavia, que, defendem, não tem de ser assumido perante ninguém. “É algo natural nas nossas vidas e é encarado como tal”, afirmou João Pinto.



Um parecer corroborado pela manequim: “Cada coisa a seu tempo. O João ainda está numa fase complicada, para além de que gostamos de preservar a nossa intimidade. Nunca andámos escondidos, agora, é óbvio que nestes eventos possamos aparecer juntos. Gostamos da companhia um do outro e, como tal, é natural que nos vejam juntos. Quando estamos em locais longe da Comunicação Social, comportamo-nos como duas pessoas normais”, completou Marisa.


Questionados sobre o pequeno João – filho de ambos, com apenas quatro meses –, os olhos de Marisa e João ganharam um outro brilho, bem revelador dos pais babados que são. “Já estou mais habituada a deixar o João sozinho, pois está muito bem acompanhado. Está muito à vontade com a avó (mãe de João Pinto). Está na fase em que se ri muito, palra e dorme a noite toda, e agora já come papas. É um bebé muito tranquilo, não me posso queixar”, admitiu.


João Pinto já é pai de dois filhos, Diana, de 14 anos, e Tiago, de 17 anos, e como tal todas estas experiências da paternidade não o assustam. Por seu lado, Marisa vive um fenómeno próprio de quem experimenta uma felicidade inimaginável: já só se recorda da sua vida pós-maternidade. O bebé é tema central das suas conversas, e ambos concordaram em tudo sobre a educação que pretendem dar ao filho.


Embora o pai preconize que algumas coisas não conseguirão realizar, Marisa não desiste de acreditar. “Há ideias que tenho e que o João acha que não as irei conseguir concretizar. Como ele já é pai, já tem essa experiência, mas é óbvio que vou tentar à mesma.” Caso venha a optar pela moda ou pelo futebol, o bebé terá sempre bons exemplos na família.

Sara Aleixo, a Nova Imagem do Club Clínica das Conchas

A Sara Aleixo, bailarina e actriz profissional, é a nova imagem do Club Clínica das Conchas nas áreas de Medicina, Desporto e Terapias Complementares.




O Club Clínica das Conchas é uma Academia de Saúde cuja filosofia assenta no conceito basilar de “Medicina do Exercício”. Portanto, existe a possibilidade de programar e prescrever exercício físico , mediante a partilha de conhecimentos e do permanente contacto, entre o Médico e o profissional de Educação Física. O exercício físico é encarado como uma ferramenta complementar das outras terapêuticas e abordagens convencionais. A Medicina do Exercício interessa na prevenção e correcção/reabilitação da doença.

A Sara Aleixo, enquanto profissional do meio artístico, traduz-se numa individualidade versátil e completa, primando pelas suas várias qualidades em diversas áreas, como:


» Teatro

» Televisão

» Dança

» Desporto

» Moda


A versatilidade e apetência da Sara Aleixo pelas diferentes áreas enumeradas anteriormente representam de certa forma o espírito e filosofia do Club Clínica das Conchas, pois pretende-se a promoção de estilos de vida saudáveis com a ajuda dos programas multifacetados nas áreas de Medicina, Desporto, Reabilitação e Wellness.

Para alcançar os seus objectivos, a Sara conta com uma equipa multidisciplinar composta por um Médico (que faz a orientação em termos de Medicina do Exercício), uma Nutricionista, um Personal Trainer e um Terapeuta Ayurvédico.

Para além disso, a Sara Aleixo pratica diariamente as suas modalidades preferidas no Club Clínica das Conchas, entre as quais se destacam o Hip-Hop, Pilates e a Capoeira.

Em súmula, a Sara Aleixo consubstancia-se na individualidade oficial do Club Clínica das Conchas que representa o wellness concept que pressupõe a vitalidade, beleza, actividade e o culto da excelência.



A saúde em alta…


fonte: www.medicosdeportugal.pt/

Cameron Diaz agride paparazzi

Enquanto caminhava com o noivo, o cantor e actor Justin Timberlake, a actriz Cameron Diaz perdeu a paciência e foi pra cima de um paparazzi.


 



 


Isto ocorreu na última terça-feira, dia 24, em Park City, Utah, onde o casal se encontra para a estréia do filme 'Alpha Dog', em que Timberlake participa.


 


O casal queria passear pelo lugar, no entanto a actriz apercebeu-se da presença do fotógrafo George Pimentel, que os seguiu por vários lugares ao longo do dia.


 


Cameron enfurecida reclamou de Pimentel: "Porque não nos deixas a sós? Nós não estamos a trabalhar agora!". Por sua vez Justin não se quis meter, e manteve-se a margem de tudo.


 


Na ocasião Cameron tirou os sapatos e partiu pra cima do paparazzi.


 


 


 

Meg Ryan consegue adoptar bébé chinesa


A actriz americana Meg Ryan conseguiu cumprir o seu sonho de adoptar uma menina na China. Esta semana, as autoridades daquele país entregaram à actriz hollywoodiana a menina que tem menos de um aninho de idade.

A menina foi entregue à Ryan  num dos consulados norte-americanos do país asiático, onde Meg passou pouco mais de uma semana, a legalizar os documentos para levar a pequena para os Estados Unidos.

Meg Ryan já é mãe de Jack Henry, de 13 anos, filho o actor Dennis Quaid, de quem se separou há cinco anos.

A actriz já voltou para casa e descansa com a Jack e a filha adoptiva na sua residência de Brentwood, na Califórnia

'7 Vidas' em estreia na SIC

Estilo espanhol inspira nova ficção nacional


Patrícia Tavares é uma das estrelas da primeira produção de Teresa Guilherme para a SIC da era Penim. Formatos espanhóis, alternativos às novelas brasileiras, vieram para ficar.



A partir de domingo Patrícia Tavares passa a ser Laura, a prima vinda do Norte na série ‘7 Vidas’. Depois das experiências nas telenovelas, do teatro e do envolvimento na formação de actores, a actriz prepara-se agora para ser uma das protagonistas de uma ‘sitcom’, que em Espanha já vai no sétimo ano no ar, e sempre com óptimos índices de audiências. O sucesso conquistado em Espanha e a “qualidade” do formato terão sido mesmo as razões que levaram Teresa Guilherme e Francisco Penim – respectivamente directora para a ficção e director de Programas da SIC –a adquirir os direitos sobre a ‘sitcom’. ‘7 Vidas’, exibida em Espanha pela privada Telecinco, atingiu uma audiência média de 4.231 milhões de espectadores durante a última temporada e já conquistou o título de série mais longa da TV espanhola.

Esta não é, no entanto, a primeira produção espanhola a ser adaptada no nosso País. Já ‘Médico de Família’, que marcou a ficção nacional e foi exibida pela estação de Carnaxide, era baseada num original espanhol. Seguiram-se ‘Jornalistas’ e ‘A Minha Família é uma Animação’ (também na SIC), ‘Ana e os Sete’ e ‘Os Serranos’ na TVI. No final deste ano, a RTP1 junta-se à lista com ‘Conta-me como Foi’, uma série baseada no sucesso da TVE. Visível é assim a opção tomada pela ‘nova SIC’ face aos formatos em que vai apostar. E as novelas brasileiras parecem ter deixado de ser o rumo na estação de Carnaxide, apesar do acordo com a Rede Globo prever que a SIC continue a exibir pelo menos uma novela brasileira por ano.

A poucos dias da estreia, Patrícia Tavares, que se estreia com um contrato de exclusividade na SIC, após uma passagem pela TVI, confessa estar a construir a personagem de Laura. Colorida, com um corte de cabelo escadeado e uma pose ousada, a actriz não fica em nada atrás das suas congéneres espanholas. “Ainda estou a tentar conhecê-la melhor pois estamos a gravar apenas há uma semana e há coisas que vão surgindo. Por vezes há um gesto que ajuda a encontrar tudo o que precisamos para a personagem e noutras alturas estamos quinze dias à procura de algo. Julgo que as personagens só começam a ganhar vida quando te começas a soltar e perdes a vergonha. Os actores também têm vergonha, ao contrário do que se pensa”, afirma Patrícia Tavares. Sobre a sua saída da TVI, a actriz refere: “O tempo encarregar-se-á de trazer a verdade ao de cima. A minha saída foi da produtora NBP e foi uma situação complicada. Nunca cheguei a falar com o [José Eduardo]Moniz.”

Nos bastidores, há quem lembre que a zanga com a TVI foi provocada por uma abertura do ‘Jornal Nacional’, onde se afirmava que a actriz tinha sido afectada por um fenómeno paranormal que está ainda por explicar. Questionada pela Correio TV sobre o assunto, Patrícia Tavares apenas respondeu: “Não vale a pena entrar por aí. Não falo mais sobre o assunto.”

A série ‘7 Vidas’, com estreia marcada para domingo à noite, surge numa altura em que a ‘guerra das audiências’ está ao rubro. A SIC quer recuperar a liderança perdida para a TVI e a estratégia parece passar por um investimento nos rostos e formatos que fizeram sucesso na estação de Queluz. Para o crítico João Gobern, “a diversificação dos formatos é uma atitude inteligente da SIC. Por força da dinâmica do mercado espanhol, é natural que as televisões espanholas consigam produzir produtos de qualidade”, afirma.

Apesar da Lei da Televisão obrigar a que as estações de TV emitam metade da sua programação em língua portuguesa, nada obriga a que os formatos sejam originários do País. A adaptação de formatos é recorrente. E se as séries privilegiam o estilo espanhol, nas novelas vinga o género latino-americano. Os actores é que são sempre prata da casa. E em relação ao elenco da série ‘7 Vidas’, Patrícia Tavares, que também contribuiu para a realização dos ‘castings’, é da opinião que não podia ser melhor nem mais adequado: “O Mourato é brilhante. O Jorge [Corrula] é um dos melhores actores da nossa geração. Já acreditava muito nele desde os ‘Morangos com Açúcar’ (TVI). Agora que estou a trabalhar diariamente com ele acho que é muito bom actor mesmo. A Rita [Salema] já a conhecia e já trabalhei com ela. É uma grande actriz.”

Em relação a Teresa Guilherme, com quem contracenou na peça de teatro ‘A Partilha’ e que em ‘7 Vidas’ acumula a produção com a representação, Patrícia Tavares define-a de forma simples: “A Teresa [Guilherme] já deu provas como actriz. É uma mulher muito exigente, mas isso é bom. O nivelamento que impõe é acima da média.”

Laura, a personagem de Patrícia Tavares, terá um romance com Pedro, interpretado pelo ‘homem do momento’, Jorge Corrula, que deu o salto para a fama através de ‘O Crime do Padre Amaro’. Contudo, cenas similares àquelas feitas com Soraia Chaves estão fora de questão. “Ainda não sei como surge o romance da Laura com o Pedro, mas já diziam os antigos: Quanto mais prima, mais se...”, brinca. “A Laura é muito namoradeira, fresquinha. Não sei se será um romance que vai ser levado até ao fim. Acho que será mais a história do gato e do rato.” De facto, ousadias e garridices espanholas não faltam a esta série. Mas para o crítico de televisão Fernando Sobral o facto de ‘7 Vidas’ ter conquistado grande sucesso em Espanha não obriga a que o mesmo se repita em Portugal. “A SIC tem que procurar abrir outros caminhos para não estagnar. Esta talvez seja a primeira forma de fugir à hegemonia das novelas brasileiras. No entanto vai combater num terreno onde tem uma concorrência muito forte por parte da TVI. E vai procurar conquistar um público muito semelhante, que, neste momento, é fiel à TVI”, argumenta.

Por seu lado, o crítico Eduardo Cintra Torres defende que “nunca se pode ter a certeza do sucesso de um formato”, mesmo que ele esteja rotulado como um êxito no país de origem. “A SIC pretende variar a programação, o que, só por si, já é positivo. A aposta em programas de produção portuguesa poderá conquistar a simpatia do público, o que a TVI consegue fazer bem e a SIC não, pois, até aqui, os protagonistas da estação de Carnaxide têm sido brasileiros”, defende. Já para Teresa Guilherme, o interesse por esta série insere-se num objectivo a médio prazo definido para a SIC. A produtora e actriz (que fará o papel de Lurdes, a matriarca da série) mantém, todavia, os pés bem assentes na terra e avisa que ‘esta série é apenas o início de um caminho longo que se propôs a fazer juntamente com Francisco Penim e onde ‘7 Vidas’ e o concurso ‘Pegar ou Largar’ são apenas o primeiro passo.

TERESA GUILHERME

ESPANHÓIS ADAPTARAM-SE

- Porquê a opção por um formato espanhol de sucesso?

- O meu interesse por esta série já é uma paixão antiga. Julgo que a ficção feita em Espanha resulta em televisão de qualidade. Os espanhóis adaptaram-se à realidade de uma forma positiva. Trouxeram para a Europa ‘sitcoms’ de estilo americano, mas mais limpas e menos centradas num único protagonista.

- Que expectativas tem para ‘7 Vidas’?

- Para já a série vai correr sozinha, mas acho que as pessoas vão aprender a gostar.

- Existem mais projectos para a SIC?

- Há uma telenovela, que deverá começar lá para Março e o concurso do [Rui] Unas. Acredito que a novela vai ‘explodir’ mais depressa do que a série, uma vez que será diária. Isso vai com certeza ajudar.

PERFIL

Profissão: produtora e Apresentadora.

Idade: 47 anos.

Currículo: ‘BB’, ‘1,2,3’.

SÉRIES BASEADAS EM PRODUÇÕES ESPANHOLAS

'MÉDICO DE FAMÍLIA'

TELECINCO foi a estação espanhola que estreou este original, mais tarde adaptado para Portugal pela Endemol e exibida pela SIC, em 1999. ‘Médico de Família’ conquistou uma audiência média de 21% (cerca de dois milhões de espectadores) e um share de 52,3%, valores que lhe garantem o título de ficção portuguesa mais vista de sempre.

- Canal: SIC.

- Estreia: 5 de Janeiro de 1999.

- Audiência: 55,1 por cento.

- Share: 22,7 por cento.

'ANA E OS SETE'

ORIGINAL DA TVE, teve Alexandra Lencastre como protagonista da versão exibida pela TVI em 2003. Estreada em 2002 na TV espanhola, e produzida pela Star Line, esta versão rocambolesca de ‘Música no Coração’, teve como actriz principal Ana Obrégon, que também assinou a autoria da série ‘Ana y los Siete’.

- Canal: TVI.

- Estreia: 6 de Abril de 2003.

- Audiência: 34,8 por cento.

- Share: 11,5 por cento.

'OS SERRANOS'

FORMATO DA GLOBAL MEDIA foi adaptado com sucesso da TVI, numa versão que estreou a 05/06/05. Em Espanha ‘Los Serrano’ estreou em 2003 e ainda está em exibição na Telecinco. Premiada com vários galardões, esta série é uma das mais populares em Espanha e teve como actor convidado o português Paulo Pires.

- Canal: TVI.

- Estreia: 5 de Abril de 2005.

- Audiência: 35,5 por cento.

- Share: 10,2 por cento.

‘OS JORNALISTAS’

- Canal: SIC.

- Estreia: 25 de Fevereiro de 1999.

- Audiência: 34,5 por cento.

- Share: 16,7 por cento.

‘A MINHA FAMÍLIA É UMA ANIMAÇÃO’

- Canal: SIC.

- Estreia: 29 de Março de 2001.

- Audiência: 34,5 por cento.

- Share: 4,2 por cento.

OS NÚMEROS DO AUDIOVISUAL

50 POR CENTO EM PORTUGUÊS

A Lei da Televisão obriga a que os canais de TV dediquem um mínimo de 50% das suas emissões à difusão de programas em língua portuguesa. Dessa quota, 15% deve ser de programas criativos.

O ACTOR DA MODA

Paulo Pires é o português que mais se destaca em Espanha. Depois de ter participado em ‘Los Serranos’, onde fez o papel de dois irmãos gémeos, o actor voltou a ser convidado pela Global Media para protagonizar ‘Fuera de Control’.

RTP 1 ADAPTA SÉRIE DA TVE

A RTP1 está a gravar ‘Conta-me como Foi’, uma série baseada no sucesso espanhol ‘Cuenta-me como Pasó’, que estreou em 2001 na TVE.

40 MILHÕES DE ESPECTADORES

É o número da população em Espanha, onde existem cinco canais de emissão em sinal aberto. Dois canais da TVE, a televisão pública, e as privadas Telecinco, Antena 3 e Quatro. A estas acrescem várias televisões regionais.

CONCORRÊNCIA É POSITIVA

“Se tudo correr bem, se a telenovela que vem aí tiver sucesso, mais telenovelas e séries se seguirão. Com o tempo podemos estar a produzir três ou quatro telenovelas, tal como a NBP o faz agora”, avança Teresa Guiherme antes de fazer ainda um pouco de futurologia. “Com a entrada do Virgílio [Castelo] para a RTP vamos passar por uma fase muito boa da ficção nacional. Haverá oportunidades para muita gente. Apenas têm que estar preparados para mudar e fazer coisas diferentes. Tanta concorrência vai favorecer não só os actores, mas todos os envolvidos nas produções televisivas.”

PROBLEMA DE GUARDA-ROUPA

PATRÍCIA MUITO 'DESPIDA'

“Não gosto. A Patrícia [Tavares] está muito despida.” Foi esta a observação feita por Teresa Guilherme depois de chegar ao estúdio, durante a hora de almoço, e dar uma espreitadela nas cenas que tinham sido filmadas durante a manhã pelo resto do elenco. Chamando a si o papel de produtora da série, Teresa mostrou-se desagradada com uma cena em que Patrícia Tavares aparece usando apenas uma camisa de noite e obrigou à sua repetição.


Fonte: Correio da Manhã</aux></texto>

Fernanda Vasconcelos e Marjorie Estiano relaxam em Maresias

Fernanda Vasconcelos aproveita a praia em MaresiasFernanda Vasconcelos aproveita a praia em Maresias

As celebridades teen Fernanda Vasconcelos, a Betina de Malhação e Ícaro Silva, o Rafa e Marjorie Estiano, a Natasha, estiveram em Maresias visitando o espaço Veet. Eles se fizeram massagem, aproveitaram a ducha gelada e até brincaram de guerra de mar.

Os atores do folhetim conversaram e distribuíram autógrafos para os fãs. Os atores da novelinha global, incentivaram as meninas a participarem do concurso que elege a mais bela jovem do litoral paulista.

Para 2006, todos eles continuam com planos para a carreira. Ícaro continua na nova temporada de Malhação e Fernanda revelou ter uma novela em seus planos, mas “não vai dar detalhes”. Marjorie continua sua carreira de cantora e também espera “projetos” para o ano novo.

A jogadora de vôlei Shelda também deu uma passadinha pela praia baiana.

Fonte: Babado

A «Febre de Sábado de Manhã» na TV e em directo este sábado

O regresso do programa de rádio «Febre de Sábado de Manhã», 25 anos depois, decorre este sábado (dia 28) na Sala Tejo, do Pavilhão Atlântico, em Lisboa. O formato herteziano dá lugar a três horas de transmissão em directo pelos canais da RTP (nacionais e internacionais). Nesses 180 minutos de emissão desfilam 14 artistas sob o comando de Júlio Isidro. O apresentador concedeu mais pormenores do evento numa conferência de imprensa realizada esta quinta-feira no local do espectáculo.



O início está agendado para as 21:10 horas. A RTP assegura a produção técnica de todo o evento. As várias manobras no local dão conta do ultimar dos pormenores a menos de 48 horas.
Júlio Isidro revela-se tranquilo quanto a esta celebração dos 25 anos do programa. Nas três horas mágicas, o apresentador confessou a vontade de transportar a atmosfera de «4 ou 5 microfones, um palco estreito de 3 metros de fundo e uma assistência de 180 pessoas no primeiro programa» para algo de dimensões maiores.

A lendária imagem do colaborador da RTP (há 46 anos) indicou que «estamos no sítio errado», referindo-se à forte adessão que a iniciativa está a ter. Um espaço para pouco mais do que 2 mil pessoas sentadas está a receber os últimos preparos para uma audiência que equivalia nos anos 80, a meio milhão de jovens em 3 anos (52 semanas de programas).

Júlio Isidro reage às hipotécias perdas na passagem do registo rádio para televisão. O apresentador indica ainda que «não quero que o «Video Killed the Radio Star», dos The Buggles, se torne realidade», dado que a «televisão não traz o mistério, de um progrma transmitido num sistema miserável (analógico)», e o que as pessosas ouviam era «o que sobrava dos ruídos».

Para sábado, Isidro pretende uma continuidade da máxima de um programa para «gente jovem de todas as idades». Depois dos cinemas Nimas e Alvalade, pavilhões como o Gimnodesportivo de Alvalade, Belenenses, Quimigal, Praça de touros de Vila Franca de Xira, Estádio do Bessa, Tróia, Açoteias, e finalmente o Estádio de Avalade numa reunião de 50 mil pessoas, a 23 de Maio de 1981, que acabou por ser o único espectáculo pago pelo público, a «Febre de Sábado de Manhã» regressa à noite. Pelo menos até se confirmar uma segunda edição, segundo adianta o representante da RTP, João Nuno Nogueira.

Na sessão nostálgica do próximo sábado, o programa inclui nomes como Táxi (não actuam há 20 anos), Trabalhadores do Comércio (elementos vivem entre Vigo e Inglaterra), Grupo de Baile (Júlio Isidro recorda um necessário «pi» num dos temas numa altura «em que não existia o stand up comedy»), Adelaide Ferreira (com «Baby Suicida»), Lena d`Água (com «Sempre Que o Amor me Quiser»), Jáfumega (só com a presença de Luís Portugal) bem como duas homenagens surpresa a António Variações e Carlos Paião. O final será com a actuação dos FisherZ.

Os bilhetes para o espectáculo custam 5 euros, sendo que os fundos revertem na totalidade para a Associação Nacional de Doenças Mentais e Raras, dado que também a Sociedade Portuguesa de Autores abdicou dos seus direitos.


Fonte:Diário Digital

«Noddy ao Vivo» regressa a Portugal no final de Abril

O espectáculo «Noddy ao Vivo» para crianças regressa a Portugal a partir do final de Abril, numa iniciativa da Elec3city que levará o musical a Lisboa, Porto e Guimarães, foi hoje anunciado.



O «Noddy Live» constituiu sucesso em 2005, tendo os 27 espectáculos que se realizaram no Porto, na Casa da Música, e em Lisboa, no Pavilhão Atlântico, esgotado rapidamente.
Com uma assistência que somou cerca de 75 mil espectadores, «Noddy ao Vivo» regressa agora pelas mãos da Elec3city, que investiu cerca de um milhão de euros para apresentar o espectáculo em três cidades.

O boneco que faz as delícias dos mais pequenos (e dos mais velhos) vai estar de novo no Pavilhão Atlântico a 29 e 30 de Abril e segue, depois, para o Pavilhão Multiusos de Guimarães, onde pode ser visto a 3 e 4 de Maio.

O Coliseu do Porto é o último paradeiro desta segunda visita do Noddy, com sessões a 6 e 7 de Maio.

A história do «Noddy Live» gira em torno de uma máquina inventada pelo sr.Faísca, que permite controlar o clima e que é roubada pelos duendes Sonso e Mafarrico.

O boneco de sapatos vermelhos e barrete azul tem por missão devolver a máquina aos habitantes da Cidade dos Brinquedos e ao Sr. Faísca.

O cenário altera-se conforme o local onde se desenrola a acção e a história avança ao som das músicas já conhecidas pelas crianças.

Além do Noddy, esta história conta com a ursa Teresa, a boneca Dina, o Orelhas, o Sr. Faísca, os duendes Sonso e Mafarrico e o Sr. Lei (polícia).

O espectáculo é inspirado numa série de animação infantil que é transmitida na 2:, de segunda a sexta-feira.

Diário Digital / Lusa

Sara e Tristana comemoraram o 25º aniversário

Gemeas25


As gémeas Sara e Tristana comemoraram o 25º aniversário. As filhas de Miguel Esteves Cardoso reuniram os amigos no restaurante Paparrucha, em Lisboa. Para a ocasião as gemas foram vestidas pelo estilista Nuno Tiago. Na festa estiverem muitas individualidades do social nacional, entre outros, Dani, Rita Andrade, Heitor Lourenço e Fernando Cunha.
Quinta-feira, 26 de Janeiro de 2006

Lilia Cabral elogia Joana Solnado

Retirado do site morangomanias.ptbyte.com

Mafalda Pinto com novo amor

 Retirado do site: morangomanias.ptbyte.com

 

Longe vão os tempos das maldades da Carlota, a vilã que fez de tudo para recuperar o amor de Simão (Pedro Teixeira) na segunda série de “Morangos com Açúcar”, que terminou em Setembro passado. Agora, a loira deixou de ser má, tornou-se apresentadora e até encontrou um príncipe encantado. Como num conto de fadas, a actriz Mafalda Pinto parece ter encontrado um lugar ao sol...


A fazer sucesso como uma das três estrelas do magazine “6 Teen”, da SIC Mulher, e falada para integrar o elenco da primeira novela de Teresa Guilherme na TV de Carnaxide, Mafalda anda perdida de amores por Gonçalo Athias, de 29 anos, 1,85 m e olhos azuis, um conceituado manequim português, que ainda recentemente participou no teledisco “Eu Estou Aqui”, de Pedro Abrunhosa. Numa das últimas exibições de “A Partilha”, no Teatro Tivoli, a TvMais apanhou-a com o novo namorado, com quem ela assume carícias, olhares apaixonados e sorrisos cúmplices à frente de toda a gente. E faz ela bem! A felicidade é para o mundo ver...

Fonte: TV Mais

Intimidades


Retirado do site morangomanias.ptbyte.com

Débora Falabella muda visual para viver Sinhá Moça

Depois de dar vida à personagem Sarah Kubitschek, na primeira fase da minissérie JK, actualmente a ser exibida no Brasil  pela Globo, Débora Falabella já começou a gravar a próxima novela das 18h, Sinhá Moça, de Benedito Ruy Barbosa.

A actriz protagoniza o folhetim e para compor o seu papel, também de época, mudou radicalmente o visual.

Débora passou uma tarde no salão Scenario, localizado em São Paulo, para alongar as suas madeixas, utilizando o método italiano Great Lenghts. De acordo com a assessoria  do local, a actriz foi atendida pela equipa da profissional Luciana Alvarez.

Após horas de beleza, Débora saiu do salão pronta para aderir ao seu novo desafio na telinha.

A primeira versão de Benedito Ruy Barbosa foi exibida em 1986 e teve Lucélia Santos no papel-título.

Sinhá Moça é baseada no romance homônimo de Maria Dezonne Pacheco Fernandes, e se passa em 1886, às vésperas da promulgação da Lei Áurea, mostrando como monarquistas e republicanos se defrontam em Araruna, pequena cidade do interior paulista.

Esse conflito serve de pano de fundo para a história de amor entre Sinhá Moça, filha do Coronel Ferreira, o Barão de Araruna e ferrenho escravocrata, com o jovem Dr. Rodolfo um ativo abolicionista republicano, que luta pela libertação dos escravos.

Sinhá e Rodolfo se conhecem no vagão de um trem, quando retornam a Araruna, depois de concluírem seus estudos na capital da província. Ambos têm idéias abolicionistas e Sinhá critica as atitudes do pai, lutando em defesa dos negros.

 Fonte: OFuxico

Angelina Jolie exibe tatuagem no ventre

Nos últimos dias, grávida de aproximadamente cinco meses, Angelina Jolie exibiu uma tatuagem n ventre escrita em latin: Quod me nutrit me destruit, que significa O que me alimenta também me destrói.

A actriz, que espera um bebé de Brad Pitt, foi fotografada pela revista People no aeroporto de Londres, com uma blusa colada, que deixou a tatoo à mostra. Angelina segurava Zahara, de 1 ano, no colo.

Jolie e Brad compraram, recentemente, uma casa na Inglaterra.

Daniele Suzuki e Ricardo Pereira namoram em festa de Bruno Mazzeo

foto ampliada


Cada vez mais apaixonados, os pombinhos Daniele Suzuki e Ricardo Pereira não param de demonstrar que é sério o relacionamento entre eles. Os dois prestigiaram a festa do ator Bruno Mazzeo, que comemorou na noite do dia 24 de janeiro, na boate Melt, a nova temporada do programa Cilada, no canal a cabo Multishow.


Roterizado e protagonizado por Bruno,  Cilada é uma comédia em formato de reality show, na qual um personagem passa por verdadeiros programas de índio. Bruno vive o jovem Bruno, alvo das situações pra lá de divertidas.


“O programa já emplacou, Bruno é ótimo e a proposta é super interessante”, disse Daniele Suzuki.


Bruno, que já foi redator da Escolinha do Professor Raimundo, Chico Total, Sai de Baixo e Vida ao Vivo Show, e assina o roteiro de A Diarista, está adorando a nova empreitada.


“Acho que o programa está agradando, a repercussão tem sido boa. Acho que é um programa inovador, que mistura claque, sitcom e esquete. São situações comuns que se transformam em roubadas”, disse.


Laura Malin, também roterista da atração, Heloísa Perrisé e Nelson Freitas curtiram a festa.


Fonte: Ofuxico

Alanis Morissette admite homossexualidade

A cantora canadense Alanis Morissette deixou muitos de boca aberta com as suas recentes revelações. Alanis confessou que já teve relações sexuais com outras mulheres.

Apesar de hoje ser totalmente heterossexual, a cantora comentou que as suas experiências lésbicas aconteceram há muito tempo atrás.

Em entrevista à revista Out, Morissette afirma que "experimentou com outras mulheres quando era adolescente, porque tinha a necessidade de conhecer de tudo".

"Tive os  meus anos de experiência. Foram muito bons e são muito recomendáveis. Temos que conhecer de tudo para termos uma idéia de quem somos e o que preferimos", disse a artista.

SIC: Nova novela vem da Argentina - Cinderela rival de Morangos

A nova novela da SIC, que Teresa Guilherme produzirá, é uma versão moderna da ‘Cinderela’ e pretende rivalizar com ‘Morangos com Açúcar’ (TVI). Ainda não tem título, mas já está a ser trabalhada.


D.R.
Teresa Guilherme produz Floricienta, que no Brasil tem o nome de Floribella
Teresa Guilherme produz Floricienta, que no Brasil tem o nome de Floribella


'Floricienta’ é uma produção juvenil argentina que faz sucesso no México, Brasil e Isreal. Por cá, ainda não há título, mas a adaptação está em curso. Na versão brasileira, ‘Floribella’ (Band), protagonizada por Juliana Silveira e Mário Frias, existem vários elementos comuns à série da TVI: uma banda à semelhança dos ‘D’zert’ e, em vez do ‘Bar do Fred’, os jovens reúnem-se no ‘Fig’s Afther Beach’. O ‘Colégio da Barra’ e a ‘Escola dos Navegantes’, frequentada por grande parte do elenco de ‘Morangos’, é, no Brasil, um internato. Também não falta uma estação de rádio juvenil e praticantes de vários desportos radicais.

É naquele ambiente que se encaixa a história da ‘Cinderela’ moderna, menina, linda e encantadora, criada numa família humilde, mas que, na verdade, é filha e herdeira de um homem muito rico. A madrasta faz-lhe a vida num inferno, mas a jovem acaba por se apaixonar por um rapaz de famílias abastadas, vivendo de forma feliz.</aux></texto>


Fonte: Correio da Manhã

.mais sobre mim


. ver perfil

. seguir perfil

. 14 seguidores

.pesquisar

.Dezembro 2007

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.Últimas:

. Mariana Monteiro esteve n...

. Sílvia conduz gala a favo...

. David Carreira dá cartas ...

. Nuno Santos troca RTP pel...

. A Mariana Monteiro é lind...

. Britney Spears roubou isq...

. Striptease deixa marcas e...

. Russell Crowe e Nicole Ki...

. Eu e a Margarida temos um...

. Helena Isabel: Em forma

. Isabel Figueira convive c...

. Cantor desmente romance

. Rita Egídio está grávida

. Carol Castro ASSALTADA

. Modelos mal se falam

.arquivos

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

.tags

. a bela e o mestre(6)

. alexandra lencastre(29)

. alinne moraes(8)

. ana guiomar(5)

. angelico vieira(16)

. angelina jolie(20)

. antonio pedro cerdeira(13)

. band(8)

. barbara guimaraes(6)

. barbara norton de matos(5)

. belissima(9)

. benedita pereira(6)

. brad pitt(13)

. britney spears(8)

. canta por mim(4)

. carolina dieckmann(5)

. catarina furtado(20)

. caua reymond(9)

. cesar peixoto(11)

. christina aguilera(6)

. cinha jardim(5)

. claudia semedo(5)

. claudia vieira(28)

. cleo pires(7)

. cristiano ronaldo(29)

. dalila carmo(9)

. dança comigo(11)

. dani(7)

. daniela mercury(5)

. daniela ruah(13)

. danielle suzuki(6)

. deborah secco(7)

. deixa-me amar(9)

. diana chaves(22)

. diogo amaral(10)

. doce fugitiva(5)

. dzrt(6)

. elsa raposo(7)

. fala-me de amor(4)

. fernanda serrano(15)

. floribella(13)

. francisco adam(5)

. francisco penim(5)

. gato fedorento(7)

. globo(25)

. gloria pires(4)

. guilherme berenguer(4)

. helena isabel(4)

. henri castelli(4)

. herman josé(4)

. ilha dos amores(16)

. imperius(7)

. ines castel-branco(6)

. ines simoes(4)

. isabel figueira(34)

. ivete sangalo(4)

. jennifer lopez(5)

. jessica athaide(4)

. joana duarte(11)

. joana solnado(13)

. joão reis(9)

. jose fidalgo(6)

. juliana paes(6)

. luciana abreu(15)

. mafalda pinto(6)

. margarida vila nova(18)

. maria joão bastos(15)

. mariana monteiro(7)

. marisa cruz(8)

. melanie c(5)

. merche romero(46)

. morangos com açucar(51)

. nbp(5)

. operaçao triunfo(5)

. paixões proibidas(7)

. paula lobo antunes(6)

. paula neves(6)

. paulo pires(7)

. pedro granger(6)

. pedro miguel ramos(8)

. pedro teixeira(10)

. ricardo pereira(16)

. rita andrade(5)

. rita pereira(20)

. rodrigo menezes(6)

. rtp(43)

. rtp1(30)

. rtp2(5)

. ruy de carvalho(5)

. são josé correia(11)

. shakira(8)

. sic(71)

. silvia alberto(11)

. sofia alves(9)

. sonia araujo(6)

. soraia chaves(24)

. tempo de viver(9)

. tu e eu(8)

. tvi(126)

. vila faia(5)

. todas as tags

.Links:

blogs SAPO

.subscrever feeds